Bones: "The Diamond in the Rough" S08E10


Olá, leitores! Como estão passando? Bom, devido algumas situações que andaram acontecendo, as reviews todas atrasaram e acabei por ficar toda enrolada, mas a partir dessa semana, acredito que tudo normalizará. Enfim, vamos comentar essa volta de Bones.

Primeiramente, quem não gosta de um bom caso em que Booth e Brennan vão disfarçados, certo? Estes casos sempre nos proporcionam cenas bastante divertidas e isso não faltou no episódio. Além disso, contamos com cenas bastantes emocionantes. O caso também foi leve, uma gostosura de assistir, afinal, se tratou mais das relações do que dele em si.

O episódio começa muito bem, com aquele belo esqueleto com cristais sendo descoberto por um apresentador de reality. A ligação entre o esqueleto estar daquele jeito e o que a vítima representava quando viva é evidente. Afinal, ela brilhava em sua profissão de dançarina. Toda a apresentação do caso e o seu desenvolvimento foi bem simples. Não tinha grandes mistérios ou revelações surpreendentes, tanto que os culpados, indireta ou diretamente pela morte, foram previsíveis.

No quesito mais focado desse episódio, os relacionamentos entre os personagens, temos uma Angela triste e não se sentindo satisfeita com o trabalho no jeffersonian. Ver Angela desse jeito quebra o coração dos fãs, afinal, a personagem tem claramente a alma de artista, e é ela que nos faz enxergar a alma das vítimas. Angela, assim como Booth, traz o lado emocional da série. O bom é que com o conselho de Hodgins, Cam resolveu aliviar a carga horário da artista, para que assim, ela possa aproveitar mais esse seu lado que até então estava um pouco adormecido.

Enquanto tudo isso acontecia, Wanda e Buck nos proporcionavam ótimas risadas no concurso de dança. Brennan sem senso algum de ritmo e querendo dominar a parada e Booth super enferrujado. Admito que voltei a cena do porão várias e várias vezes, passei mal de tanto que ria. Os dois sem fala e o funcionário com aquele olhar que não dá nem para definir em uma palavra, apenas rir. Entretanto, o prêmio vai para a cena final, em que ele percebe que ela realmente quer se apresentar e os dois começam fazendo besteira, afinal, Brennan acha que está dominando a parada, mas depois ela se deixa conduzir por Booth e os dois dançam uma valsa maravilhosa, nos proporcionando uma das cenas mais belas do casal. Sem contar que a direção foi espetacular, podemos sentir o sentimento transbordar com apenas uma dança.

“Precisamos fazer algo especial ao acabar?” “Não.” “Por que não?” “Pois nunca acabará, Bones. Sempre será assim. Exatamente assim.”

Se o casal perfeito existe? Bom, existe, mesmo sendo apenas ficção.

Espero que tenham gostado dessa review demorada e do episódio. Até mais!
That’s all folks!
Tecnologia do Blogger.