Pular para o conteúdo principal

Banshee - S01E04 - Half Deaf Is Better Than All Dead


Um ótimo episódio que terminou com a adição do mais novo morador de Banshee.

O episódio já começa muito bem. Lucas fica preso em um museu na tentativa de roubar o local, e liga pra Job para que ele o ajude a escapar. Só que ao mesmo tempo, Carrie liga para ele no intuito de discutir a relação. Não entendo porque Lucas não desligou na cara dela, mas a alternância entre as linhas nos rendeu ótimos momentos. Job ajudando o amigo a sair daquela enrascada, enquanto o desespero ia dominando-o, e foi aí que Carrie foi útil, ajudando o xerife/assaltante a se acalmar. Os melhores momentos desse início foram com certeza a explosão de Job pra cima dos caras na lanchonete e quando Carrie vai resgatar Lucas. Enfim, fora a rapidez com que a moça aparece no local, tudo certo até aí.

Depois tivemos a exigência do Senador Schumacher para que o xerife encontre Hanson, o responsável pela organização da rave na qual o filho morreu. Depois do escândalo nada sutil dado por Carrie na delegacia por causa da filha ter sido chamada na delegacia, Lucas e Emmet usam a informação de Deva para achar Arno Webber, um dos envolvidos com Hanson. Ao ver como o policial tratou Arno para obter informações, percebemos que o jeito "fodão e inconsequente" do xerife está contaminando a força policial. Mesmo que Arno more num bairro de arianos com mentalidade nazista, não caberia a Emmet tratá-lo com tanta violência para conseguir as informações, e atitude dele não pareceu nada legal (no sentido jurídico da palavra).

Arno fornece provas que incriminam Proctor da morte do traficante procurado: um vídeo, o testemunho dele e a mão da vítima ( a unica parte que sobrou depois de Proctor dar fim no corpo do comparsa incompetente). Após recolher as provas, Lucas tem a chance de prender Proctor, e não perde a oportunidade. Porém, a caminho da delegacia, o irmãos Moody jogam a viatura pra fora da pista, o que resulta em mais uma cena de ação, com espancamento e mutilação de orelhas. Depois de virar o jogo e ficar em vantagem contra os 3 irmãos, o xerife deixa que eles saiam impunes, pra se concentrar na prisão de Proctor, que é muito mais perigoso que três "caipiras burros". Achei a atitude de Lucas surpreendentemente inteligente e calculada, o que já é um avanço em meio a tantas inconsequências típicas do personagem.

Como a influência de Proctor é muita, ele consegue ser liberado para responder ao processo em liberdade, e quando fica sabendo da testemunha ocular, já providencia que a testemunha suma do mapa. Achei a segurança da testemunha muito fraca já que o acusado é o maior criminoso da cidade. Eles deveriam ter providenciado mais policiais e um lugar mais adequado para esse tipo de operação se realmente quisessem proteger Arno. Mas enfim, mais uma vez me pego pensando: "Só em série mesmo!".

Além da trama dos policias, ainda tivemos as cenas de Carrie e seus dedinhos (e chuveirinho), nas quais ela mostra que ainda não esqueceu o ex-parceiro de crimes, e que pensa bastante nele. Carrie até vai atrás dele para "conversar" mas, ao observar de longe, vê que Lucas está acompanhado de Kat Moody, fato que a faz mudar de idéia. É óbvio que ela sente falta das emoções do passado, pois senão ela não teria saído no meio da noite para ajudá-lo a fugir dos policiais.

Também tivemos Morgan Freeman Sugar se candidatando a participar dos próximos esquemas de Lucas, o que provavelmente vai nos render mais participação desse personagem misterioso. E para completar a minha alegria, Job se mudou para Banshee. Ele é o personagem com as melhores sacadas da série, e eu não poderia estar mais feliz e ansioso pelo próximo episódio. 

Observações:
  • A cena em que Lucas fala o título do episódio me fez gargalhar. Aliás, ele foi bem debochado nesse episódio.
  • Proctor sobre Hanson: "É, não o vejo faz algum tempo". Lucas em resposta : "É um dos efeitos colaterais de matar alguém". 
  • Cena pós créditos: Proctor gritando de raiva, e a causa provavelmente é a nova acusação que vai enfrentar.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Vencedores do Emmy Awards 2017

2017 entra pra história do Emmy como o ano que fizeram "tudo certo". 
O Emmy é uma premiação sempre polêmica, inconclusiva e injusta, como convenhamos, toda premiação. Mas por incrível que pareça os vencedores da edição desse ano foram bem recebidos pelo público e crítica. Claro, um ou outra série tem certa preferência de cada telespectador, porém, não se pode negar a qualidade dos premiados.
Game of thrones, o maior vencedor da história do evento, não esteve presente, fato que gerou piada para o apresentador Stephen Colbert. Foi cômico mas foi verdade: os vencedores deveriam agradecer a série por não estar levando todas as estatuetas esse ano.
Muitos ganharam o Emmy pela primeira vez: Donald Glover foi o primeiro negro a ganhar em uma categoria de direção, por "Atlanta". Lena Waithe se tornou a primeira roteirista negra a levar uma estatueta. E Reed Morano foi a primeira mulher a vencer como diretora em 22 anos.
Abaixo você confere a lista dos vencedores,destacado…

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…