Lost Girl: "Caged Fae" S03E01



Olá, leitores! Como estão passando? Bom, a review demorou a sair por questões pessoais, semana complicada, mas a próxima sairá antes do próximo episódio.

Olha só quem está de volta depois de enfrentar a própria mãe, Baba Yaga, Garuda, entre tantas outras ameaças aos faes, nossa súcubo favorita! E agora enfrentando Hécuba, diretora da prisão feminina fae.

No início do episódio, temos uma cena maravilhosa de Bo se passando por uma fae que já quebrou diversas regras e distribuindo dinheiro roubado na fila de uma boate. Depois de Dyson captura-la e esta ser colocada na prisão, descobrimos que, na verdade, era tudo armação, tudo aquilo faz parte da nossa maravilhosa equipe (mais Vex) para descobrir o que Hécuba está aprontando e onde foi parar Dra. Evert, a antiga médica da prisão e mentora de Lauren. Com o desenrolar do episódio, nos é revelado Hale como o novo Ash e devo acrescentar aqui que, simplesmente, adorei essa colocação. Acredito que será interessante ver o siren nesse cargo tão prestigiado e elevado.

Depois de apanhar por ser pega com a Pedra Sarsen , que lhe permitia usar os poderes dentro da prisão, e de ser beijada por Kenzi, em seu disfarce como a amante de Bo, para lhe passar a lente que lhe permite acesso a sala de Hécuba. E é lá que a súcubo descobre o que a diretora está aprontando. Bom, acontece que a suposta mulher está investindo no contrabando de bebês de espécies raras, engravidando suas prisioneiras que supostamente deveriam ser soltas. Entretanto, ao ser levada para ser inseminada, Bo acaba com a alegria – e negócio – de Hécuba ao denuncia-la como homem, mais especificamente, um Liderc, sendo ela o próprio genitor desses bebês. Como as Amazonas não gostam de homens... Bom, provavelmente o Liderc virou comida. Literalmente.

Agora, a minha pessoa deveria permanecer neutra, mas é impossível, afinal, torço para Doccubus e meu coração shipper não permite que eu não tenha tido uma crise de felicidade com todas as cenas delas duas, com a Lauren sendo bem direta, algo que não se vê todo dia, em relação aos seus pensamentos/sentimentos para com a Bo. Depois de Dyson, Nadia, Ryan, entre tantos outros, a súcubo resolve dar uma chance ao seu relacionamento com Lauren, afinal, como dito pela própria, está na hora para elas. Por enquanto, o lobo perdeu e ele parece conformado com a felicidade de Bo.

Sempre torci e continuo torcendo para Doccubus apesar de saber que muitas águas ainda vão rolar, ainda mais quando temos Bo com seu bad side ainda dentro de si e mostrando-se em raras ocasiões. Afinal, o tema dessa temporada é “Evil Never Sleeps”.

Bom, a série voltou muito bem. Com um roteiro bem escrito, está trazendo um tema muito bom para a temporada, principalmente, em relação a todo o conflito interno que aguarda a Bo ao longo dessa jornada, tivemos a chance de ver também o amadurecimento dos personagens, e para completar, um ótimo trabalho da parte da equipe técnica. A série tem uma produção de qualidade e isso se comprova em seus episódios.

Nota¹: Aparentemente, Vex ficará por perto por bastante tempo e nos proporcionando as cenas mais divertidas assim como a Kenzi.
Nota²: Quero o Trick como avô também, apenas.
Nota³: Aguardo pelo momento que iremos saber mais sobre esse pai da Bo. Estou extremamente curiosa e querendo respostas para algumas questões relacionadas a ele.

Então, é isso, espero que tenham gostado dessa primeira review da terceira temporada e do episódio. Até a próxima!
That’s all folks! 
Tecnologia do Blogger.