The Killing – 2x08 – Off the Reservation


Sempre que assisto um episódio foda, fico tremendo de emoção, uma tremida que se da pela tensão e posso dizer isso aconteceu neste. Não foi o evento da temporada e eu sabia que Holder não iria morrer, mas Linden não sabia e suas expectativas foram transferidas pra quem estava acompanhado, poucas séries conseguem fazer isso com perfeição. Foi tudo ótimo, um episódio que não tinha muito foco na investigação de Rosie, mas que mesmo assim fez por merecer meus elogios.

Como sempre, continuamos este capítulo do mesmo ponto do anterior, Linden abalada pelo espancamento de Holder, não podia dar em outra, com ou sem ajuda ela iria à reserva buscar seu companheiro, foi bem legal ver este lado muito mais preocupada da personagem, porque geralmente ela não expressa emoções. Até o plot de seu filho se tornou emocionante, despedidas não são fáceis, ainda mais para Linden que sempre foi solitária.

Richmond e sua gang nunca param, não tem hora para tramoia. Qualquer momento eles tem uma nova ideia, uma situação armada e mesmo assim eu ainda odeio esse núcleo da série, acho que ninguém quer saber deles. Devo confessar que não me importei de presenciar as cenas, foram suportáveis, mas acho que se Richmond não tiver uma ligação com o crime deveriam considerar seriamente em tirá-lo da série. Pode ser que ele vá ajudar a desmascarar seu oponente que na verdade tem muitas coisas a esconder, dentre elas o envolvimento no crime de Rosie.

Vimos mais da família de Holder, que são apenas duas pessoas, sua irmã ignorante e mal educada e seu sobrinho, eventos ruins sempre servem e irão servir para aproximar os familiares, mesmo que tenha uma pedra no caminho da relação. Fiquei tão decepcionado quanto Stan, aquela golpista, queria mexer com as emoções de um pai sofredor para ganhar dinheiro, durante toda a cena eu até me emocionei com ela falando de Rosie, então você escuta, “Mas por uma pequena quantia!”, aquele olhar emocionado se transforma em raiva e decepção.

Sinceramente, não sinto a menor falta de Mitch e Terry na série, curiosidade sempre existe, mas nada que não possa aguentar. As crianças tiveram seu momento na primeira temporada e no início desta, agora que as coisas estão ficando sérias (hora de se retirarem). A reserva é um lugar que prefiro nem comentar, misterioso e onde até as crianças me dão medo, apenas isto.

Eu sabia que no final Linden ia acabar cedendo para o pai de Jack, o garoto estava de certa forma sofrendo, sem nenhuma base obviamente escolar, familiar e emocional nunca tinha sua mãe por perto, apenas os momentos ao celular, mas isso não é o bastante e ela finamente percebeu isso.

OBS1: Melhor cena do episódio: Linden se despedindo de seu filho.

OBS2: As expressões de Linden foram ótimas, a atriz está de parabéns, conseguiu expressar preocupação, ódio, dor com suas feições.

Tecnologia do Blogger.