Por Cinthia Mendonça

Olá meu povo!!! Depois de três semanas com braço torcido e algumas crises de asma (hahahahahahhaha) cá estou de volta com as reviews de Two and a Half Men. Sim, no plural, por que três semanas foi demais da conta. Mas vamos começar que já estou com saudades de todos!

E o episódio oito já começa com uma bomba sendo jogada no colo da Allan, afinal, não são todos os dias que uma mulher como Lindsay pede para casar com alguém como ele. Ohhhhhhhh!!! É isso mesmo! Ainda estou tentando entender o que ela viu naquela tosqueira, mas o mesmo não se empolga com tal pedido e pretende pensar sobre o assunto. Nesse meio tempo vamos encontrar a perfeição chamada Walden, no carro de Allan, parado no meio da estrada, sem camisa. Claro, que uma mulher parou e deu carona ao pobre, afinal, quem não faria o mesmo? Mas a melhor parte é quando a mesma transforma Walden em seu brinquedo sexual e o leva pra fazer compras, paga táxi pra ele e outras cositas mas... hahahahaah! Quem adorou a inveja de Allan? Eu com certeza! Hhihihihi!!! Mas, transformar Walden é objeto sexual é fácil, difícil é convencer Allan a casar com Lindsay. O discurso dele sobre casamento é no mínimo interessante, já que o mesmo é um dos piores partidos já existente na Terra. É pesado, mas é por aí... 

Voltando, Quem gostou de conhecer Sid, o velhinho que estava no bar, conversando com Alan? Pra mim, ele é Alan no futuro. Uma coisa meio Fringe, onde existe a possibilidade de acessar dimensões e tempos diferentes. Ou se preferirem, De Volta para o Futuro...enfim...o velhinho deu boas lições ao tranqueira do Alan se comportamento, comprometimento e felicidade. Um sábio? Não sei, mas surtiu efeito no maluco e no final, ainda conseguiu cair ao próprio golpe de “esquecer” a carteira. #Amei


O melhor pedido de casamento ever acaba de acontecer. Alan - Lindsay, eu não quero acabar só, quero ficar com você pra sempre! Lindsay – Alan, isso é tudo o que eu queria ouvir. Alan – Quando eu juntar uma grana comprarei um anel de noivado. Lindsay – Ah! Não precisa me comprar nada. Alan – Isso era tudo o que eu queria ouvir!!!! Depois dessa, alguém duvida que Alan Harper é o cara mais canastrão da face da Terra??? Eu não!!! Ahhahahahahaah!!! Bom foi ver o episódio terminar com Walden trocado pelo pirralho de Crepúsculo ( palavras dele), Alan confortável por estar com Lindsay, e Sid na casa de Malibu bebendo cerveja com os dois e paquerando Bertha.

Ótimo episódio e vamos seguir com o nove...



Que já na abertura nos contempla com a brilhante inteligência de Jake que fica feliz por ter pegado Clamídia. Como assim???? Logo depois, vamos (eu) descobrir, junto com Walden, que Alan foi casado com Stacy ( Drop Dead Diva) como assim (again)??????????? Bom, eu não sei se alguém já sabia disso, mas eu confesso que comecei a assistir a série lá pela sétima temporada, e mesmo assim de modo capenga, portanto, posso demonstrar o meu choque ao ver essa cena! Hahahahah!!! E que história maluca! Casou com ela em Vegas, ganhou meio milhão de dólares, ela foge com o dinheiro, vai pra NY e se torna uma estrela de TV. Concordo com Walden quando ele diz que essa é a história mais interessante que Alan já contou. Logo em seguida, ele segue para tomar um café com Kandi (Stacy) e a mesma dá em cima dele na maior descaração, ele a rejeita e em seguida conta tudo a Lindsay que adora saber de tudo. 

À noite, Kandi liga pra Alan e finge que está muito triste o atraindo para seu quarto e quando ele chegar lá, encontra uma mulher louca pra cair em seus braços e mais uma vez é rejeitada. Mas é claro que pra Alan, nada disso vai ter importância, afinal, quando se tem paparazzis espreitando, tudo pode dar errado. Foi o que aconteceu! Fotos dele com Stacey, ops Kandi, foram parar por toda a internet. É lógico que explicar isso a Lindsay, vai ser dose, heheheheh!


Mas a cena que eu mais curti, foi Walden aparecer de chapeuzinho e velinha na casa de Bertha para comemorar o níver da mesma. Na boa, ele pode ter algum defeito? Não acho isso possível! Coisa mais linda!!! Depois de uma longa conversa regada a muito cupcake com maconha, ahhahaha, o preferido de Bertha, eis que chega a surpresa: Um carro para a Bertha! Êeeeeeeeee!!!! E pra completar, a frase mais querida do episódio: “Alan não pode saber sobre isso!!” Quem amou??? Walden falando sobre o carro e Lindsay falando sobre o sexo com Stacey/Kandi. Hhahahahahahah!!! E a maldade de Bertha fechou com chave de ouro o episódio: “ Advinha o que o Walden me deu de aniversário?” hahahahah, pobre do Alan! 

 E chegamos ao décimo...


Dessa vez, vamos encontrar Walden e Alan no bar de sempre conversando besteiras e brincando de pobre menino rico, Walden, claro! Por sua tristeza ao entender que por causa de seu dinheiro, as mulheres nunca se interessam por ele, mas sim pelo dito cujo. Ao fazer uma demonstração a Alan no mesmo bar, Walden resolve partir em busca de uma garota ao se fingir de pobre e meio que trocar e lugar com Alan. Ao chegar a um Outlet, ele fica impressionado com os preços das coisas, sai comprando um monte de bugigangas e termina encontrado uma menina, vendedora da loja que resolveu atendê-lo. Quando os dois começam a sair ele internaliza o papel do mendigo e segue em frente com esse plano maluco e se finge de pobre, bem parecido com Alan. Enquanto esse está aproveitando a boa vida de Walden, com seu relógio, seu carro e sua casa. Hahahahah, o folgado volta a atacar! A coisa começa a esquentar quando a menina Kate( Debby, de Drop Dead Diva) chama Walden pra morar com ela simplesmente porque sentiu pena dele pelo modo como Alan o trata. 

A coisa começa a esquentar e ele vai morar com Kate, deixando Alan sozinho na casa e toda a sua vida, é claro que o mesmo se esbaldou, não podia ser diferente! Na casa de Kate, Walden se ver em uma situação no mínimo embaraçosa quando ela diz, na hora de dormir que gostaria que entre eles não houvesse nenhuma mentira ou segredos. Ouch!!! O episódio termina aí com uma deixa para o próximo. Vamos esperar as cenas dos próximos capítulos! 

É isso meu povo!!! Obrigada por estarem comigo até aqui, lendo três reviews de uma vez só. A gente se “vê” semana que vem!!! Bye, bye!
 
Top