Primeiras Impressões de Banshee


Tio Bolão está de volta e olha, acerta novamente.

Uma série com a cara de Alan Ball, criador dos sucessos True Blood e Six Feet Hunder, e, logo nos primeiros minutos da série, vimos sua marca: sexo, falta de escrúpulo, ação, excelente cenário e fotografia. Logo nos primeiros minutos já dá pra ver que Banshee será uma série de qualidade, bem diferente das muitas que vemos por aí. Louvemos.

A premissa não é lá essas coisas, mas tem um potencial imenso: um ex-condenado que chega em uma pequena cidade do interior da Pensilvânia em busca de alguns milhões de dólares em diamantes, roubados por ele por sua comparsa (amor) antes de sua prisão. Lucas Hood é um ladrão perspicaz, conhecedor das artes marciais e das artimanhas da malandragem, que, conta com uma "equipe de apoio" para resolver alguns "probleminhas". Uma equipe de apoio hilária e divertida.

Mas Lucas acaba seguindo por outro caminho, após descobrir que seus diamantes foram roubados. Ladrão que rouba de ladrão... Enfim, por ironia do destino e depois das típicas cenas de luta vividas em bares do velho oeste, ele acaba se encrencando por envolver nessa briga, que, culminou a morte do então novo xerife da cidade.


Uma encrenca ou uma oportunidade? Segunda opção. Lucas acaba tomando a identidade do xerife (sem querer querendo) com a intenção de ganhar poder, privilégios, para que pudesse chegar com mais facilidade ao paradeiro de seus diamantes. Logo em seu primeiro dia de trabalho, conseguiu encontrar um objeto roubado a muito tempo: o cinturão de Boxe roubado de seu novo amigo da região, o ex-pugilista Sugar Bates, interpretado pelo ótimo ator Frankie Faison. Bates tornou-se uma bom aliado à Lucas, prometendo boas cenas futuras.

A série é criada por Alan Ball, com roteiros de Jonathan Tropper e David Schickler. Está sendo exibida pelo canal a cabo Cinemax, que encomendou dez episódios para sua primeira temporada. São episódios com quase uma hora de duração, porém, sua trama é bem desenvolvida e coesa, um dos fatores principais obrigatórios para qualquer série estreante. Claro, com uma boa produção de base envolvida.

Lucas é um poço de mistério. Muita gente atrás dele. Poderemos saber mais a respeito de seu passado além da situação atual. Descobrimos que ele tem uma filha rebelde de 13 anos que trará bastante trabalho. Saberemos quem está querendo a sua cabeça, a causa, motivo, razão ou circunstância. Isso dará margem para os próximos episódios da série e de uma possível e provável segunda temporada. 

Sendo assim, aprovamos a nova série do Tio Bolão. Se irá seguir esse nível ou se vai cair no marasmo como ocorreu em seus trabalhos anteriores, principalmente em True Blood, só o futuro dirá.

Nota 9/10
Tecnologia do Blogger.