The Legend of Korra: De Uma Guerra Entre Nações à Um Jogo de Dobra



A então esperada sequência de Avatar: The Last Airbender, finalmente foi ao ar. Com um roteiro bem desenvolvido, onde o público foi surpreendido diversas vezes, Avatar: The Legend of Korra, apesar de ter sido bem recebido, sofreu alguns altos e baixos.

Inicialmente a série apresenta um suposto “rumo”, que é o treinamento de Korra, onde ela precisa aprender como dobrar o ar para poder se tornar o novo Avatar. Então, quando Korra viaja até a cidade da república para dar início ao seu treinamento, vemos inúmeras inovações na série, como as inovações tecnológicas e até uma arena onde acontecem os jogos profissionais de dobra (uma espécie de “queimada”), o que foi bem legal.

A mesma contou com um toque maior de ação, comédia e romance fazendo com que ela se tornasse mais... interessante. Além do clima de mistério, envolvendo o vilão, que deixou todos roendo as unhas, que ajudou bastante também. Espectadores dando suas opiniões e palpites sobre quem estava por trás da máscara de “Amon”.

O desenvolvimento dos personagens foi muito bom também, desde os principais, aos secundários. Os personagens são bastante carismáticos, dando uma atenção especial ao atrapalhado Bolin. Seu irmão, Mako, por quem Korra acaba se apaixonando, tem uma expressão mais madura e séria. Os três formam o elenco principal da série. O vilão, Amon, no qual tem o objetivo de retirar a dobra dos outros e formar um tipo de nova geração sem dobradores.

O character design continuou o mesmo, apenas sendo reforçado por alguns efeitos especiais “diferentes”. Como por exemplo o uso, um pouco maçante, de 3D em várias cenas, fossem em carros ou até mesmo em robôs, o que não deixa um visual não muito agradável. Raramente o 2D + 3D é bem recebido.



O ponto alto da série, sem dúvidas, foi o season finale. O mesmo, deixou algumas pessoas felizes, outras surpreendidas e outras irritadas. Apesar de ter sofrido com alguns olhares tortos, o episódio cumpriu seu papel, que seria de resolver o que estava em aberto durante a temporada, além de, é claro, como a maioria dos SF’s, deixar aquele gostinho de quero mais com um devido acontecimento nos minutos finais.

Pode-se dizer que a primeira temporada conseguiu alcançar seus objetivos, a mesma, conseguiu atenção suficiente para que a série tivesse mais uma temporada confirmada, na qual estreará em 2013

-

Olá, sou Rodrigo e essa foi minha primeira review aqui no VS, 
espero que tenham gostado, prometo que tentarei melhorar nas próximas. ;)
Obrigado.
Até a próxima, abraço.
Meu twitter: @Roo_Pinheiro
Tecnologia do Blogger.