Pular para o conteúdo principal

Grey’s Anatomy – S09E05 – Beautiful Doom


“PREVIOUSLY ON GREY'S ANATOMY”. Que saudade de ouvir essa frase.

Uma vez eu citei em uma review que Shonda adora matar bons personagens, isso é um dom que ela tem, matou Lexie e Mark, agora acaba com nossa alegria matando Dr. Thomas. Thomas não era só mais um personagem, ele se tornou em cinco episódios o que alguns demoram uma temporada para se tornar, além de ótimo, carismático e engraçado. Fazendo dupla com Yang, ensinando ela a ter paciência e mostrando sua visão em relação à medicina, em outras palavras ele era o mestre dela.

Não tenho muito que falar sobre este episódio, além de ótimo, foi muito bem estruturado e amarrado, dando um enfoque maior nas minhas personagens favoritas. Claro, todas as outras tramas e plots são muito importantes, mas Yang e Mer são a alma da série e um episódio só pra elas é mais do que merecido.

Cada uma com seus problemas em seu hospital, primeiro Mer socorrendo uma vítima de atropelamento, realmente eu senti um pouco de desespero para tentar salvar a garota, mas creio que isso não tenha nenhuma relação com Lexie, claro que depois de Webber interferir ela passou a pensar e se questionar. Estamos presenciando aos poucos o amadurecimento de Mer tanto como mãe quanto profissional.

Mesmo estando ocupada em cirurgias, ela sempre se preocupava onde Zola estava e isso ficou evidente na cena em que ela pergunta quem deu doce pra Zola no meio da cirurgia. Mer quer ser uma mãe presente, uma diferente da sua, mas também quer ser uma médica renomada e brilhante, acredito que ela consiga, pois quem sobrevive à bomba, queda de avião, acidente de carro e tiroteio vai tirar isso de letra. Mer não sabe, mas ela já era mãe muito antes de conhecer Zola, sempre cuidou muito bem de seus amigos, protegendo e cobrando.

Cristina iniciou o episódio com seu chefe, ela deixou bem claro anteriormente, ele é apenas um consolo, apenas sexo, nada mais, eu particularmente não gosto dele, tenho nojo, aplaudi Thomas quando não aprovou a dança dos dois. Yang desde o momento onde viu que podia confiar em Thomas passou a se preocupar, mesmo correndo risco de ser demitido ele quis arriscar e fazer o que mais gostava e o que era o melhor para a paciente. Cristina aprendeu muito, foram apenas uns episódios, mas as dicas, conselhos e técnicas que Thomas deu são pra vida toda.

Encerrando o episódio com chave de ouro, acompanhamos a passagem de Thomas aos prantos, foi o ápice, uma morte e uma narração espetacular tudo aconteceu de forma simples e emocionante, fechando majestosamente a participação de Thomas na série com um abraço entre as amigas e almas gêmeas.

OBS1: Agora me diz, quem é que ficou com vontade de entrar naquele abraço ao fim do episódio?

OBS2: Comecei a review caindo em cima de Shonda, mas se for parar para pensar, Thomas corria grande risco de ser demitido por cauda da cirurgia, se isso tivesse se concretizado ele iria embora e Cristina voltaria para Seattle, ele sem ninguém e ela de volta a seus amigos, isso sim seria mais triste que sua morte. Passar o resto dos seus dias sozinho ou morrer fazendo o que ama? Acho que ele iria escolher a segunda opção.

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …