The Vampire Diaries: 4x07/08 - "My Brother's Keeper" / "We'll Always Have Bourbon Street"




O jeito é sair contando tijolos pela cidade porque TVD não vai sair desse marasmo nunca.

Eu sei que no fundo, no fundo, TVD sempre foi sobre o triângulo amoroso Damon-Elena-Stefan. Desde o início estava bem claro que o centro da história seria os dois irmãos lutando pela menina mais chata de Mystic Falls. Estou de bem com isso. De verdade. Mas hoje me deparo com um empasse enquanto titio Kev não alavanca esta quarta temporada para nada além do casinho de amor.

Já estamos no oitavo episódio e o novo vilão ainda não se apresentou apropriadamente. Sabemos que ele é o vilão porque Damon (e Matt, né?) desconfiou e porque Shane tem sido bem cliché até aqui. Ele é cheio de mistérios, mente toda hora, e andou revelando alguns de seus malignos planos por aí. Para completar, sua parceira de crime é ninguém menos que Hayley, a falsa que odiamos logo de cara.

Tá cansativo, gente. Sério que precisam de nove episódios para finalmente dizer a que Shane veio? Isso sem contar que Hayley-lobinha teve que aturar doze híbridos esgoelando no pé do ouvido dela para poder descobrir que seus pais estão mortos. Coitada.

O fato é que, enquanto isso, temos que aturar a novela mexicana dominar o cenário. Como se não bastasse a safadeza que já existia na relação dos Salvatore com Elena, eles invetaram que existe um laço de sangue entre Damon e a menina. Ou seja, somaram a burrice nata que ela já tinha mais a burrice advinda do tal vínculo. Se Damon manda ela beber sangue enlatado ela bebe, se ele mandar ela não beber o sangue enlatado ela não bebe, se ele mandar ela contar tijolo ela conta, se ele mandar ela plantar banana no asfalto ela planta. Era só o que faltava.

Stefan, por sua vez, fica ali meio sem ter o que fazer, correndo atrás de alguma solução para ter sua Elena chorona de volta. Já Caroline, depois de ter um encontro pra lá de bom com Klaus, se acha no direito de julgar a amiguinha de dez em dez segundos. 

Seria até válido, né? Vamos concordar que aquela banheira deve ser mesmo infestada de piolho e tudo que é praga do Egito. Mas dona Caroline tem que se olhar no espelho antes de martirizar Damon. Pelo menos nos meus cálculos, Klaus ganha de lavada no quesito maldade. Damonzinho chegou fazendo muito barulho em Mystic, mas logo se juntou ao grupinho paz e amor. Já o Originalzão por quem ela está se apaixonando, mesmo que ela tente esconder, continua pondo a vida de todo mundo em risco. E, aliás, os atuais planos dele consistem em trazer Elena de volta à vida para ficar drenando o sangue dela. Talvez lembrar desse pequeno detalhe ajude a vampira-barbie a se por no seu lugar.

Em "We'll Always Have Bourbon Street", Lexi voltou ao cenário para nos mostrar que Damon também tem coração. Mas, antes disso, assim que vi Arielle Kebbel em cena, comecei a pensar que, provavelmente, TVD se arrependeu de matá-la tão rapidamente. É só olhar como funciona a dinâmica entre ela e os Salvatore para saber que, com ela na atual Mystic, as coisas certamente seriam melhores.

Quanto aos flashbacks, não houve nada de surpresa, na verdade. Damonzinho tem pose de bad boy e tal, porém nós sabemos que tudo não passa de... pose. Não fez mal a série reafirmar o quanto ele é capaz de fazer pelo seu irmão ou que ele tem mesmo uma consciência no final das contas. É Stefan o Estripador, não Damon. Se for pra comparar quem é que tem mais coração aí, minha aposta não fica com o vampiro vegetariano mesmo. (Ok, ok. Damon matar doze inocentes não ajuda muito também...).

Agora, aquela história de ter que ir para a guerra para se redimir pelas mulheres estripadas é demais. Muito  idiota bobinha, não TVD?

Para fechar a review com chave de ouro (ou não), vamos falar de Jeremy. Jeremy caçador. Olha, dado a grande e contínua inutilidade do personagem, eu diria que já é hora, ou melhor, já passou da hora da série ter algo de verdade para ele fazer. E vendo que eles optaram por colocá-lo logo contra sua querida irmãzinha, eu diria que a escolha foi no mínimo interessante.

Com esse novo status, logo mais Jeremy deve se enrolar no plot de Shane-Hayley-Bonnie-e-os- mocinhos-e-os-híbridos-de-Mystic-Falls. Quem sabe desta vez poderemos ver ele fazendo algo de relevante no ápice da temporada (vai ter um ápice, certo?), e quem sabe poderemos vê-lo como um (potencial) vilão.

O que notei nestes dois episódios é que tudo está propenso para a morte de Elena. Não, claro (e infelizmente) que ela não vai morrer. Só estou dizendo isto porque no 4x07 Jeremy quase enfiou uma estaca no coração dela, e no 4x08 Damon podia mandá-la fazer qualquer coisa... inclusive enfiar uma estaca no próprio coraçãozinho. Viram que oportunidades não faltam? Ainda bem que sonhar não é proibido.


P.S.1: Não que eu tenha rido, mas... foi muito engraçado TVD juntar Damon e Elena (depois de quatro anos) e no mesmo episódio lançar a bomba dizendo que tudo não passava de uma anomalia. Meus pêsames para quem é time Delena.

P.S.2: Não passou em branco a participação de Adina Porter como a bruxa Nandi. Assim que a vi em cena pensei: olha TVD querendo fazer crossover com True Blood!

P.S.3: Bonnie aprendendo a tal da "expressão" que é pior do que magia negra. Isso vai levá-la à morte no final da temporada, certo TVD?

P.S.4: Tyler deu show de macheza e agora é Alfa... #TeenWolfFeelings.
Tecnologia do Blogger.