Scandal - 2x06: Spies Like Us



Shondão está arrasando nessa temporada de Scandal. Esse é o sexto episódio que eu classifico como ÓTIMO! Cada ponto da série está sempre interligado, as emoções estão vindo à tona e os segredos prestes a serem revelados. Como não amar tudo que vem de Shondaland?!

Em Spies Like Us tivemos um episódio centrado no passado do Huck, pra mim um dos melhores personagens da série. Todos sabemos do seu passado como agente da CIA, do seu vício por matar e ao mesmo tempo do seu coração enorme. Sério, eu amo aquele jeitinho de gatinho perdido do Huck.

Uma carta com um texto escrito em código e um cheque de 100 mil chegam nas mãos de Olivia Pope que com ajuda de Huck consegue desvendar do que se trata. Crosby, um antigo agente que trabalhou em um caso da CIA deixou a carta, antes de cometer suicídio, no intuito de pedir que protejam os antigos agente, já que informações sobre um caso antigo em que trabalharam estavam prestes a vazar.

Essa situação toda deixou Huck em pânico, preocupado com sua segurança e com a segurança dos demais que trabalham ao seu redor. Enquanto eles tentam descobrir mais informações sobre o caso meu coração quase se parte com o olhar de compaixão da Pope ao perceber o quanto Huck sofre com aquela situação do passado vindo à tona.

A suspeita é que alguum dos espiões que trabalharam com Huck esteja prestes a soltar informações para um hacker para que tudo seja revelado ao mundo. A situação de todos juntos numa mesma sala não me pareceu uma boa idéia desde o começo. E acho que não foi mesmo. Sim, eu tive um crise de riso com a cena de todos com armas apontadas um para outro, o melhor da cena não foram eles e sim a cara da Quinn, impagável.

Adoro a forma como a equipe da Olivia é fiel à ela, claro que todos se sentem em dívida por ela ter conseguido devolver a liberdade e ter dado uma vida "livre de culpas" para eles, mas será que essa fidelidade se sustentará quando descobrirem como de um forma ou de outra são manipulados por ela? Porque no fundo, tudo que envolve Pope e suas artimanhas gira em torno do que ocorreu na eleição do Fitz, e não sabemos até onde os pauzinhos foram mexidos para que hoje ele seja o presidente dos EUA.

Seguindo a linha da manipulação pra manter sua pele e a da "comissão da eleição" intacta, Pope se vê obrigada a forjar um passado para David e afastá-lo do romance com Abby. Gosto da Abby, acho ela dinâmica, engraçada e é a única que questiona abertamente todas as atitudes da Pope. Por isso se juntou ao David, além claro, do lado sexual ter ajudado muito. Mas, se Pope a ajudou no passado a livrar de um marido violento, a traição dela foi algo inaceitável, ajudar David a descobrir o que há por trás do passado e ao mesmo tempo trabalhar pra ela foi uma traição grande. Mas, pra Pope, tudo dá-se um jeito e ela mais uma vez resolveu esse probleminha.

Claro que tudo tem seu preço, segurar a barra de funcionários, ajudar a reparar escândalos, reprimir o amor por um homem que não pode ser seu, não ser humano que aguente tanto sozinha e ela finalmente se rendeu aos braços do Edison. Ainda acho que ela irá se arrepender dessa noite, nem digo se arrepender, mas talvez faça um "doce" depois do acontecido.

Obs 1: Finalmente Huck arranjou uma namoradinha, mas confesso que já shippei ele com a Quinn. <3 br="br">
Obs2: Esse marido do Cyrus ainda vai dar muita dor de cabeça pra ele. Acredito que era melhor ter adotado uma criança e ter deixado o marido em casa, como ele queria ;)

Obs3: Senti falta do Fitz nesse episódio.


Promo do episódio 2x07: Defiance

Tecnologia do Blogger.