Pular para o conteúdo principal

Grey’s Anatomy – 8x22 – Let the Bad Times Roll


Carpe Diem(Viva o momento)

Todo início de post parece clichê, mas é a mais pura das verdades. Episódio ótimo, muito bom, foda e eu não tenho palavras para descrever a temporada, basicamente isso. Foi tenso do início ao fim, a expectativa de saber quem iria passar/reprovar e a pressão dos testes, tudo isso resultou em um final que me fez rir e arrepiar.

Foi legal ver nestes dois últimos episódios como os atendentes do SG se viram sem nenhum de seus queridinhos. Novos residentes chegam para visitar o hospital e Bailey atuando como puxa saco, há uns tempos atrás ela iria torturar todos eles pra aceitarem o emprego. Hunt e Teddy estão se aproximando novamente, e a culpa deste milagre está dividida entre Bailey que salvou o mundo jogando toda a verdade na cara de Teddy e de Cristina que mantém os dois em contato.

O caso da semana não é simples como os outros, que depois da cirurgia vão para casa curados ou morrem na mesa, este é diferente porque mexe com os sentimentos de Arizona, a durona da pediatria. Tim é um velho amigo que foi como um irmão substituto, em tempos difíceis que nossa pediatra passou, mas que trouxe um grande problema pra ela. Tornou-se comuns casos assim, de pessoas que esperam a enfermidade chegar a último estágio pra ir ao médico.

Tim mal chegou e vai embora desta pra uma melhor, levando um pedaço de Arizona com ele, mas em todo este drama pode ter um ponto bom, vamos explorar um lado da personagem que nunca foi mostrado antes, sua dor em relação à morte do irmão e agora do grande amigo. Não foi só Arizona quem desabafou no episódio, chegando ao fim da temporada e Lexie finalmente conseguiu se declarar para Mark, nesta declaração não foi só ela quem se sentiu mais leve, durante toda aquela cena eu fiquei tonto/assustado de tantos “EU TE AMO” que ela disse. Espero que Mark saiba reconhecer o esforço que ela fez, chutando a oftalmologista (nada contra ela).

Vamos agora a melhor parte do episódio, os testes. Foi pura tensão, desde o primeiro momento, ou primeira fase, todos estavam nervosos, até Cristina como deusa que é. Karev conseguiu chegar, não a tempo da primeira etapa, mas arrasou nas restantes e ainda deu um sermão para os avaliadores. Mer foi foda, se segurou nas duas primeiras e na última colocou tudo pra fora, literalmente. Avery e Kepner depois de uma rapidinha no banheiro, ficaram mais aliviados para a última, mas antes Jackson se segurou, contrário de Kepner que fez rodízio de pizzas e ainda gritou com seus avaliadores.

No final foi gratificante saber que todos estes anos em residência finalmente eles conseguiram passar. Clima de comemoração, todo mundo feliz (devo confessar que pulei com Avery e Yang), mas depois fiquei triste por Kepner, é uma personagem complicada, em algumas situações faz rir (exemplo claro foram os testes) e em outros nos fazem odiar de tamanha lerdeza, mas no fim nenhum deles merecia reprovar, claro, minha opinião.

OBS1: Não tivemos Diva Zola, só uma referência, mas presenciamos sua fiel companheira Diva Sofia, linda e educada em sua refeição matinal.

OBS2: Ri muito alto dos atendentes juntos na mesa e observando os supostos novatos cheirando pão e sendo metidos de nariz em pé.

OBS3: Derek seguiu o conselho de Bailey, ficou cheio de metáforas durante o episódio. Guardem isso “O teste é um espelho”.

OBS4: Ri muito nos testes de Cristina, ela arrasou e ainda discutiu com o avaliador que era médico nos tempos onde se iluminava a sala de cirurgia com velas. Ri berrando.

Comentários

  1. Foi supreendente o que fizeram nesse episódio na minha opinião.
    Todos tiveram as últimas fases conturbadas, fazendo parecer que qualquer um poderia reprovar.
    Todas as entrevistas foram bacanas, mas a que mais me gostei foid e Yang, quando o avaliador fala no final que agora pode se aposentar.
    Mark ficou com cara de bobo nesse episódio...rsrs
    Agora resta saber quem e quem sai do Seatlle Grace Hospital, Kpener já era, fiquei com pena dela, mas sei lá des certa forma um pouco aliviadade, porque talvez ela sai do seriado(que maldade não? rsrs)

    Assisito os episódio e sempre fico esperando os reviews, parabéns ao site.

    ResponderExcluir
  2. Grey's sempre nos surpreendendo né?! Também fiquei com pena de Kepner, e igual a você senti um alivio, só de saber que ela pode sair, não tenho ódio mortal dela, é porque desde sua chegada ela nunca fez nada para merecer nossa confiança e simpatia. A entrevista de Yang foi a melhor ri muito com ela.. Mark ficou com cara de bobo por possíveis três motivos. 1- Ele se surpreendeu ao ver que Lexe ainda gostava dele. 2- Ele se surpreendeu porque finalmente ela se declarou. 3- Ele se surpreendeu porque sua namoradinha estava por perto. Acredito que seja um mix do 1 e 2, mas ele ficou com cara de bobo bem hilária.
    Muito obrigado, também fico ansioso por seus comentários, sempre bom ter leitores fiéis. Abraço.. =D  

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …