O Final da 4ª Temporada de Parks & Recreation

Comentários referentes aos episódios 4x21 "Bus Tour" e 4x22 "Win, Lose, or Draw". 

Apesar de não ter gostado inicialmente da trama principal escolhida para essa temporada, concluo que Parks soube dar um fechamento digno, exaltando o que a série tem de melhor, que é o entrosamento dos personagens. Muito divertida, engraçada e até mesmo emocionante. Essa é a Parks que aprendi a amar e aprendi a dizer com todas as letras e sem medo que é a melhor comédia da atualidade. 

Os últimos episódios foram fantásticos. Estava incomodado com o excesso foco dado a Leslie durante a temporada, mas os produtores botaram todo mundo para trabalhar em pró da candidatura e geraram momentos fantásticos, ilustrados muito bem nesses dois últimos episódios. 

Começamos a acompanhar o desfecho da campanha de Leslie em "Bus Tour", quando toda a equipe se reuniu para dar início à "batalha final", e olha, teve até ajuda de um agente do FBI. Não poderia estar falando de outra pessoa, a não ser Andy, é claro. Roubou muitas vezes a atenção e nos propôs ótimos momentos. O mais engraçado foi vermos (como sempre) a "aprovação" total de April. O Águia 1, Águia 2, "já comi" e "tô comendo", fez-me rolar de rir, literalmente. A investigação de quem atirou a torta, acertando em Jerry, também foi sensacional! E pior que ele conseguiu desvendar o "crime"

Enquanto isso no último dia de campanha, Leslie segue com seus discursos, mecanicamente engraçados, mas acaba se deparando com uma gafe. Caiu na "pegadinha do malandro" e desceu o cacete no pai de Bobby Newport, apenas descobrindo depois, a sua morte. Esse fato foi a base do episódio e gerou ótimas piadas, ótimas situações, principalmente as mestradas por Bobby Newport. Ele foi o oponente de Leslie o tempo todo, mas mesmo assim foi um ótimo personagem. Amei. Como não amar.

Detalhe: Chris deprimido é impagável! Conseguiu uma "parceira" adequada para matar a sua depressão. Ótimo "FIM" dado pelos produtores para a dupla.


Mas foi em "Win, Lose, or Draw" que todos os sentimentos mencionados até então, foram exaltados ao máximo. Chegou a hora de descobrirmos se Leslie seria ou não eleita vereadora. Confesso que que não sabia se torcia contra ou a favor. Gostava mais da série quando era baseada nos casos do escritório e na vida pessoal dos personagens. Nessa temporada, achei focada de mais na candidatura de Leslie, chegando a torcer veementemente para que perdesse a eleição. 

Mas os últimos episódios fizeram-me mudar de ideia. Leslie venceu! \o/ Para nossa alegria e para alegria também incrível Bobby Newport. Seu sonho foi realizado e nada é mais importante do que vê-la realizar seu sonho. Nenhum sub-interesse deve ser relevado, ok Sr Fábio Lins?! (rs) 

Seguindo aquela máxima de perder primeiro pra depois ganhar, Leslie foi condecorada como vereadora Pawnee, engraçadamente emocionante com pitadas de seriedade. Claro que iria ter confusão na contagem de votos. Que regras malucas! Ainda bem para Leslie que não deu empate. Ainda bem que Leslie não perdeu por um voto, não é verdade Jerry? 

Quem seria o vencedor era o que mais importava, mas os assuntos secundários foram bem engraçados e muito bem resolvidos. Ben aceita o convite para trabalhar em Washington; Ann e Tom se "reataram" a base de muita cachaça; April e Andy continuam vivendo felizes para sempre a base de muita loucura, mais uma vez sendo salva por Donna; Ron não apareceu muito, mas nem precisava, apenas seu olhar já diz tudo; e Jerry,... falar o quê de Jerry? O idiota mais amado e mais trollado da face da terra. Parei. 

Fim de temporada, que pena. Felizmente a série foi renovada para a próxima temporada e com encomenda completa. 22 episódios. Aguardando ansiosamente e louco para acompanhar a vida de Leslie na câmara e curioso pra saber como os personagens secundários serão inseridos na trama principal.
Tecnologia do Blogger.