Grey’s Anatomy – S09E01 – Going, Going, Gone


“Morrer muda tudo”. Exatamente como Mer disse ao início do episódio, morrer realmente muda tudo, e foi isso o que aconteceu com Grey’s Anatomy, a série morreu e no lugar renasceu uma completamente diferente (em minha opinião).

Um das coisas que mais prezo em Grey’s é a amizade dos originais, ela ainda está durando, mas outros fatores contribuíram para que a série mudasse completamente seu rumo e sua estrutura. Depois da bendita finale que arrancou os corações de todos os fãs, a série retorna com um ótimo episódio, mesmo sendo diferente e meio obscura, foi um bom começo.

Os personagens amadureceram, ou pelo menos alguns deles, e se tornaram atendentes, Mer (Medusa) é a mais temida pelos internos, Karev passa o rodo no geral, Avery também se tornou atendente e a única coisa que mudou no personagem foi que ele deixou o cabelo crescer. Cristina foi para outro hospital, não sei como, só sei que ela não combina com aquele lugar, espero que ela saia logo do parque dos dinossauros. 

Gostei de como o episódio distribuiu os flashbacks, mostrando o passado e o presente, dando para perceber como tudo mudou drasticamente. Deu para se emocionar e relembrar momentos felizes, o que parece ser difícil de acontecer daqui pra frente. O mais triste foi à despedida, saber que não iremos ver este personagem mais na série.

Torres aparentemente está normal, mas em casa e longe dos olhos alheios ela sofre com as consequências e a culpa do seu ato (ainda vamos saber como ela teve que amputar a perna de Arizona). Uma cena que me assustou, quando Arizona mostra sua raiva e joga a culpa na cara de Callie, naquele instante eu pensei “Como um núcleo da série, que era um dos mais felizes chegou a este ponto?”, ou melhor, “Por que chegou a este ponto?”.

O acidente de avião afetou todos, inclusive as crianças da série, Sofia além de não ter pai, agora tem duas mães em pé de guerra e que não se falam. Quando você acha que as coisas estão ruins, elas pioram, foi isso o que aconteceu, dentro de todo o clima pesado que rondava o hospital eis que chega o momento de desligar os aparelhos de Mark, os momentos que envolveram ele foram as mais emocionantes.

De alguma forma, eu não queria acreditar que o personagem fosse morrer, gostava dele, um dos maiores erros da série, matar os personagens legais, mande embora pra outro hospital, pra outro país ou até para outra galáxia, mas nunca mate um BOM personagem, isso é muito cruel com quem acompanha o show. 

Queria muito que isso fosse apenas mais um episódio de realidade paralela, mas como sabemos que não é, o único jeito é assistir e ver onde essa temporada vai nos levar. Ter pensamento firme e forte de que a felicidade voltará a estes queridos médicos é de extrema importância.

Espero que aquele drama de traumas não volte com força total e seja o destaque da temporada, sim, estou falando de Derek e sua mão junto de Cristina e Mer, Arizona é um caso a parte, foi mutilada por Shondamá. O núcleo dos internos até foi legalzinho, me lembrou a primeira temporada, quando todo mundo odiava a atendente.

OBS1: Cristina tem que voltar pra Owen logo, ele não a merece, mas ela precisa dele pra ser feliz.

OBS2: Kepner vai voltar, não sei o que pensar sobre isso, acho que foi uma forma desesperada que Owen encontrou de tentar reestabelecer o ambiente de antes.

OBS3: Bailey está virando piada entre os internos, espero que ela não deixe isso assim, espero que a Natzi volte o mais rápido possível.
Tecnologia do Blogger.