Dexter: "Helter Skelter" 7x09


Palmas para um dos maiores vilões que a série já teve.

Isaak Sirko se foi. Um vilão de palavra, morto por um subordinado que não chega ao seus pés. Seu fim era previsto, mas surpreendentemente veio mais cedo, para o nosso desespero, pois, estávamos nos apegando ao personagem, apesar de ele estar querendo a cabeça de nosso Serial Killer favorito. É louvável quando isso acontece no mundo das séries. Sempre queremos a cabeça dos vilões, mas o interessante é quando acontece o contrário. Sirko é eliminado da temporada já deixando saudades, mas seu legado fica: serviu para abrir o coração do, até então, inabalável de Dexter.

Simplesmente entendemos seu propósito. Sempre concordamos as mortes causadas por Dexter. Caso entrássemos na pele de Sirko, estaríamos concordando também, pois, ele estava vingando seu amor, mas da mesma que Dexter fizera em tempos atrás, tentando diminuir a culpa por sua morte. Um paralelo magnífico que a série trouxe em seu sétimo ano, não só para servir de fundo para a temporada, mas para abrir o coração de Dexter, mostrando a face desconhecida do assassino, incentivado pela aparecimento de sua cara metade. Após atingir o objetivo, seu personagem já não servira mais.

Dexter não confia em ninguém. Nós confiamos em Dexter. Nós não confiamos em Hannah. Nem nós, nem muito menos Deb. A tenente está se corroendo por dentro, mas mesmo assim, mesmo querendo a sua morte, mesmo morrendo de ciúmes, não foi capaz de deixá-la morrer. Deb tem seus defeitos, mas ela não pode seguir a linha de seu irmão. Ela não é assim. Deb tem sentimentos explosivos que vão e vem. Em um momento ela queria fazer justiça com as próprias mãos, mas em outro, voltou a ser a Deb de sempre. É o que acontece com o caso "incesto" que ainda perdura. Ela ainda está muito confusa quanto a isso, mas acredito que ela não esteja amando seu irmão "fisicamente". É mais uma confusão de sua cabeça. Não só acho, como estou torcendo e muito para que a série siga por essa linha.

Faltam 3 episódios para o fim da temporada e muita coisa já foi resolvida. Precoce até de mais para o meu gosto, mas entendo que precisarão de espaço para mostrar mais a respeito da investida de Laguerta, que, a cada episódio é ainda mais aprofundado, principalmente agora, com a sua nova e velha "contratação".

Ainda tem o plot Quinn, que deu uma boa avançada nesse episódio. Ele que finalmente deu uma de "homem" e deu uma boa surra naquele subordinadozinho de meia tigela. Estava na hora dessa subtrama pegar fogo, e agora, com a investida e fuga de Quinn, esse plot deverá se encerrar: com o desmascaramento do policial corruto, culminando em sua morte. Assim espero.

Não posso terminar sem elogiar a ótima estrutura imposta a esse episódio. Ninguém imaginaria que Dexter iria trabalhar, mesmo por chantagem, para Sirko. O interessante é que isso aconteceu de forma coesa e concisa, sem forçação de barra ou "me engana que eu gosto" que vimos em temporadas anteriores. Tudo aconteceu dentro dos conformes, tanto no desenvolvimento quanto no desfechamento. Todos estão de parabéns!

Nota 10/10
Tecnologia do Blogger.