Pular para o conteúdo principal

True Blood 5x09/10 "Everybody Wants to Rule the World" / "Gone, Gone, Gone"



Aquele pausa básica para refletir sobre True Blood.

A três episódios da quinta Season Finale de True Blood, chegou a hora de pôr a mão no queixo, arregalar um olho, e botar a caixola pra refletir sobre o que tem sido essa temporada. E como se trata de TB, a série de luxo da HBO, refletir não vai ser tarefa fácil.

Continuo gostando de True Blood. Fico curiosa pelos episódios, pelo que vai acontecer, pelos plots twists da série. Mas há um grande porém aqui. O fato de eu gostar e continuar sendo fã não significa que eu não veja as mudanças de TB. Vejo sim, e muitas não me agradam.

Estava lembrando da primeira temporada, onde a saída dos vampiros dos caixões servia como metáfora para a nossa sociedade hipócrita. Querendo ou não, True Blood era sim uma série com roteiro ácido e refinado, e o significado de sua história ia além do mundo fantasioso e sexual dos vampiros. No entanto, já a partir de seu segundo ano, elementos novos foram chegando e ampliando demais o alcance da série, fazendo dela uma obra cheia de personagens, criaturas, e tramas desnecessárias.

Sim, este trabalho de Alan Ball é inspirado nos livros e, portanto, a chegada de novos seres não é escolha dele, mas sim a forma como a autora Charlaine Harris escolheu lidar com o mundo que criou. Só que nem isso tira a responsabilidade dos produtores da série sobre a decadência dela. Adaptação não é transcrição. É adaptação.

Agora, olhando para as tramas atuais, podemos nos perguntar onde está a "crítica social" que antes era uma das essências de True Blood. O mais próximo disso que teremos é a atual insanidade da Autoridade, que está determinada a transformar o mundo num banho de sangue. A busca e a tramoia pelo poder (muito bem ilustradas por Bill), a religião usada como justificativa para massacrar os povos (com Nora e Salome marcando pontos), e a intolerância pelas diferenças (ilustrada pelos "Obamas"), podem ser considerados como tentativas da série de retomar seu rumo. 

Mais tentativas dela são perceptíveis no 5x09, onde tivemos, pela primeira vez, a resolução de plots dos coadjuvantes antes da Season Finale. Terry matar Patrick e com isso tirar Ifrit da história é um marco tão grande que merecia manchete nos jornais. Adeus, monstro de fumaça! Acabou-se o mimimi e, para melhorar, Arlene e o marido nem sequer apareceram no 5x10.

O mesmo se aplica a Hoyt. Sério mesmo que titio Bolão ouviu nossas preces e mandou esse chato para o Alasca? Gente, isso é inacreditável. É um milagre. Quantas vezes nós reclamamos dele depois que Jessica chutou o traseiro do coitado? Quem é que aguentava ter que assisti-lo se maquiando e se vestindo igual a Pombagira só para ter seu pescoço chupado? Quem é que aguentava ele choramingando pelo chute, se fazendo de machão para os Obamas? É sério. Isso acabou!

Tara então, foi outro milagre. Pela primeira vez posso escrever uma review sem reclamar da personagem. Inútil como humana e inútil como vampira, no 5x10 ela finalmente fez algo que prestasse e validou completamente sua "parceria" com Pam. Não, eu também não acredito que estou dizendo isso, mas quero muito saber como será a vida da criadora com sua criatura. As suas são topetudas, teimosas e, porque não dizer, se merecem. São praticamente almas gêmeas (ou farinha do mesmo saco, se preferir).

Ainda sobre os coadjuvantes, posso até não suportar ver a bunda branca do Sam e os peitos murchos de Luna, mas os dois estão se saindo bem em sua caçada. Eles não só ajudaram (demais) a acabar com a farra dos Obamas como, pelas suas "habilidades", se juntaram à trama da Autoridade. Quer dizer, o novo romance entre Russel e Newlin já se procriou numa lobinha, porém eles não contavam que mamãe pode ser leoa mas também pode ser rato.

Com a entrada dos ratinhos na toca do mal, acredito que muita coisa boa saíra daí. E quem sabe os dois podem ajudar no plano megaevil que Bill está trabalhando.

Porque eu acredito, piamente, que Bill tem um plano. Não aceito sob hipótese alguma que meu personagem favorito tenha resolvido que é hora de se ajoelhar a uma deusa que não tem roupa e não banha. Tá, na história há muito mais do que isso, mas basicamente nós estamos vendo um gênio da política se fazendo de aliado no meio de loucos. Ele só pode estar blefando.

Ou, para sambar na cara de toda a sociedade, ele pode ter enlouquecido e virado um religioso. Isso com certeza tiraria True Blood do óbvio, mas em compensação estragaria um grande personagem.

Agora, tem uma personagem que perdeu muito de seu destaque por motivos de... gravidez. Anna Paquin não usa mais as roupas do Merlotte's, porém mesmo assim a gente pode ver sua barriga saliente. No 5x10, titio Bolão deu uma cena nada a ver para a atriz só para não dizer que Sookie está fora de ação, com direito a palitinhos de comida chinesa matando vampiro. Alguém se importaria se Mike (quem é Mike?) simplesmente evaporasse?

A trama em que ela se envolve agora é a busca pelo assassino de seus pais. Entre essas e aquelas, eis que um ancestral dela fez um trato com Warlow, dando sua primeira herdeira fada ao vampiro. Ainda tento entender onde TB pretende chegar com isso, porque - neste momento - está parecendo que tiraram essa ideia da cartola só para ocupar o tempo de Sookie e fazer valer o salário de Anna. Vamos torcer para que seja mais do que isso.

Outra coisa a notar é a idade que as fadas podem alcançar. Isso as coloca no mesmo patamar que os vampiros, que não envelhecem e são imortais. Sendo Sookie uma "meia-fada", não dá para saber ainda quais desses "benefícios" se estendem à ela. Mas, gostando de vamps do jeito que ela gosta, sem dúvida esta foi um ótima notícia.

Para finalizar, Russel. Finalmente, graças a todos os deuses do universo, ele voltou ao que era. Já reclamei antes que, apesar do personagem ter voltado, é como se ele não tivesse voltado coisa nenhuma. Com essa coisa de Lilith, religião e blá blá blá, ofuscou-se aquele vampiro terrível e megalomaníaco da 3ª temporada.

Todos sabem o que significa ele ir atrás de Sookie, certo? Se Bill realmente tiver um plano, ele terá que acelerá-lo. Se Eric realmente estiver fingindo seu arrependimento, ele terá que fazer mágica. Sookie envolvida nos devaneios vampirescos... significa que ela estará junto de Bill e Eric outra vez. Estava demorando.

Comentários

  1. Melhor cena do episódio 10 foi a "nova" Tara (que estou gostando, ñ gostava da humana) matando o novo rei, e dizendo que na casa delas ninguem mexia com elas, filha de Pam ainda, simplesmente de mais!!!!

    ResponderExcluir
  2. Sem dúvida! Tara foi ótima... finalmente!

    ResponderExcluir
  3. o vampiro que a sookie matou era aquele cara da fila do banco que queria chupar os dedões dela kkk

    ResponderExcluir
  4. ahaha eu nem me atentei a isso.
    Mas então a morte foi boa demais, uai :P
    Valeu pela observação, Victor!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…