Dallas: "Sins of the Father" 2x03


Quando as subtramas ficam mais interessantes que a trama principal.

Dallas sempre foi uma série em que as subtramas e a trama principal eram igualmente interessantes, mas desde o início da nova série o foco estava sendo a nova geração dos Ewing, com os mais velhos servindo mais como apoio. Mas agora está acontecendo o oposto. Vamos comentar sobre os acontecidos nesse episódio.

Os planos de John Ross e Pamela estão tomando caminhos opostos. John Ross está cada vez mais próximo de conseguir a parte de Elena na Ewing Energies, usando até mesmo Sue Ellen para ajudá-lo, e assim vai estar um passo de conseguir toda a empresa. Já Pamela só se enterra mais em complicações. O assassinato de Tommy já foi descoberto e ela é a principal suspeita, e pra piorar, Frank, o braço direito da família Barnes, quer se livrar dela a todo custo pra conseguir de volta seu lugar na Barnes Global, e pelo que vimos nesse episódio ele adicionou mais um assassinato à ficha dela, dessa vez o da irmã de Tommy, Rebecca. Mas, sem dúvida, o mais interessante disso tudo foi ver a preocupação de John Ross para com Pamela, que provou que ele é igualzinho ao pai: um vilão de coração mole. A ideia deles juntos é muito interessante, seria um grande adicional à série um casal de vilões.

Nesse episódio também fomos apresentados a mais um novo personagem: Drew Ramos, o irmão rebelde de Elena. Por enquanto não se dá pra falar muito dele, até agora ele só mostrou uma certa rebeldia e remorso por se sentir culpado pela morte do pai. Mas com certeza ele ainda terá uma trama interessante, Dallas é uma das poucas séries em que todos os personagens contribuem para a história e não servem apenas como preenchimento.

Agora vamos falar do que realmente importa: Ann. Desde o início da temporada a trama dela com a filha está sendo sem dúvida a melhor e mais interessante, deixando os protagonistas em segundo plano. E pelo que parece isso vai continuar ainda mais, pois aconteceu o que ninguém esperava: o ódio de Ann ser tamanho a ponto de fazê-la atirar em Harris. Foi um verdadeiro baque! Cena digna de final de novela. Eu confesso que já esperava que alguém tomasse uma atitude como essa a respeito de Ryland, mas nunca pensei que seria Ann a responsável. E que atriz Brenda Strong tem se provado ser. Estou até interessado em ver Desperate Housewives apenas para vê-la em cena. Tomara que as premiações televisivas levem em consideração a incrível performance que ela tem feito nessa temporada e que com certeza só irá melhorar.

Como essa review saiu atrasada provavelmente o próximo episódio já deve estar disponível pra download. Se vocês, assim como eu, estão roendo as unhas pra saber o que vai acontecer terminem de ler e vão logo assistir, é uma ordem. Até a próxima review.
Tecnologia do Blogger.