The Vampire Diaries: 4x02 "Memorial"




Porque eu estou chorando? Eu estou tão cansada de chorar! Eu me sinto como se eu estivesse chorando desde o dia em que meus pais morreram. Minha vida é... é como um funeral que nunca termina.

Elena Gilbert resumindo
o que fez em  4 temporadas

Se alguém disser que TVD não é capaz de brincar com seus próprios pecados, podem estapear esta pessoa. Na review do 4x01 falei que talvez em algum ponto Elena seria mais Katherine do que Elena, devido ao fato de agora ela ser vampira. Mas é incrível que Nina Dobrev continue fazendo sua protagonista do mesmo jeito que antes, independente do novo par de presas.

Humana ou não, Elena não para de chorar. Não para de reclamar. Não para de consolar. Não para de ter problemas. Não para de dizer que vai "superar" tais problemas. Em "Memorial" ela precisou de ser salva todo o tempo, assim como vem sendo salva desde o 1x01.

Sim, eu sei que o processo de transição pelo qual ela passa não está sendo fácil. Aparentemente, ser uma vampira-doppelgänger dificulta ainda mais as coisas. Porém, se ela mesma chegou a reconhecer que chora demais da conta, isso significa que suportar as lamuriações de Elena não é tarefa fácil pra ninguém.

Não sei se parabenizo ou xingo Nina Dobrev por isso. A diferença entre Katherine e Elena continua monstruosa. É tão fácil gostar de Kath! Toda vez que ela aparece a gente fica torcendo para que ela fique mais. Suas trapaças e investidas cheias de segundas intenções dão um tom muito mais divertido aos episódios. Certamente, é mérito de Nina que Elena continue sendo... Elena. Só me resta torcer para que mais cedo ou mais tarde ela perca um pouco a chatura e a fonte infinita de lágrimas.

Aliás, neste 4x02 Damon e Stefan discutiram o tempo todo sobre a vampira-bebê perder ou não as estribeiras. Acho bom que Stefan quer por tudo colocar a moça na linha, provavelmente porque seu passado de estripador-psicopata-sanguinário condena até seus fios de cabelo. Mas é aí que está a questão: se Damon sendo o "imaturo" que é não chegou ao nível de insanidade do irmão, o que é que faz Stefan pensar que ele é o qualificado para ensinar Elena a ser uma vampira humana?

E o tanto que Damon está sofrendo? Ah, gente. A cena dela tomando o sangue dele foi de partir o coração. Ela ainda não entende a intimidade do ato, mas, como disse Stefan, isso deve ter significado muito para Damon. Tudo o que ele faz por ela, ajudando-a pelas costas do irmão, sofrendo por ela sempre desprezar seus conselhos, sofrendo por vê-la morrendo a cada tentativa de se alimentar... pobre, pobre Damon.

E como se não bastasse todo esse clima de funeral entre os Gilbert e os Salvatore, eis que surge um novo vilão em Mystic Falls: o caçador Connor Jordan (Todd Williams). Não sabemos ainda de onde ele surgiu, mas alguém da cidade deve ter chamado ele para fazer uma "limpeza ambiental", visto que ele chegou parecendo ter uma missão e se impondo contra qualquer um, a ponto de invadir a casa da prefeita e atirar à queima-roupa no filho dela. (Aliás, ninguém respeita essa prefeita, hein?).

Se Connor vai ser o Ultimate Vilão eu não sei. Vamos combinar que Klaus já fez praticamente tudo que imaginávamos e não imaginávamos para um monstro de TVD. Apesar de Jordan ter se mostrado um caçador muito inteligente e sem nenhum remorso, vai custar um tantinho para que ele se iguale à Klaus em nível de maldade.

Agora vamos falar da melhor cena de "Memorial": Tyler e Caroline nos amassos horizontais. Enquanto ele queria explorar e redescobrir seu corpo recém-roubado, ela queria fazer uma sessão de terapia. Os argumentos dele para manter a loira na cama é que foram o máximo. Porém o híbrido realmente não estava com a sorte do seu lado nesse dia e, além de não conseguir realizar suas puras intenções com a namorada -- mesmo depois de dizer “eu te amo” --  ainda foi baleado duas vezes. Coitadinho.

Matt se auto-servindo para Elena foi previsível. Ela não ia avançar em cima de alguém e estuprar um pescoço. Ele, todo arrependido, não pensaria duas vezes antes de oferecer seu sangue à ela. Era só somar um mais um e chegaríamos a esta conclusão. No entanto, gostei de ver como a série fez isso. O momento em que ela se alimentou nele foi muito bem feito, com eles tomando cuidado para que Connor -- e o resto da igreja -- não notasse nada. Só não entendi porque no final não deram uma gotinha de sangue vampiresco para Matt curar os furos no cangote. Deixaram aí uma pista muito boba para Jordan.

Aliás, o caçador pode até ter aterrizado na cidade para cuidar da poluição dela, mas eu acho que ele não tem ideia da quantidade de aberrações que ele vai encontrar. Jeremy, por exemplo, já viu nele uma tatuagem que supostamente ninguém deveria enxergar. Bem vindo à Mystic Falls, Connor.

April, filha do pastor suicida, é outro personagem que aterrizou em MF. De cara dá para ver que ela será uma Elena 2.0, e desta vez a derivada terá a original para se inspirar (Deus nos ajude!). Antes de tudo, entretanto, temos duas considerações a fazer:

1 - Como 99% dos personagens de TVD são sobrenaturais, ninguém garante que April também não tem uma identidade anormal na manga.

2 - É provável que ela compartilhe um pouco o mimimi de Elena. Mas o que ela fará quando descobrir sobre o real envolvimento da "amiga" nas circunstâncias da morte do pai? Teremos mais uma vilã com daddy issues?

Nos minutos finais, a trupe resolveu parar tudo para se lamentar. Não que Elena faça algo diferente da vida, mas, foi linda a cena deles acendendo as lanternas e lembrando dos seus mortos. Mais lindo ainda foi citarem o nome de Alaric... E qual não foi meu susto ao vê-lo em cena!

Damon pode até ter dado uma de durão, porém nós vimos muito bem que ele não quer é expor suas tristezas. Concordo plenamente quando ele diz que ficou preso aqui, discutindo com seu irmão e cuidando das crianças... e observando sua amada nos braços de outro. Vou torcer muito para que ele consiga ver seu amigo Alaric pelo menos mais uma vez. Ele merece.

Para terminar (esta longa review), podemos dizer que "Memorial" foi, antes de tudo, um episódio para enterrar a antiga TVD. O ritual das lanternas serviu para lembrar dos inúmeros personagens que já se foram, mas especialmente da protagonista que agora tem um leque imenso de possibilidade novas para explorar. E como a série gira em torno dela, a consequência óbvia é que tudo adquiriu um novo fôlego, como um sutil recomeço. Porque, afinal, a morte é apenas o começo.


Observações:

- Depois que Tyler foi baleado dentro da igreja, a mãe dele insistiu em chamar uma ambulância. Gente, sério que o povo de Mystic é tão tapado assim e não sabe nada sobre as milhares de criaturas da cidade?

- A função de Tyler na série vai ser só ser baleado e namorado de Caroline?

- Boonie e Stefan amiguinhos: é bonitinho de ver.

- Cadê Klaus?

- O Ministério da Saúde adverte: sexo de luto é muito natural e muito saudável...
Tecnologia do Blogger.