30 Rock: "The Beginning of the End" S07E01




Olá, leitores! Como estão passando? Como vinha explicando nas outras reviews que atrasei, por falta de tempo e devido a falta de organização do meu horário, atrasei com praticamente todas as reviews que faço, mas a partir desta semana, já vou organizar isto. Bom, até o prezado momento, só saíram legendados os dois primeiros episódios da nossa querida sitcom, 30 Rock. Então, essa review será sobre essa maravilhosa season premiere. Vamos lá...


Bom, como o próprio nome do episódio cita, chegamos ao começo do fim de uma das comédias mais marcantes de comédia da atualidade. Ontem mesmo estava terminando um trabalho falando sobre a carreira da Tina Fey e é quase inacreditável que depois de sete anos estamos, finalmente, chegando ao fim do bebê da Mrs. Fey. Enfim, como estamos falando de fim, o episódio trouxe como seu centro a ideia do boicote. Jack está armando para boicotar a NBC, leva-la a falência, por assim dizer, para que Hank não tenha outra opção a não ser vender a emissora. Jack, sagaz do jeito que é, já tem um acordo com uma outra empresa, caso o dono resolva vende-la, que prometeu deixa-lo no poder. Entretanto, Liz só se dar conta disso ao conversar com Tracy pedindo ajuda para se livrar de ser madrinha de casamento de Jenna. Quando este lhe dar a ideia de boicotar o seu papel como madrinha de casamento, ela percebe o que Jack vem fazendo. Bom, a partir disso, eles desenvolvem o episódio. Logo de início Liz se recusa a ficar ao lado de Jack para derrubar a NBC, mas após seu boicote com Jenna funcionar, ela se une ao seu Chefe nesta missão.

Ao mesmo tempo, em paralelo a esse tema, tivemos Hazel tentando seduzir Tracy para conseguir um papel em seu novo estúdio. Ele, apesar da aparência contrária de um homem fiel, não aceita a proposta indireta de Hazel e ainda conta para o amigo, Kenneth, o que a mulher tentou fazer. Aparentemente, teremos uma rivalidade ao longo da temporada entre os dois.

Esse episódio foi escrito pela Fey juntamente com Jack Burditt, e como sempre, trouxeram referências a cultura pop.  Um exemplo bem claro é o tal programa novo de TV de um detetive que recebe a ajuda de Deus. Não sei se vocês sabem, mas tem uma série que estreou ou vai estrear ou foi cancelada antes de ir ao ar, só sei que tirei da minha lista, que tem essa mulher e após sofrer um acidente, algo do gênero, ela começa a achar que Deus está falando com ela, mandando sinais de situações que irão acontecer, como se Deus falasse através dela. Enfim, particularmente, achei a premissa ruim, mas se alguém viu e gostou, bom, legal para vocês. Fizeram algumas outras referências como, por exemplo, ao filme The Dark knight Rises e a Tyler Perry. Bom, tiveram outras e claro, não poderia faltar, duas referências ligadas de certa forma a acontecimentos históricos passados: O momento em que o Tracy fala dos nazistas e da França, e o momento em que Hazel fala dos escravos e o homem branco.

Nota¹: Foi super interessante a forma como eles introduziram o episódio. Óbvio que por se tratar de 30 Rock, não imagino que alguém tenha  acreditado que Liz realmente tinha tido seu filho.
Nota²: Assim como Liz Lemon, sou uma dessas pessoas viciadas em bolo, e claro que adorei a mudança de voz que colocaram na personagem no momento em que Jenna anuncia que não teria bolo no seu casamento. Fantástico!

Bom, espero que tenham gostado do episódio e da review. E a propósito, a do segundo episódio já já está saindo.
That's all folks!

Tecnologia do Blogger.