Pular para o conteúdo principal

Community - 04x03: Conventions Of Space And Time



Muita gente pode ter não gostado desse ‘Conventions Of Space And Time’, entretanto o episódio foi a prova definitiva de que Community ainda é uma serie interessante.

É inegável o fato de que estamos diante de uma série diferente, desprovida de muito do encanto que apresentava em suas primeiras temporadas, mas é evidente os esforços de David Guarascio e Moses Port, os novos Showrunners, de entregar uma serie envolvente e que preserve a essência do universo estabelecido por Dan Harmon.

Este 3º episódio serviu não só para estabelecer esta temporada com um ritmo próprio, como também alivia os ânimos daqueles que acreditavam que a série não teria mais nada de interessante a apresentar. Certamente o episódio não impressiona como outros da série já fizeram, mas por colocar Tricia Helfer no papel de uma fã fanática por um personagem icônico é uma sacada genial (ainda que muitos não entendam o porquê).


Tivemos um episódio divertido que trouxe muitas referencias interessantes, principalmente para quem é fã de ficção cientifica. É verdade que muito possam não ter apreciado o episódio apropriadamente se não conhecem as obras citadas, mas o fato é que Community sempre apresentou milhares de piadas e referencias que nem sempre foram absorvidas pelo grande publico.


Neste aspecto Shirley e Pierce refletem bem a sensação da audiência em relação a série. Eles não pertencem aquele lugar e a tentativa de fazer a produção mais acessível ao grande publico é tão desastrosa quanto a de criar recriar Doctor Who Inspector Spacetime em um tom que se comunique melhor com o publico americano. A mensagem transmitida aqui bem clara e, apesar de terem a responsabilidade de tornar a série mais fácil para o grande publico, os roteiristas a todo o momento passam a idéia de que permanecerão fieis ao espírito da série.


Os personagens permanecem em, sua essência, os mesmo. O relacionamento de Troy com Britta não afetará sua amizade com Abed e vimos aqui também uma tentativa de estreitar os laços de Annie e Jeff. E ainda sobre Jeff, não soubemos do resultado de sua conversa com seu pai detalhe que não deve demorar muito para aparecer. Há também o fato de que Chang está ausente da série. O personagem fez uma breve aparição na premiere, mas nem chegou a ser citado até aqui. O que devemos concordar, é um desperdício de talento.

Dan Harmon realmente faz falta, mas nem por isso devemos desprezar o trabalho dos novos produtores,que apesar de desprovidos da originalidade de Dan conseguem segurar as pontas quando trabalham com os personagens já bem definidos da série. Este episódio é a prova de que ainda que diferente do que conhecíamos, Community continua interessante.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Vencedores do Emmy Awards 2017

2017 entra pra história do Emmy como o ano que fizeram "tudo certo". 
O Emmy é uma premiação sempre polêmica, inconclusiva e injusta, como convenhamos, toda premiação. Mas por incrível que pareça os vencedores da edição desse ano foram bem recebidos pelo público e crítica. Claro, um ou outra série tem certa preferência de cada telespectador, porém, não se pode negar a qualidade dos premiados.
Game of thrones, o maior vencedor da história do evento, não esteve presente, fato que gerou piada para o apresentador Stephen Colbert. Foi cômico mas foi verdade: os vencedores deveriam agradecer a série por não estar levando todas as estatuetas esse ano.
Muitos ganharam o Emmy pela primeira vez: Donald Glover foi o primeiro negro a ganhar em uma categoria de direção, por "Atlanta". Lena Waithe se tornou a primeira roteirista negra a levar uma estatueta. E Reed Morano foi a primeira mulher a vencer como diretora em 22 anos.
Abaixo você confere a lista dos vencedores,destacado…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…