Girls - S02E04 - It's a Shame About Ray


Depois de um episódio apenas bom, Girls volta com o que eu considero, até aqui, o melhor da temporada.

O episódio começa com Hannah expulsando Elijah do apartamento, como ela havia dito que faria no episódio passado. Elijah se despede de Girls, e espero que não seja para sempre. Depois dessa "separação", Hannah chama seus amigos para um jantar para comemorar uma publicação dela, e para nossa sorte, um jantar cheio de confusão e diálogos afiadíssimos.

Primeiro tivemos o confronto entre Audrey, a fabricante de mostarda, e Marnie, que aparentemente está muito presente na vida de Charlie. Depois de discutirem, Marnie vai embora dali, e Charlie não se aguenta e vai atrás dela. Atitude que ele se arrepende profundamente, pois ela diz estar com outro, e quando ele volta, Audrey já havia ido embora. Tudo isso faz com que ele comece a resmungar e ofender Marnie, e Hannah a defende, pois não foi um ano nada fácil pra amiga. Adorei toda essa cena pois, mesmo que Hannah não dê o braço a torcer, é óbvio que ela sente falta da amiga. Muito amor por ela nessa cena.

Shoshanna esteve ótima nesse episódio, chegando atrasada porque o ela e Ray nao achavam um táxi, e mesmo quando acharam ela perdeu o brinco, e tiveram que encostar pra achar porque estava transando com Ray, como ele mesmo deixou claro. Depois, na mesa, em meio a discussões e conversas sobre plug anal, Hannah pergunta a Ray onde ele está morando,  e é então que Shosh percebe que Ray está morando com ela. Na verdade eu não sei como ela não percebeu, pois Ray  passou a noite na casa dela durante todos aqueles dias. Depois, em uma das melhores cenas do episódio, Ray admite se achar um perdedor, mostrando o quanto está se sentindo infeliz com os rumos tomados por ele. É então que Shosh diz estar se apaixonando por ele, e ele, mesmo que com relutância, diz sentir o mesmo. É com essa cena simples e sincera que eu pergunto: Como não amar esses dois? 

Jessa também vai a um jantar, só que acompanhada e de Thomas-John e os pais dele. Ela consegue a simpatia do sogro, mas com a sogra é diferente. Jessa responde a todas as perguntas de forma natural e sincera, mesmo que não seja a resposta que a satisfaça a sogra. Depois do fracasso no jantar, ela e Thomas-John se separam, fato que eu já previa que aconteceria em breve. O episódio termina com Hannah e Jessa, triste pelo recente rompimento, discutindo o quanto é nojento assoar o nariz numa banheira compartilhada, pois, como Hannah disse, mijar na banheira tudo bem, mas assoar o nariz já é demais. A lógica de Hannah é bastante compreensível, não?

Enfim, o episódio dessa semana foi incrível em vários aspectos, mas principalmente pelo espaço dado para cada uma das garotas que foi bastante equilibrado, e também pelas atuações e texto ótimos. Destaque para Jemima Kirke (Jessa), que atuou excepcionalmente bem nesse episódio. E para terminar um episódio tão bom, nada melhor que créditos ao som de Wonderwall, do Oasis. Amando Girls cada vez mais!

Observações:
  • A cena da banheira foi só uma desculpa para Lena Dunham mostrar os peitinhos, só pode. Será que ainda teremos algum episódio que não precisemos ver a nudez repetitiva dela?
  • Triste por Jessa ter devolvidos os filhotes pra pet shop. Chatiadu!
  • Fiquei em choque quando vi o quanto Ray é mais velho que Shoshanna. Para mim a diferença era de 5 anos no máximo.
  • Torcendo muito pro Adam voltar no próximo, pois só faltou ele nesse episódio.
Tecnologia do Blogger.