Glee "I do" 4x14


Casamento, valentine's day, recaídas, primeira vez, muito sexo e elenco todo reunido marcaram glee nessa semana. No final perdi a conta de quantas combinações de nomes são possíveis nesse seriado.

O casamento de Will e Emma finalmente aconteceu, só que não. A ruiva já estava em crise (TOC) faz um bom tempo, por causa das decisões que teria que tomar sozinha sobre a cerimônia. E para aumentar a tensão da noiva, o perdido Finn resolveu "ajudar" com um beijo surpresa uma semana antes do casamento. Não sei o que vai acontecer com a história de Finn, mas é um personagem que precisa encontrar logo uma ocupação na trama. Ficar como substituto de professor do clube do coral e do amor de Rachel não está dando certo. Mas voltando para Emma, que fugiu do casamento. Não acredito que ela não ame Will e por isso o deixou no altar. A ruiva sempre foi muito meiga e fiel, e acho que ela não quis se casar sem falar para o Will sobre o beijo. Talvez ela não queira começar um casamento com mentiras. Seria bem normal e entendível se essa fosse a explicação dela para ele sobre o que aconteceu no casamento. Mas primeiro ele precisa encontrá-la, já que não sabemos sobre seu paradeiro. Desconfio que Sue possa saber onde ela está, mas isso é só um palpite.  



O triângulo amoroso mais insuportável de glee também ganhou espaço. Marley, Jake e Ryder protagonizaram as partes mais chatas do episódio. Eu não consigo suportar esse núcleo, por mim pode tirar eles de vez. Transfere eles para outra escola Ryan. Primeiro Ryder deixa de tentar seu amor com Marley, para deixar o caminho livre para Jake (isso para mim é coisa de homem covarde). Levou a amizade tão a sério que nessa semana resolveu ajudar Jake com os presentes de dia dos namorados (covarde level 2). No final Marley percebe tudo (pensei que ela não iria perceber, já que ela meio alienada) e vai lá agradecer Ryder com um presentinho. Finalmente ele cria coragem e a beija. Como sei que não vamos nos livrar desse núcleo, queria pelo menos que a história deles melhorasse.



Como disse antes, o elenco todo estava reunido (é verdade que alguns nem tiveram falas, mas... ). O que acabou causando algumas recaídas amorosas e novas experiências. Aquele hotel se transformou em um motel, isso sim. Rachel e Kurt resolveram ficar com seus respectivos ex. Quinn decidiu experimentar um sexo lésbico com Santana. Até Artie levou Betty (cadeirante peituda) para a cama. Marley não conseguiu fazer sexo com Jake. E Tina não pegou ninguém, como sempre, mas é isso que acontece quando seu interesse amoroso é gay. 



No final do episódio, vemos Rachel se encontrar com Brody em NY, e descobrimos sua mentira (#PROSTITUTO, será que é isso mesmo?) sobre não sair do apartamento na ausência dela. E logo depois vemos Rachel fazer um teste de gravidez. Se ela realmente estiver grávida, acho que pode rolar uma questão de aborto. Afinal, ter um filho agora atrapalharia sua carreira.



ROUBOU A CENA: Sue protagonizou os momentos mais engraçados do episódio. Ela estava com o mesmo vestido de Emma e com a língua bem afiada. Sempre gostei das falas dela e dessa vez não foi diferente.

"I do" foi um episódio regular para a série. Acho que alguma histórias foram muito forçadas e outras nem deveriam ter acontecido. 
Tecnologia do Blogger.