666 Park Avenue - s01e02 - Murmurations


O primeiro episódio foi bom, mas o segundo foi melhor! 666 Park Avenue conseguiu me deixar ainda mais interessada na série, não que precise de muito esforço, já que eu sou meio viciada nesse tipo de série.

No episódio passado conhecemos os principais personagens e moradores do Drake, agora conhecemos mais uma: Danielle, mas eu já falo mais sobre ela. Enquanto vemos as primeiras imagens do episódio, a música "you belong to me" embala a cena em que Gavin dá um singelo "olá" para Henry. Sugestivo? Totalmente.

Enquanto Henry sai para o trabalho, sua esposa vai cuidar do apartamento que pertencia a John (lembram? o cara que é "engolido" pelo prédio no primeiro episódio?) juntamente com Tony, o recepcionista, que ganhou um pouco mais de ação nesse episódio. Quando fica sozinha no apartamento, Jane escuta alguns barulhos vindos da parede e descobre que há centenas de pássaros vivendo nos antigos dultos de ventilação do prédio. Preciso dizer que a cena dos pássaros voando para fora do buraco que ela fez na parede é digna do filme de Hitchcock? Tony e Jane resolvem chamar um dedetizador para se livrar dos pássaros, um plano não muito bom, devo dizer.

Louise, que ainda está internada graças ao "acidente" no elevador, pede para Alexis para pegar algumas coisas na casa dela e, claro, a loira aproveita a chance para fazer uma cópia da chave do apartamento do casal, agora ela tem acesso ao apartamento (e ao Brian) a qualquer hora. Claro que isso seria um problema, eu sabia que Brian e Alexis iam "se pegar", mas não imaginei que fosse tão rápido. Detalhe para a hora em que ele fecha as cortinas para não ver o apartamento dela, mas quando ele volta as cortinas estão abertas. Por que Gavin quer que Brian traia sua esposa com Alexis? Bom, supondo que ele sabia e controle tudo o que acontece no edifício.

Jane e Henry são convidados para uma festa no apartamentos dos Doran, enquanto estão lá conhecem Danielle, a protagonista da história macabra desse episódio. Lá Henry e Gavin conversam sobre a nova aquisição do multi milionário, uma construção que custa R$ 100 milhões e sim, eu também engasguei nessa hora. Acontece que Henry descobre que o terreno do lado é praticamente um depósito de lixo tóxico, mas resolve não contar para Gavin, já que arriscaria seu emprego se abrisse a boca. Felizmente para ele, Gavin já sabia de tudo e isso não passava de um teste para saber se o rapaz era íntegro. E eu ainda me pergunto quais os planos dos Doran para Henry? Por que se referiram a ele como um herói?

Também temos outra noite de sonhos de Jane, dessa vez ela desce até o porão, pois ela se esqueceu de pegar as roupas da secadora, chegando lá ela encontra a porta. Se lembram que no episódio passado ela descobriu que havia uma porta, mas que ela foi coberta com cimento? E que, também no episódio passado, ela seguiu Mary pelo prédio e entrou por aquela porta? Aparentemente "a porta" a leva a vários lugares. Antes levou até Mary e o terraço que ela se jogou, dessa vez levou até um apartamento do edifício onde houve um assassinato. E agora vamos falar mais de Danielle.

Danielle é uma mulher que não tem sorte no amor, ela vai a um encontro na noite seguinte a da festa dos Doran, mas o seu par dá o bolo nela. Por "sorte" ela encontra com Gavin, que a apresenta para um amigo. Alguns drinks depois, os dois marcam um encontro que acaba na cama dela, no meio da noite Frank se arruma para ir embora e diz que precisa encontrar a esposa, o que deixa Danielle atordoada. Ela o confronta e ele acaba morto no chão do quarto. E aí, como era de se esperar, Gavin entra no quarto e a acalma, dizendo que Frank só teve o que merecia. Ao mostrar Danielle no espelho, notamos que ela é uma senhora de idade, que se mantém jovem por algum acordo feito com Gavin há muito tempo atrás. Só eu lembrei da Moira de AHS? Nem é preciso dizer que Jane sonhou com Danielle matando o primeiro marido nos anos 50 e agora não sabe como se comportar na frente dela. Ah sim, aparentemente Danielle só se lembra dos assassinatos no momento em que ela os comete, durante o resto do tempo ela é alheia a tudo isso.

Bom, vamos voltar aos pássaros em mais uma cena digna de Hitchcock. O Dedetizador está saindo de um bar quando nota que alguns pássaros estão o seguindo, ele tenta fugir enquanto é atacado por vários deles, mas acaba sendo atropelado por um táxi. Trágico.

Louise finalmente volta para casa e quando vai mexer nas contas e correspondências, descobre que Gavin mandou-lhe um cheque de 300 mil! E agora? Esse será o começo do contrato dele com o casal? Falando em Gavin, ele manda Jane arrumar a bagunça que o dedetizador fez no porão. Quando ela chega lá, vê que ele quebrou o concreto que selava a porta e claro que, curiosa como ela é, tinha que entrar lá dentro. Só não esperava que a porta se fechasse atrás dela.

Lição do dia: quando alguém cobre uma porta com concreto, é melhor deixar assim.

Ps 1. Queria ver mais da Nona. Acho que logo teremos um episódio dedicado a ela.

Ps 2. Como disse, esse episódio teve mais do recepcionista Tony e em poucas cenas ele conseguiu ser impagável.
Tecnologia do Blogger.