#Cinema: "Amanhecer Parte 2"


O fim de uma saga. Só porque eles querem.

Ame-o ou deixe-o. Eu não amo e nem deixei de assistir os filmes da saga "Crepúsculo". Cinéfilo de verdade assisti a qualquer filme e como dizem os especialistas, até em filme ruim você aprende, você consegue tirar algo de bom.

Falando especificamente em Amanhecer Parte 2, não é um filme ruim, mas também não há nada de sensacional. O filme praticamente não tem trama evoluída, mas os produtores souberam dar um final digno à saga mesmo contando pouca história. Isso é louvável.

A trama estabelecida nessa segunda parte, referiu-se a vida de Renesmee, filha do casal protagonista da Saga, Bella e Edward. A criança, que crescera espantosamente, tinha dons especiais, que atraiu a X9 Irina (Maggie Grace de LOST), que foi correndo contar para os Vulture, que, usariam dessa "infração à lei" para destruir os Cullen.

As tropas ficaram de frente para a guerra, que não aconteceu, devido a desistência dos Vulture, após Alice mostrar a eles que levariam a pior na batalha.

Fim. Essa foi basicamente a história contada em Amanhecer Parte 2. Criaram um assunto a ser contado para terminar a história, usando a nova personagem Renesmee, para também, dar um final "feliz" para Jacob.

Falando nisso, presenciamos uma trama "pedófila" no longa. Querendo ou não, ficou bem estranho Jacob ter "sentimentos" pela garota. Ah, mas vão falar que é coisa de lobo? Lobo pedófilo, isso sim. Por mais que tentem explicar o inexplicável, nada tira a estranheza imposta por esse plot, que, acrescentado desnecessariamente, servira apenas para dar um final feliz para o personagem, como disse, mas o efeito veio ao contrário, tornando o final mais infeliz da saga. Poxa, finais tristes também fazem parte! Jacob merecia um final triste, menos forçado, menos pedófila.

Paralelamente acompanhamos a adaptação de Bella à nova vida, a vida gelada. Não é que ela se adaptou super bem? Cheia de poderes, cheia de força, cheia de amor para dar. Enquanto aprendia a lutar, ao meio de piadinhas interessantes que fizeram a plateia sorrir, os Cullen reuniam amigos para a batalha, que, infelizmente não houve. Seria ousado terminarem  saga como foi mostrado no futuro de Alice, mas os produtores, baseados nas histórias literárias, prefeririam um final feliz para todos.

Apesar da batalha não ter acontecido, ela foi mostrada integralmente na visão de Alice, que, enganou completamente a todos espectadores. A cena foi épica, com muita ação, emoção, tensão, com muitos efeitos especiais e muitos gritos de alegria entrelaçados à lamentações pelas derrotas. A cena levou o cinema à loucura. Isso tem que ser valorizado. Foram minutos muito bem feitos que ficam para a história da saga como a guerra dos que todos viram, mas que ninguém lutou. Uma artimanha interessante. Uma sequência de cenas sensacionais.

Eu não li e nem vou ler os livros da saga. Os filmes foram baseados nos livros. mas se quiserem, podem alongar ainda mais essa história, ainda mais que "a batalha sem batalha" termina com os dois lados dizendo que não lutariam naquele momento. Naquele.

Sei que há muito preconceito referente aos filmes da saga, mas considero que existem milhões de filmes piores do que a saga mostrou. Como é uma saga que atraiu fãs rapidamente, vindo a princípio da literatura, os olhos críticos e preconceituosos vieram na mesma rapidez. Portanto, os filmes valem a pena serem vistos. Existem muitas coisas ruins na saga, mas existem muitas coisas boas também. O interessante é exaltarmos as coisas boas e brincarmos com as coisas ruins, pois, no final, isso não passa de puro entretenimento.

Nota 7/10
Tecnologia do Blogger.