Pular para o conteúdo principal

Comentando: The Good Wife



Relutei bastante para ver The Good Wife. Apesar de ser uma produção elogiada o fato de ser um procedural da CBS sempre foi um fator negativo, visto que as produções da emissora não presam por um compromisso com a “mitologia” da série e constantemente desviam o foco de suas tramas e se acomodam em uma formula de sucesso. Portanto, fico feliz em relatar que The Good Wife foge de todas as formulas simplistas das series da emissora e ainda que seja um procedural (não convencional, é importante ressaltar) tem uma trama envolvente e competente. 

A série começa quando Alicia Florrick (Julianna Margulies) é traída por seu marido e promotor do condado de Cook, Peter Florrick (Chris Noth), o que gera um escândalo político que resulta na prisão de Peter, obrigando Alicia a tomar responsabilidade pelo sustento de sua família voltando a exercer advocacia firma “Stern, Lockhart & Gardner”. 

Naturalmente temos a velha formula de casos semanais, a diferença é que aqui eles não conduzem a trama e apesar de evidenciarem uma forte critica ao sistema jurídico americano, alguns deles chegam a ser mal resolvidos, o foco da série está nos conflitos dos personagens que são desenvolvidos ao longo de toda temporada, alem disso os personagens não são estáticos e têm seus valores e opiniões mudados no decorrer de todas as temporadas (alguns mais que outros, naturalmente, entretanto já é um grande avanços quando falamos de uma série da CBS). 

A série é ágil e as tramas acabam sendo fechadas antes mesmo do fim da temporada. É evidente que a primeira temporada tem um enfoque maior nos casos semanais do que as posteriores e ainda sim eles contribuem para reflexões dos personagens tanto no âmbito profissional quanto em suas vidas privadas, elemento que só contribui para a evolução da série como um todo. O modo único como os casos são desenvolvidos logo na primeira temporada acaba “pescando” o publico logo no inicio. 


Outro aspecto interessante de The Good Wife é que a série é sobre mulheres, as suas personagens mais fortes são as mulheres, começando é claro por Alicia, a boa esposa do titulo é uma mulher forte que tem que se desdobrar no papel de mãe e advogada, é ótima em ambos e contudo encontra obstáculos que a obrigam a ser adaptar e tomar atitudes nada convencionais. Outro grande destaque é Kalinda Sharma (Archie Panjabi) investigadora da “Stern, Lockhart & Gardner”, Kalinda é bastante reservada e ainda sim é uma das personagens mais fascinantes da série desde o inicio e a medida que a série vai se desenvolvendo conhecemos melhor a personagem e gradualmente conhecemos seus segredos e aflições e mesmo agora no início da 4ª temporada descobrimos novos aspectos da personagem. E por fim o núcleo feminino se consolida com Diane Lockhart (Christine Baranski) sócia sênior do escritório que embora comece apagada cresce bastante na 2ª e 3ª temporadas e se mostra uma mulher forte no comando da firma. 

Alem disso a série é recheada de participações especiais incluindo Chritina Ricci (Pan Am), Morena Baccarin (Firefly, Homeland), Denis O'Hare (True Blood, American Horror Story), Dylan Baker (Homem-Aranha 2), Matthew Perry (Friends, Go On) e Carrie Preston (Arlene de True Blood) em um dos papeis mais interessantes da série. Atualmente em sua 4ª temporada The Good Wife coleciona muito acertos e faz jus aos prêmios que recebeu até o momento (incluindo ai o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Série Dramática para Julianna Margulies).

Naturalmente a série escorregou em alguns momentos, mas nada que seja alarmante. Aos que ainda não viram, sugiro que dê uma chance à série e aos que já acompanham, a partir da próxima semana faremos reviews semanais começando a partir do 4.04.

The Good Wife é exibida aos domingos pelo canal CBS.

Postagens mais visitadas deste blog

Confira as 5 séries mais vistas na Netflix pelo mundo

Nos últimos dez anos, a Netflix transformou a forma como o mundo assiste filmes e programas de TV, fornecendo aos assinantes uma enorme biblioteca de clássicos convencionais  e dezenas de recomendações personalizadas - tudo disponível na ponta dos dedos. Isso é mais do que apenas conveniência,  é a metamorfose da mídia.
Usando os dados do Google Trends, o site highspeedinternet.com classificou os países pelo número de pesquisas relacionadas à Netflix e referenciou as suas classificações com as séries mais procuradas. No mapa acima você confere qual é a TOP de audiência em cada país, e, abaixo você confere quais as 5 séries mais procuradas no serviço de streaming.
TOP 5:

1 - Sherlock
2 - Friends
3 - Narcos
4 - House of Cards
5 - New Girl

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…