Pular para o conteúdo principal

Ryan Murphy - Passado, Presente e Futuro


Estamos de volta com a coluna "Passado, Presente e Futuro"! Após começarmos com J.J.Abrams e Steven Spilberg, chegou a vez de falarmos de uma das pessoas mais amadas e odiadas no mundo das séries. Estou falando de Ryan Murphy, conhecido como a pessoa por trás de Glee e carinhosamente chamado pelos fãs de "titio Murphy". Contudo, sua carreira na TV e no cinema é vasta, mas vamos destacar aqui, seus principais trabalhos na TV. Ryan Murphy é jornalista, roteirista, diretor e produtor de cinema e televisão, além de escolher as canções que tocam durante os episódios de Glee.


Passado:

Poucos comentam, mas Ryan Murphy começou a sua carreira na TV em 1999 criando e escrevendo a série "Popular", conhecida no Brasil como "Popularidade", estrelada por Leslie Bibb e Carly Pope. A série foi cancelada pela extinta WB no final da 2ª temporada devido a baixa audiência, principalmente após ser deslocada para as noites de sexta, porém é considerada pelos críticos a série que deu "origem" a Glee.

Em 2003, Murphy emplacou "Nip/Tuck", um polêmico drama exibido pelo canal a cabo FX, onde cada episódio envolvia os procedimentos bizarros em pacientes, abordando o lado obscuro das cirurgias plásticas. Dessa vez, a série rendeu bem mais do que a sua série de estreia. Nip/Tuck chegou à 6ª temporada, com o episódio 100. A série foi um sucesso, bem aceita pela crítica, recebendo inúmeras indicações e levantando a estatueta do Golden Globe e do Emmy.


Presente:

Pouco antes do cancelamento de Nip/Tuck, Ryan Murphy criou a amada e odiada "Glee", seu maior sucesso até o momento. Tudo que eu disser sobre Glee, seria meio que "chover no molhado" pois, até quem "não assiste" a série, critica-a veementemente e sabe tudo sobre ela. Só posso dizer que indo para a sua 4ª temporada, o musical comédia-drama estudantil voltou à velha forma. Sua temporada passada lembrou o ótimo início da série, talvez até, superando-o, pois, Murphy acrescentou plots dramáticos, enriquecendo ainda mais a série. Claro que a série tem problemas técnicos visíveis, mas costumo dizer que Glee é aquela série que te faz bem. Feita para ser acompanhada sem estress ao som de uma boa trilha sonora.

Pegando carona do sucesso de Glee, Murphy trouxe-nos "The Glee Project" - um reality musical que leva os vencedores à participações especiais em Glee. A princípio, soava como um grande caça-níquel, e que acabou se confirmando. Algum problema com isso? Eu não tenho, desde que os quarenta e poucos minutos do meu tempo sejam bem gastos assistindo a série. TPG é uma mistura de reality musical, com bastidores da produção de Glee. Informações sobre o reality tem aos montes aqui no blog, mas vale a pena destacar que, independente do programa ter o objetivo lucrativo, ele é primeiramente e principalmente interativo. Pra quem gosta de Glee é um prato cheio e pra quem não gosta, também é.

Mudando literalmente da "água para o vinho", Murphy emplaca "American Horror Story", mais uma vez uma série polêmica e mais uma vez, no FX. American Horror Story pode ser considerada uma minissérie, pois, a cada temporada, muda-se elenco, personagens e trama principal, restando apenas a premissa, baseada em histórias americana de terror. A ideia inicial sempre foi essa. Mudar tudo e todos na temporada seguinte. Muitos dos atores contratados na primeira temporada só aceitaram o trabalho devido a isso, provando para nós que a ideia das mudanças mencionadas eram previstas, apesar do anúncio ocorrer no final da temporada da série. Renovada para a 2ª temporada, Murphy tem a responsabilidade de manter a excelente qualidade mostrada na temporada de estreia.


Futuro:

"The New Normal" é a próxima série de Ryan Murphy. A premissa parece limitada, mas pelos exemplos mencionados nesse post, ainda é cedo para afirmar se vai ou não flopar. A comédia será sobre um casal gay que sonha em ter um filho, investindo em uma moça para ser a barriga de aluguel. O trio principal será composto pelos atores Justin Bartha, Bebe Wood e Ellen Barkin. Com estreia marcada para  o dia 13 de agosto, a NBC liberou um trailer em seu último upfront, já dando a chance para nós já começarmos a julgá-la.

       

Pra finalizar, gostaria de destacar algo indiscutível. A personalidade de Ryan Murphy. Tudo pode ser relacionado a ele, mas Ryan Murphy mostra a cada trabalho ser dono de um grande coração. Isso fica muito evidenciado em The Glee Project, série que ele praticamente faz parte do elenco, mas também, devido as últimas atitudes confirmadas em Glee. Murphy parece ser uma pessoa humilde, apesar de ser exigente e perfeccionista. Seu cargo exige isso, mas, pelas emoções transparecidas na primeira temporada de The Glee Project, ele subiu e muito no meu conceito, mostrando que merece todo o prêmio obtido por suas séries.


Atualização 31 de Julho: 
  • Ryan Murphy será condecorado na próxima edição do Emmy 2012. Uma de suas séries, American Horror Story, é uma das lideres de indicações da premiação desse ano, porém, Murphy receberá um Emmy em particular.Foi selecionado pelos membros da Academia a indivíduos que ultrapassam os limites das fronteiras culturais para tocar as vidas das pessoas, devido seu trabalho em Glee, onde foi responsável por trazer de volta o gênero musical à tv. A premiação acontece no dia 24 de setembro.
  • Ryan Murphy finalmente aderiu o twitter (@MrRPMurphy) e quem fez as honras da casa foi a estrela de Glee, Lea Michele (@msleamichelee). Murphy abriu sua conta já presenteando aos fãs de duas de suas séries. Postou imagens dos bastidores da 2ª temporada de American Horror Strory e da 4ª temporada de Glee.

Comentários

  1. Pelo amor de Deus, Popular era da WB.

    ResponderExcluir
  2. Apesar de não ter visto nenhuma série do Ryan, e provavelmente continuarei assim porque passarei longe de Modern Fami...ops... The New Normal, adorei o texto!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …