Pular para o conteúdo principal

Primeiras impressões - Continuum




Surgiu minha nova queridinha da Summer Season!

Todos sabem que Summer Season é período de vacas magras, poucas séries de qualidade vão ao ar nessa época e dificilmente duram muito, mas quando uma ou outra se destaca e mostra um bom roteiro com uma boa produção, ela vira a minha queridinha e minha forma de aplacar a falta das séries da Fall Season, assim como Suits fez ano passado, Continuum fez esse ano.
Adorei a série, personagens, atores, roteiro, produção e principalmente a trama, enfim, posso dizer que a série me fisgou no primeiro episódio.

Continuum mostra Kiera Cameran, uma policial do ano de 2077, um futuro dominado pelas corporações privadas por causa do governo falido que vendeu o direito de governar para essas corporações e essas corporações retiraram a democracia e impuseram uma espécie de ditadura.
Quando uma organização extremista que luta pela liberdade tenta fugir para o passado e mudar o futuro, Kiera se vê obrigada a ir junto para impedir isso. O que é estranho, pois a sinopse dá a entender que Kiera foi para o passado por escolha dela, porém, obviamente não foi isso que aconteceu. Afinal, ela correu para impedir uma tentativa de fuga, o que ocorreu do mesmo jeito, mas ela não tinha como saber que eles voltariam para o passado, muito menos para 2012.

Aparentemente a série vai seguir o mesmo caminho procedural de Person Of Interest, com a diferença que a historia principal é mais viva aqui e não acredito que eles vão prender um por episódio ou algo assim, afinal, não passa de oito presos que escaparam, mas esses presos são os piores da organização. Além disso, a série só vai ter 10 episódios nessa temporada, não há muito tempo para casinhos da semana.

Mesmo adorando o episódio, achei alguns probleminhas bestas, mas ainda sim são problemas. Para começar eu achei meio forçado a rápida ambientação dela ao ano de 2012, 1h depois de “pousar” no passado ela já tava dando tiros com armas que são totalmente diferentes das armas do futuro e já estava se misturando a força policial local para pegar os caras, mesmo sendo do futuro, sem identidade nenhuma e sem conhecer ninguém além de Alec, um gênio dos computadores que estava na mesma freqüência de comunicação que ela estava tentando pedir reforços. Além disso, a ambientação dos criminosos também foi muito rápida, num momento eles estavam fugindo do local de “pouso”, no outro estavam assaltando um banco e matando policiais feito formigas.
Eu aceitei, pois não tinha como eles conseguirem fazer uma ambientação mais elaborada e apresentar a trama junto com os personagens em 45min de episódio e acredito que eles vão mostrar mais esse lado nos próximos episódios.

Tirando esses pequenos probleminhas, o episódio correu bem e eu nem senti passar, Rachel Nichols me convenceu como policial Bad-ass, além de ser linda, é uma boa atriz. Adorei o twist do Alec no final, abrindo uma brecha para outra grande trama, mostrando que ele tem grande papel no futuro e que vai ser peça importante nesse quebra cabeças. Não fui muito com a cara do detetive, mas entendo que ele é peça importante nisso tudo, pois sem a ajuda dele, ela não vai conseguir ir longe. Achei épico aquele traje dela, o traje faz de tudo, desde ficar invisível até assaltar caixas bancários, gostei também da biotecnologia que os policiais do futuro têm, pelo o que eu entendi, o comunicador fica dentro da cabeça dela e quem ela se comunica pode, além de ouvir o ambiente, ver também, nesse caso, o Alec vê e ouvi tudo que ela está fazendo.
As duas teorias que ele apresentou a Kiera sobre a viagem ao passado dela são bem plausíveis e bem abordadas, ele não tem teoria de como ela veio, mas sim de como isso vai afetar o futuro.

A série tem muito a mostrar e muito potencial, se manter a qualidade desse piloto, será uma das melhores surpresas da Summer Season.
O piloto cumpriu com seu dever, que é deixar o espectador com vontade de ver mais, por esse motivo também eu acredito que vai ser um sucesso, pois o piloto teve uma audiência sólida e acredito que essa audiência vai se manter.

Evitei revelar muito sobre episódio, pois o intuito das primeiras impressões é apresentar a série, mas pretendo continuar com reviews semanais dessa série, ai sim eu aprofundarei mais nos episódios.
Até a próxima!

Postagens mais visitadas deste blog

Confira as 5 séries mais vistas na Netflix pelo mundo

Nos últimos dez anos, a Netflix transformou a forma como o mundo assiste filmes e programas de TV, fornecendo aos assinantes uma enorme biblioteca de clássicos convencionais  e dezenas de recomendações personalizadas - tudo disponível na ponta dos dedos. Isso é mais do que apenas conveniência,  é a metamorfose da mídia.
Usando os dados do Google Trends, o site highspeedinternet.com classificou os países pelo número de pesquisas relacionadas à Netflix e referenciou as suas classificações com as séries mais procuradas. No mapa acima você confere qual é a TOP de audiência em cada país, e, abaixo você confere quais as 5 séries mais procuradas no serviço de streaming.
TOP 5:

1 - Sherlock
2 - Friends
3 - Narcos
4 - House of Cards
5 - New Girl

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…