Top 10 Melhores Séries de 2012: 4ª Posição - Arrow


Arrow me surpreendeu completamente. Na verdade, ela pegou quase todo mundo de jeito, vide a grande audiência do piloto e as muitas avaliações positivas da crítica especializada. Ela chegou também em momento propício, já que a Fall Season de 2012 não trouxe muitas estreias arrebatadoras.

No entanto, o que realmente chama a atenção neste cenário de surpresa, é o quanto a CW aprendeu. Afinal, ela teve 10 anos de lições com Smallville. Logo, em sua nova empreitada no mundo super heroico  ficou mais fácil saber que rumo tomar e de que rumo correr. 

O primeiro grande acerto foi trazer o mundo de Oliver Queen para próximo da realidade. Embora nas Hqs do Arqueiro Verde haja vários elementos sobrenaturais, aqui o herói circula num mundo onde ele se machuca de verdade, onde seu inimigo é o próprio ser humano, com sua natureza corrupta e desprezível. 

Este detalhe se assemelha ao que Christopher Nolan fez com Batman no cinema. Assim como o homem morcego, Oliver Queen é apenas um homem que usa sua inteligência e riqueza para libertar sua cidade. 

Antes de chegar neste atual patamar de homem benévolo, no entanto, o fútil jovem Oliver passou pelo inferno ao ficar condenado numa ilha por 5 anos. Reside aí, outro acerto da série. Enquanto vemos o homem Oliver trabalhar para resgatar Staling City, vemos em flashbacks sua “estadia” na ilha e como ela fez dele o que ele é no presente. A forma como Arrow vem apresentando este passado é maravilhosa. Não há enrolação, com o intuito de “deixar tudo para o final” e, assim que somos levados à ilha, vemos situações nela que se relacionam com o que é mostrado no momento ao redor de Queen. 

Um último, e talvez o mais importante acerto, foi a escolha do elenco. Stephen Amell pode ser criticado por estar “desconfortável” em seu papel no começo de tudo. Mas agora, nove episódios depois, tal crítica é injusta. Ele personificou seu personagem ao ponto de podermos dizer que ele é, sim, o Green Arrow. 

Katie Cassidy, mesmo que as vezes esteja na posição de mocinha irritante, não tem deixado nada a desejar. No que tange à interpretação da atriz, Laurel vem sendo o que deveria, com a promessa de que logo será mais. Aliás, a própria Katie já demonstrou empolgação com a futura evolução de sua personagem, o que nos dá certo conforto para acreditar que, se ela é inconveniente agora, não será sempre assim. Ela é fundamental para Ollie em suas duas faces e, assim como nos quadrinhos, na série não caberá a ela apenas a pose de donzela disputada. Ainda bem. 

Colin Donnell como Tommy Merlyn lembra bastante Lex Luthor em Smallville. De início, isso já é perceptível, especialmente porque o ator, em sua boa interpretação, não deixa de expressar que entre ele e Oliver há mais do que uma simples e tranquila amizade. A começar pelo sentimento que ambos têm por Laurel. 

Depois de notar tais acertos, também temos que notar que existe um certo receio quanto ao futuro de Arrow. Nós sabemos que a trama da ilha, Laurel e Tommy estão só no começo e ainda têm muito a mostrar. Até aqui, só promessas e acertos. Porém, assim como Smallville e Supernatural, Arrow está programada para cinco temporadas. Em cinco anos, teoricamente, teríamos um fim planejado, sem que a vida útil dos acertos e promessas que citamos, tenha esgotado. 

Mas será que a CW saberá – desta vez – respeitar isso? 

Pode ser muito bom para nós e para o canal que Arrow seja uma das melhores estreias agora. Mas mais importante do que poder sobreviver, é saber como sobreviver. E esta é uma lição que não sabemos se a CW aprendeu. Este é um acerto que ainda não sabemos se ela adotará. Por ora, nada disso incomoda. Mas pense só no quanto seria perfeito se Arrow - a estréia que mais surpreendeu em 2012 e chegou à lista de melhores séries do ano – terminasse sua jornada mantendo o poder de surpreender.

Top 10 Melhores Séries de 2012:


04ª Posição: Arrow
05ª Posição: The Walking Dead
06ª PosiçãoRevenge
07ª Posição: BreakingBad
08ª Posição: Homeland
09ª Posição: American Horror Story 
10ª Posição: Suits

Importante: o TOP 10 foi montado de forma democrática com a participação de 14 colunistas do Viciado em Série. Cada um escolheu as 10 melhores séries de 2012. A lista foi juntada, montando a ordem que está sendo publicada.
Tecnologia do Blogger.