Primeiras Impressões de Guys With Kids


Queriam ser engraçados? Não conseguiram.

Os críticos americanos estavam errados. Guys With Kids não é ruim, e sim, péssima. Não dá pra entender como uma série como essa consegue ser aprovada.

Não tem nada ali em relação ao que já existe na TV americana desde o século 20. Antes de Cristo. Homens cuidando de crianças sendo idiotas não tem a menor graça mais, se é que um dia teve. Roteiro dedutivo demais, mal escrito e com grandes falhas, produção simples em cenários cansativos, atuações pífias e sem nenhum carisma. Basicamente a série se resume a esse parágrafo.

Pra piorar, a série é baseada naquelas risadas "artificiais" que sempre detestei, salvo em poucas séries do gênero. Acho que o público deve ter recebido alguma coisa para ficarem aí, rindo sem sentido algum. Não havia sincronização alguma entre a cena com a tal "graça" da plateia. Quando acontece isso, o que é ruim se torna péssimo, porque incomoda e irrita muito, pelos a mim.


Mas também não tem como uma série ser boa com uma premissa tão ruim e tão batida. "Três amigos que vivem no mesmo prédio e estão apanhando para cuidar sozinhos de seus filhos". Ah tá e aí? E aí nada! Nada mesmo! Perca de tempo! Nunca vinte minutos passaram tão demorados assim em toda a minha vida.

O que mais aguçava a nossa (pouca) curiosidade, é que a série é criada e produzida por Jimmy Fallon (Saturday Night Live), um dos melhores atores comediantes dos EUA. Ah, taí a minha resposta inicia! Costa larga ein Jimmy?! Mas, porém, contudo, todavia e como diria minha avó: "Aonde você foi amarrar seu burro, meu filho"?!

Ps: A audiência de estreia condenou a série: 6.28 milhões de telespectadores com 2.2% entre o público alvo são baixos números para uma estreia, ainda mais, na NBC. Bomba certa.

Por Fábio Lins
Tecnologia do Blogger.