Pular para o conteúdo principal

2 Broke Girls - S02E04 - And the Cupcake War


A prova que este And the Cupcake War foi um excelente episódio, atrevo-me a afirmar "o melhor da temporada", é ,chegando ao final, ter a sensação que só passaram 5 minutos.

Foi tão bom que fica complicado descrever o ritmo frenético em que as mais divertidas situações se foram sucedendo,  sempre com óptimas piadas.
A abertura deste episódio começou com uma enchente de ciclistas a invadirem a lanchonete com vários pedidos. Na cozinha Oleg está chapado, fazendo com que Max, com o auxilio da sua sempre fiel ajudante Caroline, tomasse as rédeas da cozinha. Engraçado foi descobrir que não é só Oleg que não está no pleno das suas qualidades mentais e físicas, visto que Earl está igualmente no mesmo estado.


Neste episódio ficámos também a saber que Han é uma espécie de gossip girl, ou seja um grande tagarela. Primeiro diz a Caroline que Max arruinou uma oportunidade de negócio, não vendendo uns cupcakes a uns clientes e ainda xingando destes; depois faz fofoca com Sophie sobre estas estarem a discutir há imenso tempo. Mas não ficou por aqui, também Oleg foi  bombardeado com a tagarelice de Han, desta vez chegando ao cumulo de dizer que o negócio faliu e que elas já não se falam.
Bem, mas no meio da suposta discussão houve muita animação e excelentes momentos de humor. Já sabemos como funciona a dinâmica das duas garotas - Caroline pensa e Max faz, pelo menos é esta a ideia base. O problema é quando Max tem que vender os max's homemade cupcakes, vezes sem conta; segundo esta mais vezes do que as vezes que a sua mãe repetiu o nome "Max". É desta forma que a brunet da dupla chega mesmo a comparar o momento da tentativa de venda (falhada) do seu produto a prostituição. Adorei quando Caroline lhe deu, efetivamente e surpreendentemente, razão, dizendo que a amiga é agora uma prostituta de cupcakes. Quando ambas reconhecem que não venderam quase nenhuns , Caroline chega à triste conclusão que são umas prostitutas ruins, apesar de Max preferir afirmar que são prostitutas cansadas.
Mas o episódio começa mesmo a aquecer quando Caroline descobre que Max é uma fiel espectadora de um concurso de cupcakes, em que os vencedores ganham um prémio em dinheiro. E porque não participar neste concurso? Claro que Max, sem o incentivo de Caroline, nunca participaria no reality show. No entanto lá a acabou por convencer que iria ser uma excelente oportunidade para o negócio, apesar dos receios da amiga em ser enxovalhada em direto, para todo o povo ver.
Tá claro que as duas garotas participaram no reality show. Esta participação rendeu tantas piadas que ficava difícil transmitir o quão bom foi. Desde o vídeo de inscrição, que Oleg filma convencido que iria filmar um filme porno caseiro, em que Max intervém sucessivamente no discurso certinho de Caroline com as suas tiradas sarcásticas e ácidas do costume. No vídeo de apresentação até Chestnut teve direito a aparecer. No final Caroline define a dupla Max-Caroline do tipo - duas garotas e um cavalo, algo a que Oleg não consegue ficar indiferente, dizendo que claramente aquilo era um filme porno.



 Quanto à participação das duas amigas no concurso foi surreal. Segundo a diretora das filmagens elas são a dupla do tipo " a que tenta (Caroline) e a dos peitos (obviamente Max)". A partir daí foi a desgraça total, começando no vídeo de apresentação, onde até teve direito a um improviso em modo rap por Caroline, até a Max paralisada com o desafio "soul food" e Caroline quase destruindo uma cozinha. Já a dupla adversária, a dupla Katrina, profundamente irritante, destronou as nossas garotas. Sejamos realistas, como sobreviver a uma team do tipo "furacão Katrina". Mas valeu pelo humor da sucessão de desastres naquela cozinha.


De volta à lanchonete, parece que o maior pesadelo de Max tem tudo para resultar, visto que tanto ela com Caroline viraram agora piada, depois de atingidas pelo furacão Katrina. Já Sophie está nem aí para isso e o que lhe interessa é jogar confetis nas garotas, tendo ganho ou não. Adorei o entusiasmo de Sophie, diga-se.
No final do episódio, e apesar da dupla continuar no mesmo ponto de situação no que toca a estar mais perto de conseguir montar o negócio de cupcakes, a verdade é que fiquem nem aí para esse pormenor. Foi um episódio de tirar o folego. Foi tão engraçado que me fez pesquisar um pouco mais sobre a possibilidade de um concurso semelhante ao cupcake war. Surpreendentemente (ou não) existe mesmo um concurso do género, e com o mesmo nome(!), nada de incrível se tivermos em conta que estamos falar da indústria de  entretenimento norte americana. Mais uma prova que 2 Broke Girls além de divertida e descomprometida, consegue também ser inteligente e com um sentido critico bastante aguçado.

Aqui fica uma imagem promocional sobre o concurso que passa, efetivamente, na tv americana: 



P.S - Gostei muito das piadas sobre ciclistas, principalmente quando uns, no meio de uma briga com Max, perguntam "quem é a Max?" ao que ela responde "É o testículo esquerdo do Lance Amstrong". Go, Max!


Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …