The Vampire Diaries: 4x01 "Growing Pains"




Mais resolução, menos enrolação.

TVD voltou com tudo nesta quarta temporada. Sem mimimi, sem meia volta, "Growing Pains" nem pensou em economizar tramas e resolveu muito do que ficou pendente na season finale passada. A invasão de Klaus no corpo de Tyler, por exemplo, foi uma das rápidas conclusões.

Jurei que veria mais de Michael Trevino na pele do vilão. Apesar de ser um desafio cheio de possíveis comparações, Trevino estava muito bem interpretando o personagem. Eu queria ter visto ele e Caroline se enrolando mais... sem que ela soubesse quem ele era de verdade. Mas tanto Klaus como a inteligência dela foram rápidos no gatilho. Para surpresa da nação, ele foi honesto logo de cara. Com o caráter doce que ele tem, nem dá para acreditar que ele não fechou o bico e aceitou a proposta de sexo híbrido-vampiro.

Uma coisa que ele fez sem surpreender foi a briga com Rebekah. Típico de Klaus. Como ele mesmo disse, a única coisa que ele sabe sobre família é o quão facilmente eles podem ser silenciados com uma adaga... A pergunta que fica é: o que será de Klaus agora?

The Vampire Diaries cometeu um erro ao não se livrar do personagem. Claro, Klaus é uma das melhores coisas da série. Mas para quem um dia entrou como um grande vilão, causa das contantes fugas de Katherine, o terror de muitos vampiros, hoje ele não passa de mais um no universo de Mystic Falls. O que ele vai fazer agora que sua fonte de sangue para híbridos morreu? E se ele conseguisse fazer mais híbridos, para que eles serviriam? Pensando bem, podiam mesmo ter deixado ele um pouco mais no corpo de Tyler.

Falando em gente virando vampira, vamos à transformação de Elena. É claro que não tinha saída para ela. Aquele drama todo era Stefan com um fiozinho falso de esperança e talvez um monte de remorso. Do outro lado, Damon, realista e egoísta, queria acabar logo com o sofrimento da amada. Por mais que eu torça para Stelena, não dá para negar que em 99% dos casos é Damon que tem razão. E por quê? Porque ele não deixa Elena escolher.

Esse negócio de respeitar a escolha de Elena é bullshit. Olha só onde isso a levou. Ela está morta, Matt cheio de remorso e culpa, e Stefan dividido sem saber se fez certo ou errado. Ainda por cima, tem Jeremy que não aceitou muito bem a situação e quase causou a morte de Bonnie no processo. Isso sem contar o principal: a vida normal que ela tanto sonhava foi para o ralo.

Agora vamos falar de algo que Elena fez com perfeição: o momento em que ela se alimentou. Foi lindo que na hora que ela alcançou o sangue e colocou na boca, uma lágrima desceu de seu olho. Não sei se foi ordem do roteiro/diretor, ou se foi próprio da atriz levada pela emoção da cena. Mas foi perfeito. Cravou a pedra final na humanidade -- pelo menos física -- de Elena, e cravou de forma romântica, se assim podemos dizer.

No entanto, as consequências do que ela quer é outra coisa muito longe de perfeito. Bonnie tentanto ressuscitar a amiga quase ficou presa no outro lado. E depois com a "destroca" de Klaus, a avó dela foi quem sofreu pelo abuso de magia da neta. Vamos combinar, gente. Elena fazendo escolhas não dá nenhum resultado bom.

Para completar o cenário, a cidade resolveu se revoltar depois do discurso revelador de Alaric. Acho engraçado que "só agora" eles notaram as criaturas que convivem com eles, sendo que Mystic Falls tem mais vampiro e lobisomem do que gente. Se brincar, só deve estar sobrando Jeremy, a prefeita e a xerife agora que o pastor fez o favor de explodir-se junto com os revoltosos.

Aliás, que ideia de girico, hein? A fim de fazer com que a cidade se levante contra os vampiros, o pastor se suicida e suicida outros à força para fazer uma falsa retaliação. Não seria mais "prático" se ele só explodisse a casa com ninguém dentro e dissesse que os culpados são os que há pouco ele queria matar? Vai entender.

Com isso, está aberta a trama que deve tomar conta de grande parte da temporada. TVD vai repetir o climão da Idade Média e os justos perseguirão as criaturas do diabo, com Elena incluída no pacote. Não quero que matem a chata, claro. Mas quem sabe correr da perseguição não tira um pouco da chatura dela e a deixa mais Katherine do que Elena? Porque em algum ponto desta trama de vida ou morte ela terá que assumir seu lado vampbitch, não vai?

Quanto ao Damon, ao pobre Damon, só desejo que a série arrume um par romântico para ele logo. Não faria mal se fosse Meredith, porque aí TVD estaria fazendo um swing entre Torrey DeVitto, Paul Wesley, Nina Dobrev e Ian Somerhalder. Vale lembrar que Ian disse que nada seria mais justo se ele pudesse dar uns amassos em Torrey, já que Paul vive amassando sua namorada desde a primeira temporada.

Por último, preciso comentar (de novo) o momento Klaus-Caroline. Não consigo ver aquela cena sem rir dela atacando ele na floresta e ele sem nem ter tempo (para respirar e) dizer que era Klaus. Que sacanagem TVD acabar com a festa dos dois tão cedo. Que puta sacanagem.


P.S.: Bonnie não tinha dito que não ia ficar se sacrificando pelos amigos mais?

P.S.2: Engraçado que TVD não deixa escapar nem quem já está morto. A coitada da vó da Bonnie voltou só para fazer uma participação onde sofria depois de morta. Não é brincadeira, não.
Tecnologia do Blogger.