Pular para o conteúdo principal

O Canto da Sereia


É sereia, piranha ou pomba (gira)?

Que bicho é esse eu não sei, mas "O Canto da Sereia", microssérie exibida em quatro capítulos pela Rede Globo, chamou a atenção desse desiludido ex-telespectador da teledramaturgia brasileira. Após a minha descoberta por séries americanas, surgiu um sentimento horrível em relação às produções nacionais. Surgiu uma grande revolta por alertar-me de que estão nos empurrando goela abaixo produtos feitos apenas para ganhar dinheiro, ibope. Mas isso é outra história.

A verdade é que "O Canto da Sereia" me surpreendeu. Claro que não houve nada de espetacular, mas bem acima das últimas produções que acompanhei. Uma microssérie de quatro capítulos estrelada pela Isis Valverde é impossível de não assistir, mesmo que fosse apenas para apreciar a sua beleza. Mas foi acima disso. Quatro capítulos que contaram bem uma longa história de forma sucinta e coesa, mas que só não foi melhor devido a ruim e velha preguiça dos roteiristas brasileiros.

Sereia é baleada e morta. Todos queriam saber quem matou a diva do Axé. Seu fiel segurança toma por honra o seu descobrimento, mas só descobre os podres que envolveram a sua vida. Descobre quem matou sua diva, mas desiste pela vingança ao saber o motivo. Muitos suspeitos em pouco espaço de tempo, mas o grande acerto da produção foi ter plantado a dúvida em nossas cabeças a todo instante e até o último minuto.

A desconfiança aumentou após descobrimos que Sereia estava com seus dias contados e que poderia sim ter encomendado sua morte, mas isso era só desconfiança, do mesmo tamanho das demais. Ninguém batia e nem poderia bater o martelo quanto a isso, porém, os roteiristas preguiçosos poderiam ter feito diferente. Poderiam ter deixado o anúncio de sua doença para depois da descoberta do assassino, trazendo impacto e alívio com a resolução do mistério.


É o mesmo caso do assassinato de Tuta. Um assassinato inesperado que poderia ter sido adicionado a trama de algum jeito para que pudesse amarrar bem a história. Ninguém sabe quem o matou e nem saberá. Um pedaço da história completamente relevante que foi tratado com desdenho, infelizmente.

Contudo, considero a microssérie boa. História interessante, com estrutura de passado, presente e futuro que instigaram o enredo. Boa produção, ótimas tomadas de câmeras e ótimas atuações. Destaque para Isis Valverde e não digo apenas pelas suas aparições peladinha. Eu fiquei impressionado com sua atuação. Ela encarnou literalmente uma diva do axé, com sotaque, ginga, caras, bocas e sorrisos. 

Nem dá pra reclamar da sempre "nudez gratuita" da TV nacional porque a desnuda da vez, é a Isis Valverde. Das outras que apareceram dá.

Acredito que poucos (pra não dizer ninguém) acertaram o assassino da Sereia, mas muitos acertaram que ela própria tinha encomendado a sua morte. Achei bem legal a resolução. O assassino poderia ter saído de diversos lados, mas veio de um lado que justificou a história. Apenas repito que os roteiristas perderam a chance de impactar, ao revelar a doença de Sereia precocemente.  

Sempre digo que o Brasil é repleto de excepcionais atores, mas que são conduzidos por péssimos diretores e preguiçosos roteiristas. Mas não me arrependi de retomar às produções nacionais. Essa estrutura de poucos episódios é bem chamativa e praticamente exclui aquela enrolação comercial que vemos nas novelas.

Valeu a pena.

Nota 06/10

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Confira as 5 séries mais vistas na Netflix pelo mundo

Nos últimos dez anos, a Netflix transformou a forma como o mundo assiste filmes e programas de TV, fornecendo aos assinantes uma enorme biblioteca de clássicos convencionais  e dezenas de recomendações personalizadas - tudo disponível na ponta dos dedos. Isso é mais do que apenas conveniência,  é a metamorfose da mídia.
Usando os dados do Google Trends, o site highspeedinternet.com classificou os países pelo número de pesquisas relacionadas à Netflix e referenciou as suas classificações com as séries mais procuradas. No mapa acima você confere qual é a TOP de audiência em cada país, e, abaixo você confere quais as 5 séries mais procuradas no serviço de streaming.
TOP 5:

1 - Sherlock
2 - Friends
3 - Narcos
4 - House of Cards
5 - New Girl

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…