Grey’s Anatomy – S09E03 – Love the One You’re With


“Precisa ir em busca disso, fazer alguma coisa, e não olhar pra trás.”

Depois de uma semana de pausa, Grey’s Anatomy retorna com mais um bom episódio, já é fato, a nona temporada está ótima, não tenho como negar isso (minha opinião), e com as consequências da queda do avião, a temporada vai se modelando. Creio que este plot se arraste um pouco mais, mas se for abordado de uma forma boa e rápida eu agradeço. Ainda estamos no início da temporada, coisas vão acontecer, e minhas expectativas são boas.

Nada de novo, mas presenciamos a evolução (ou não), da relação de Callie e Arizona, as duas sempre foram bem felizes, e agora tem um sentimento de frieza vindo de Arizona que deixam as coisas mais pesadas. Ter uma perna amputada por consentimento de sua esposa que prometeu o contrário foi um grande choque para a personagem, mas espero que em pouco tempo ela perceba que era a perna ou ela, e que Callie também está sofrendo.

Dra.Torres está mais forte do que nunca, mesmo com todo esse plot da perna, ela se mostra forte e feliz no hospital, tenta segurar a barra, mesmo que em casa tudo pareça o contrário. A personagem vem evoluindo muito, ganhando seu espaço, e a atriz está de parabéns.

Realmente, vou concordar com a interna, Callie tem um sorriso muito bonito. Não acreditei no que ouvi, a interna oferecendo sexo em troca de cirurgia, mesmo no início da série quando nossos queridos personagens eram internos e onde aconteciam várias coisas bizarras, nunca ninguém ofereceu sexo, pelo menos não que eu me lembre.

Cristina ainda continua naquele hospital, não gosto daquele lugar, muito menos do chefe. Mas agora que conhecemos melhor o médico de 100 anos, eu comecei a simpatizar por ele, foi bem legal o papinho com Cristina no banco, eu me surpreendi com a história, e até Cristina se surpreendeu com sua técnica.

Owen é um bom chefe, isso já está evidente há tempos, mas o que ainda falta no personagem é Cristina, os dois precisam voltar, eles se completam, e as conversas pelo telefone são deprimentes, mesmo com um mundo de desabafo a ser dito, eles ficam ouvindo a respiração do outro.

Derek e Mer são os lindos da série, com a casa perfeita e diva Zola para abrilhantar a vida dos dois. Bailey está virando o alívio cômico da série, posso afirmar que funciona, dou muitas risadas com ela, mas queria muito a antiga Bailey de volta, a durona que não chora, e que impõe respeito. Webber é um mago, sempre sabe dar conselhos, quero muito saber como anda a vida dele e Adele, pelo que lembro, ela estava piorando.

Avery e Kepner, só de falar esses nomes fico com sono, muito chato os dois, porque ela não assume logo que gosta dele e fica com o cara logo. Já não gostava muito de Kepner, agora ela me aparece com esse negócio de revirginização, não rola.

Enfim, estou louco pra acompanhar a recuperação e volta de Arizona ao hospital, esperando ansioso pelo dia que ela vai parar com essa raiva. E que venham ótimos episódios nesta temporada.

OBS1: Ri muito na cena de Avery e Kepner conversando e no final aparece Bailey deitada no sofá.

OBS2: Mer querendo consolar Avery, dizendo que Webber também já pegou sua mãe foi ótimo.

OBS3: Além de emocionante, a cena do banheiro foi bem intensa.

Tecnologia do Blogger.