Livros em Série - O Senhor dos Anéis

Dizem que a maioria dos Viciados em Séries também são viciados em livros e filmes. Parece ser algum tipo de verdade universal, assim como a resposta para a vida, o universo e tudo mais é 42. Somos uma nova categoria nerd, somos aqueles que conhecem todas as séries e tem uma opinião sobre todas, somos aqueles que acompanham a série preferida semana a semana, que sabe que dia é pela série que está passando e quando as séries entram em recesso abrem um grande vazio na sua vida. Mas pensem bem, essa é a melhor hora de ver aquele filme ou ler aquele livro que você tanto queria, mas não tem tempo. Melhor ainda quando lançam um filme sobre um livro que você adora. Nesse caso é impossível não fazer comparações e ficar irritado com as mudanças feitas para adaptação no cinema ou surpreso pela forma como aquele ator ficou perfeito em tal personagem. E é exatamente por isso que vamos inaugurar uma nova coluna aqui no VS, pra todos vocês que são viciados em cultura pop e que foram ver Senhor dos Anéis sozinhos no cinema, já que nenhum amigo quer ir com você, por causa das comparações que você faz do filme com o livro durante a sessão.

Pra inaugurar essa coluna escolhemos justamente "O Senhor dos Anéis", sucesso em vendas de livros e de bilheteria, além de ser um dos meus livros preferidos e ser uma das maiores trilogias do cinema. É uma das melhores adaptações já feitas e até hoje desperta discussões sobre o livro ser muito melhor e como o filme mudou algumas coisas  da história (ou sou só eu que fico importunando as pessoas com isso?). Além do mais, no final do ano teremos o filme d'O Hobbit, o livro que deu início a toda saga de O Senhor dos Anéis.


Ok, vamos lá... Pra quem não sabe (embora eu duvido que alguém não saiba disso e se não souber finja que saiba, pra não ficar chato pra você) Senhor dos Anéis é uma trilogia dividida em: A Sociedade do Anel, As Duas Torres e O Retorno do Rei. Esses livros são a sequencia de O Hobbit, que promete ser um filme sensacional!. Os filmes de O Senhor dos Anéis foram divididos conforme os livros, são três filmes e cada um deles conta a história de como Frodo conseguiu o Anel e como ele precisou destruí-lo para salvar a terra média. Vou supor que todos vocês conhecem a história e seguir em frente.
A leitura do livro exige esforço e dedicação, algumas partes são extremamente descritivas e pra quem não está acostumado a leituras pode achar chato e pedante, porém posso garantir que tamanha descrição de detalhes vale a pena na parte em que as batalhas começam. Outro ponto que devo ressaltar sobre o livro é a quantidade de personagens, bom, pra quem está lendo os livros de JRR Martin, Senhor dos Anéis não tem nenhum desafio sobre esse aspecto, mas pra quem está acostumado com livros focados em poucos personagens pode se perder no meio de tantos nomes, títulos, "espécies" e famílias.
Não irei abordar todas as mudanças e alterações feitas, vou tentar me focar nos pontos mais importantes. Sintam-se livres para comentar qualquer coisa que eu tenha deixado passar.
No começo do filme vimos Frodo praticamente fugir as pressas do condado depois de conversar com Gandalf e esperar por ele algum tempo na companhia de Sam, mas no livro não é assim. Frodo espera Gandalf por anos, enquanto assume o lugar de Bilbo no Condado. Só eu fiquei com a impressão de que Marry e Pippin foram retratados como inconsequentes na história do filme? No livro os três Hobbits (Sam, Marry e Pippin) bolam um minucioso plano para tirar Frodo do condado, no filme parece que eles entraram por acaso na história.
Um dos personagens importantes do livro que foi cortato foi Tom Bombadil, ele é um enigma já que ninguém sabe exatamente o que ele é... Ficaria horas falando dele, mas você pode pesquisar mais sobre esse personagem na internet. Tom os ajuda a passar pela floresta e pelas criaturas tumulares nas colinas, alias, já que tocamos nesse assunto, não é Aragorn que dá as espadas aos hobbits, eles as coseguem nos túmulos.
No filme, Arwen ganha muito mais destaque do que ela tem nos livros, na história ela é a princesa élfica e o amor de Aragorn e só. Creio que deram mais importância pra ela no filme para que seu papel não ficasse apagado e as pessoas acharem injusto Aragorn se casar com ela. Por exemplo, quem conjura o Rio e causa a elevação das águas é Elrond portador do anel élfico. Ele domina a água e Gandalf dá a ela o formato de cavalos.
A comitiva segue para Lothlórien, mas chegar lá é muito mais complicado no livro. Os elfos exigem que todos sejam vendados para chegar até a cidade e é claro que Gimli toma isso como ofensa e discute com os elfos. Alias, não me lembro muito bem como retratam isso no filme, mas o livro Tolkien deixa bem claro a rixa entre anões e Elfos, por isso a amizade de Legolas e Gimli é tão importante.
Durante a reunião do Conselho (que dura muito mais tempo no  livro), Bilbo se oferece para levar o anel no lugar de Frodo. E quando Frodo parte para Mordor com Sam, Aragorn não o vê.
Um acontecimento foi "adiantado" no filme: Boromir só morre no segundo livro.
E tudo isso só no primeiro filme! O segundo e o terceiro tem menos alterações, mas mesmo assim elas acontecem.


O Rei Theóden, Rei de Rohan, não estava tão debilitado no livro como é retratado no filme, na história o rei fica enfeitiçado pelas palavras do Língua de Cobra, não me lembro de ter relação alguma com Saruman.
O Orc que persegue Merry e Pippin até a floresta pensou que um deles estaria com o Um Anel, por isso se deu ao trabalho de ir atrás deles. Alias, Merry não sabia nada sobre Ents, é o próprio Barbarvore que conta o que eles são.
Assim como seu irmão Boromir, Faramir considera levar o Anel para Gondor, mas muda de ideia depois e ajuda os Hobbits a irem para Mordor, isso é o que acontece no livro. No filme, Boromir não age dessa forma, ele não cogita ficar com o Um Anel. Frodo também não enfrenta nenhum Nazgul no livro.
Frodo e Sam entram na toca da Laracna ainda no segundo livro e não no terceiro como foi retratado no filme, assim como a ida de Gandalf para Isengard e o confronto com Saruman.
Em O Retorno do Rei, Ar agorn vai a Senda dos Mortos com o povo de Dúnedain (que vieram ajudá-lo na guerra) e não só com Legolas e Gimli. Os mortos os ajudam na batalha, mas não vão até Minas Tirith.
Denethor realmente ateia fogo em seu corpo, mas no livro ele cai na pira. No filme ele corre pela cidade e se joga de um ponto alto.
E no final, Golum realmente arranca o dedo de Frodo para pegar o anel, mas quando consegue ele comemora pulando, tropeça e cai. Eles não lutam novamente e Frodo não fica pendurado.
Além disso, algumas sequencias foram "eliminadas" do filme, e que talvez conste na versão do diretor (Ainda não assisti, mas pretendo), como a sequencia da Casa de Cura, onde Aragorn cura Éowyn, Faramir e Merry.

Certamente há muitas outras diferenças, acho que a principal é a infantilização dos Hobbits, nos livros eles são bem mais inteligentes e fortes que o filme retratou  a amizade entre Sam e Frodo não tão melosa quanto nas telas. Aragorn foi um personagem que me surpreendeu. Viggo Mortensen encarnou o personagem e ficou perfeito no papel.

Alias, creio que todos os atores encarnaram bem os personagens e isso contribuiu para que a magia das páginas fosse perfeita na tela.

Apesar de todas as pequenas mudanças e algumas alterações, O Senhor dos Anéis ficou gravado na história do cinema e da literatura, afinal, toda obra de fantasia é comparado a ele.
Tecnologia do Blogger.