House: O Series Finale na opinião de quem nunca assistiu nada da série


Exato. Existe um "viciado em série" que nunca assistiu um episódio sequer de House.

É inegável que House é/foi uma das séries mais importantes dos últimos anos. Mesmo quem nunca assistiu-a, sempre ouve falar, sempre absorve um comentário aqui e outro ali. Particularmente, acompanhava a série pelas notícias, mas nunca "consegui" assistir um episódio da série, porém, era uma das séries mais propensas para eu iniciar uma maratona, contudo, com o fim anunciado, fiquei confuso de iniciá-la ou não.

Resolvi então assistir o series finale, sem ao menos ter assistido nada da série. Sabia que não seria nada impossível, mas também não seria fácil. O gênero "hospitalar" nunca foi meu favorito, principalmente recheados por casos procedurais típicos americanos - aqueles que baseiam um paciente por episódio. Esse é um dos motivos pelo qual eu ainda não ter iniciado a série, adicionado pela imensidão de episódios. Maratona de 8 temporadas completas, não é fácil. Contudo, nunca descartei-a.

Comecei vendo o series finale e de cara deparei-me com House abrindo os olhos e pensei: "Putz! Referência a LOST em House? Porque não tinha assistido essa série ainda?" Se é referência ou não, sei lá, mas veio-me essa ideia, apesar de que não foi LOST que inventou isso, mas com certeza foi a série que disseminou.

O episódio foi muito bem construído. Achei que deram um bom fim a série, mesmo nunca ter assistido-a. Assisti sem nenhum tipo de emoção, é claro, mas foi bom para analisar o episódio imparcialmente. De cara já simpatizei-me pelo protagonista. Aquele jeitão grosseiro, mas com bom coração. Um médico fodão, mas capaz de tudo para conseguir seus objetivos, mesmo agindo contra a lei. Foi a minha vaga impressão e é claro, especialistas em House, corrijam-me se estiver errado.


Vimos House chapadão, dentro de uma casa pegando fogo, tendo que tomar a decisão da vida ou da morte. House devia ter muitos motivos para morrer, mas suas alucinações fizeram com que pensasse melhor, decidindo viver, forjando sua morte e vivendo "feliz para sempre" com seu amigo a beira da morte.

Achei uma finalização fantástica e emocionante. Felizmente, não vieram com a "grande" artimanha de matar o protagonista no fim da série, como vemos outras diversas. Dá pra fazer um bom final sem matar a pessoa mais amada da série. House provou que dá. Adorei. 

O tom cômico foi bem adicionado. As palavras de Wilson em seu funeral fizeram-me ir do inferno ao céu. Começou com um discurso forçado, escondendo a sua principal opinião, mas não aguentou e sentou a garganta, lamentando a desistência de vida de seu amigo. O "cala boca idiota" foi hilario! Adorei. A série termina com um "feliz para sempre" tradicional, mas não forçado. 

"Câncer é chato" A última frase de House, sentando em sua moto ao lado de seu amigo também motorizado, foi curta mais com inúmeros significados. No bom estilo "Motoqueiros Selvagens" partirão rumo ao que resta de suas vidas, mas vivendo-as intensamente. 

O episódio despertou-me uma curiosidade imensa de conhecer a série, mas não a ponto de sair loucamente comprando os DVDs. Mas prometo que um dia verei. Antes de morrer, eu assisto.  
Tecnologia do Blogger.