Moder Family - S04E06 - Yard Sale


Este Yard Sale juntou um acontecimento tipicamente americano, a venda de jardim de coisas velhas que ninguém pega, com uma família ,no mínimo, irreverente.

E seguindo o que já vem sendo habitual desta 4ª temporada foi mais um episódio incansável. Até tivemos direito a conhecer, agora oficialmente, o novo namorado de Alex. E que namorado. Mas já lá vamos.
Manny e Luke, apesar de terem a mesma idade, não poderiam ser mais diferentes. Começando logo na visão que cada um tem sobre as vendas de jardim; se Manny está interessado em pregar moral já Luke só lhe interessa mesmo é ter lucro. Mas a dupla juvenil masculina  esteve em grande neste episódio. Glória encontrou uma antiga mala sua à venda no jardim de casa, dando ordem os dois de a colocarem imediatamente no sótão. Claro ficaram logo em alerta, pressionando Glória de modo a saberem o que se escondia no interior da mala. É aí que Glória diz que não quer mais perguntas e que é colombiana, colocando uma entoação ameaçadora no fato. A partir daqui é ver a mente de Luke a viajar bastante. Ele está convicto que Glória esconde a cabeça de um humano dentro da mala, apesar deste ser sempre o seu primeiro palpite em relação a qualquer mistério.
Voltando à venda de jardim, Cam quer colocar as suas calças à venda, visto ter emagrecido bastante e estas já não lhe servirem. Já Mitch, sempre mais calculista, tenta mostrar ao marido ,ainda que indiretamente, e sem resultados, que é melhor, por segurança, não as colocar à venda. Mas entretanto o casal gay foi recrutado por Claire, uma mãe à beira de um ataque de pânico, na tentativa de avaliarem o namorado de Alex e quão gay este poderá ser. Para os espectadores mais distraídos o namorado (gay) de Alex foi o seu acompanhante no baile da escola. Sim, aquele cara magricela e cheio de tiques. Pois é, parece que a inteligente da família não o é assim tanto quando diz respeito a colocar o gaydar em funcionamento. Já Claire tem 99% de certeza que o garoto é 100% gay e até mesmo Cam e Mitch, que tentavam convencer Claire que os garotos de hoje são diferentes e que se preocupam mais com a imagem, tiveram que ser render às evidências quando a criatura os foi cumprimentar. Cena engraçadíssima, importante realçar. (acho que não vou conseguir esquecer aquele "hi"!)


Jay como sempre é o lord lá do sitio e aquela invasão ao seu jardim não lhe agrada especialmente. Mas como lord que é arranjou um trono à altura, posicionado estrategicamente no centro do jardim onde as mais fascinantes criaturas foram colocando conversa com ele. Desde um ricaço que queria comprar um cinzeiro com defeito, mas era tanto ou mais avarento do que Jay, até a um cara, que queria a todo o custo perceber se a torradeira funcionava, pedindo pão, waffle, qualquer coisa que desse. Torradeira essa que nem se encontrava a venda, mas que tinha sido extorquida da cozinha dos Pritchett. Parece que todo o cara maluco vai colocar conversa com Jay.
  Mas Jay aproveita o evento no seu jardim para fazer negócio, tentando vender sua antiga moto a Phil. Acontece que Phil prefere a sua geringonça antiga, uma mistura de bicicleta com outro meio de transporte alternativo complicado de definir. Contudo, mais ninguém gosta. Tentando provar que é muito homem, aceita o desafio de Jay e parte sozinho à aventura com a moto do sogro. Como é fácil de prever foi aventura garantida. Se no inicio ele estava morrendo de medo de a conduzi, depois se soltou e aí é que surgiu o problema! Quando Phil se entusiasma é encrenca séria. Mas já voltamos aqui.

Manny e Luke continuam de volta da mala misteriosa. Agora sozinhos decidem abri-la . Antes de o fazerem Manny diz que amará sempre a mãe, independentemente do que encontrarem lá. Luke questiona-o se isso acontecerá mesmo se for uma cabeça humana. Adorei o desfecho desta cena. Depois de abrirem a mala, Manny grita histérico e Luke aplaude porque finalmente acertou e era uma cabeça. Bem, não exatamente uma cabeça, como acabamos por descobrir nas cenas seguintes, mas uma antiga marioneta de Glória. Acontece que esta marioneta trás recordações menos felizes que a latina evita a todo o custo. Mas Luke está mais manipulador do que nunca e consegue por Glória outra vez no ativo. Adoro como têm explorado este lado devil do caçula. E que bem que lhe assenta! O que é certo é que conseguiu colocar Glória a fazer um puppet show. Apesar de meio sem graça, na minha opinião,  valeu pelo final, com a entrada de Jay, o maior dos rezingões.

Quanto a Alex, nada a fazer. A garota é inteligente, já sabemos, mas no que toca à "nova melhor amiga", a menina está cega demais. Nem com titio Cam tentando abrir o jogo e dizendo que o cara é gay ela vai lá. Adorei quando ela se vira para a mãe, dizendo que Claire não precisava ter chamado a cavalaria gay em seu auxilio. Estou realmente curiosa para saber o desfecho deste "namoro".

E sim, vamos voltar a Phil e à cereja em cima do bolo neste episódio delicioso. Não é que a mota foi cair em cima do homem! A partir daí foi uma cena a lembrar o 127 horas, com direito a gravações desesperadas, com palavras de despedida. Se você já viu o filme, consegue reparar nas semelhanças entre Phil e James Franco. Uma excelente sátira.

Importante referir que Haley voltou a fazer uma incursão neste episódio, mas mais uma vez através da web,
Quotes
Phil - " Tenho que racionar a comida
(dá uma dentada)
Eu pedi sem tomate"

Jay- "Você não é um porquinho. É a menina do papai"
(depois de um cara apontar para Stella e perguntar se o porco estava também à venda)


Tecnologia do Blogger.