Dexter: "Sunshine and Frosty Swirl" 7x02


A velha discussão sobre a origem da série vem à tona. É Dexter voltando as origens?

Porque amamos um serial killer? Você amaria um serial killer? Comentar a respeito de uma série fictícia é fácil. Claro que amamos, mas se entrássemos na pele de Deb... 

Justiça com as próprias mãos. Esse lema é base para diversas séries e filmes. Dexter é o serial killer mais famoso e mais amado do mundo das séries, porque conhecemos sua história e concordamos com suas ações. "Um diretor de coral que estuprou e matou garotinhos; Um casal que contrabandeava refugiados e matava aqueles que não pagavam; Um psiquiatra que manipulava mulheres a se suicidarem..." Essas mortes tiveram a aceitação dos fãs da série, pois, em um mundo onde a impunidade reina, a justiça com as próprias mãos é muito bem vinda. Mas tem efeitos colaterais.

Efeitos esse, que vimos ao decorrer das seis temporadas da série, mas que atinge o ápice na atual temporada. Deb descobre o verdadeiro Dexter e não sabe o que fazer. Não sabe se chora, se corre ou se o prende. Não sabe se honra seus distintivo ou se joga seu irmão no corredor da morte. Deb então toma a atitude que 99% das pessoas tomariam. Torna-se cúmplice de um serial killer por amor, mesmo não entendendo muito o seu interior. Nós entendemos, mas quanto a Deb, tenho lá minhas dúvidas, pois, não sei se aceitará bem todas as histórias que Dexter tem pra contar (se é que vai), principalmente as histórias que a afetaram diretamente

A princípio, Dexter tem uma aliada, mas não sabemos até que ponto. Vimos que Dexter não conseguirá simplesmente deixar de ser o que é. Como a própria pesquisa de Deb disse: "Não vão parar até serem pegos".

Mas as coisas estão começando a se complicar para Dexter. Nem digo devido as atitudes daquele idiota do Loius (putz, que cara mala e cara de pau!), mas sim, a maior pedra no sapato que os irmão tiveram em suas vidas. A ''Lagarta'' arrumou o que fazer, depois de passar uma temporada inteira ofuscada. Ela tem um baita crime 'desvendado' e não vai simplesmente deixar pra lá, pois, uma pequena amostra de sangue, reabrirá sua grande ferida. A morte de Doakes poderá ser esclarecida definitivamente, limpando a sua ficha depois de morto e sujando a alma de Dexter pra valer. 

O caso da temporada evolui. A morte de Mike está sendo investigada e a delegacia de Miami não vai sossegar até encontrarem algo concreto. Sabemos que por trás daquela boate tem muita coisa escondida e que uma 'simples' morte derramará todo tipo de delito naquela cidade. Não sabemos muito o que são. O assunto está sendo ofuscado, é claro, mas tornou-se interessante, a princípio, podendo ser uma boa base para a temporada.

Felizmente não ocorreram nesse episódio, aqueles furinhos de roteiro que mencionei no episódio passado e que foi recorrente na temporada passada. Parece que atenderam o meu pedido e estão cuidando mais dos detalhes. Espero que a temporada seja toda assim, pois, com uma trama envolvente e pontos polêmicos e significativos que foram apresentados nos dois primeiros episódios da série, não tenho dúvida de que Dexter voltará a ser um dos melhores dramas atuais.      

e mais: 
  • Dexter apagou Louis e voltou atrás. Já vi esse filme antes e não acabou bem.
  • Dexter podia dar uma força para sua irmã e dizer que ele matou Viktor, não? Tadinha deles alí, procurando fantasmas.
  • Parece que o espírito sexual de Deb por Dexter se foi. Graças ao Dark Passenger! Não voltem com isso nunca mais, roteiristas!
  • Masuka ao ter uma de suas falcatruas descoberta e acobertada por Dexter. Ri altíssimo! 
- Masuka: "Pagaria um boquete para você." 
- Dexter: "Não é necessário."

Humor: Marcos Valério dando ponta em Dexter?!


Tecnologia do Blogger.