The Killing – 2x09 – Sayonara Hiawatha


Outro episódio que fez seu papel, mostrando um lado dos personagens que nunca presenciamos, os produtores de The Killing vêm me surpreendendo, pois construíram uma ordem cronológica para Linden e Holder, uma ordem onde eles evoluem e crescem mostrando faces que ainda não foram apresentadas ao público. Desde o lado emocional de Linden a amizade e companheirismo de Holder.

Dois personagens que tinham tudo para ficar em uma relação fria e distante, mas que se transformou em uma parceria. A prova final de que Holder é o parceiro de Linden foi onde o chefe diz que ele precisa pular do barco e o detetive simplesmente ignora. Como todos os episódios ao longo da temporada, este também teve sua carga de tensão bem balanceada, entre o início e o fim.

Holder ameaçando Gil foi bom, mas receio que ele não vá ficar parado e esperar. Creio que tenha um chefe muito maior que ele, suspeito do prefeito pelo fato de ser o mais óbvio, mas nem sempre o mais óbvio é o verdadeiro. Gwen queria usar sua carta na manga, o abuso sofrido na infância (está na moda revelar essas coisas) para derrubar o prefeito, mesmo que ela conseguisse duvido muito que um homem tão ambicioso quanto ele iria ceder a essa chantagem.

Holder e Linden depois da visitinha a Gil invadiram seu depósito e pegaram a chave que foi decisiva para a evolução do caso, mas fiquei um pouco preocupado com a invasão, pensei que Gil fosse esperto o bastante para pensar nesta possibilidade e aparecer por lá. O novo chefe de polícia adora atrapalhar as investigações, ou melhor, a investigação, pois ao que me parece ele só tem o dom de interferir no caso de Rosie, o que reforça minha teoria de que a garota estava envolvida com alguém de alto poder na cidade, para realizar seu plano de ir embora e conhecer o mundo.

A família Larsen parece nunca encontrar a felicidade, são duas temporadas e parece que a morte de Rosie foi há muito tempo, sendo que foram apenas a umas semanas atrás. Stan me deu medo, balançando aquele pentelho, que agora antecipou sua entrada para a máfia e começou a matar animais por aluguel, espero mais uma temporada para explicar a chacina dos passarinhos. Mitch voltou e fez uma ótima participação, eu sei que não costumo elogiar a mãe Larsen, mas eu gostei de ver essa busca pelos últimos passos da filha.

Final do episódio, Linden narrando os momentos cruciais antes da morte, foi digamos assim, profundo, pois tudo aconteceu devido as descobertas e a vontade de ver o mundo e experimentar novas sensações que ela tinha.

OBS: Linden e Holder são muito determinados, mas tenho receio que se eles acharem provas concretas que apontem o assassino, nada será feito, simplesmente por Linden estar suspensa e Holder fora do caso.

Tecnologia do Blogger.