Primeiras Impressões de Vegas


Uma série nova com a velha e 'boa' estrutura da CBS. O que mudou? A plataforma e só.

A CBS é a emissora que menos cancela séries e a que menos encomenda novas séries porque simplesmente leva o ditado ao pé da letra: 'time que está ganhando não se mexe'. A emissora reproduz o que o tradicional telespectador americano gosta, mantendo assim, os maiores números de audiência dos EUA. É a estrutura procedural, onde cada semana acompanhamos um caso com início, meio e fim, com pouquíssima (quando há) trama principal.

Em Vegas, nova série do canal, eles simplesmente mudaram a plataforma dos acontecimentos para Las Vegas na década de 60 em um clima meio faroeste. Inseriram bandidos e mocinhos e nos apresentaram o mais do mesmo. Agora é a vez dos mafiosos da época serem combatidos pelo herói da vez. Um vaqueiro, ex-combatente da segunda guerra que resolveu lutar pelos crimes da região após ter seu rebanho espantado (propositalmente?) por aviadores. Para resolver esse problema, aceitou o trabalho de investigar a morte de uma funcionária de um cassino, trabalho oferecido pelo prefeito da cidade. Um pouco forçado a inclusão do herói, Ralph Lamb, no departamento de polícia. 

Vincent Savino, um gângster, desponta como o vilão da série e planeja tomar conta de Las Vegas. Os crimes tem/terão sempre sua supervisão, enquanto Ralph deverá pegar as pequenas peças de seu bando gradativamente. Muitos tiros serão dados, muita luta corporal será vista. O interessante é que parecem que vão mostrar um pouco da evolução de Las Vegas, uma cidade contemplada por cassinos, boates e luz.


O elenco é relativamente bom. Dennis Quaid (Ralph Lamb) é um ótimo ator e o personagem caiu-lhe muito bem. A princípio estranhava a presença de Michael Chiklis (Vincent Savino) como um gângster vilão, mas até que se saiu bem, mas prefiro o ator em séries mais light. Mas o fator negativo ( e muito) foi a presença do ator Jason O'Mara (Jack Lamb) como um dos pupilos de Ralph. Ele foi o ator principal da finada Terra Nova e foi direto para Vegas. O ator é muito fraco e seu personagem da extinta série de dinossauros era muito anti-pático. Sei lá, talvez eu estou implicando demais com o ator devido a seu último trabalho, mas que deu vontade de parar o episódio quando ele apareceu, ah se deu.

Eu reprovo a série da minha watchlist, mas entendo quem optar por segui-la. Esse tipo de série tem seu público que gosta desses casos semanais, que na maioria das vezes não levam a lugar algum. O clima meio faroeste, que custa a ser exibido na TV,  principalmente em TV aberta, deve atingir o público do gênero, Audiência, a série vai ter, basta ver se será satisfatório para a gigantesca CBS. Mas vai. A premiere teve números ótimos! 

Eu passo a série, mas vou acompanhar o episódio onde Jonathan Banks (Breaking Bad) será ator convidado. A série é a sua cara e adorarei vê-lo no templo faroeste. Mas acompanhar procedurais assim, não consigo. Talvez eu assista aleatoriamente. Não faz diferença.

Tecnologia do Blogger.