Pular para o conteúdo principal

Fringe "Brave New World Parte 2" Season Finale


"Todos somos dispensáveis no despertar da criação" - Jessica Holt 

A frase que simboliza a 4ª temporada de Fringe dita por um peão, uma simples peça do tabuleiro de xadrez de William Bell. 

Fenomenal. Aula de responder mistérios com relevância, sem forçação de barra e encaixando-os perfeitamente aos assuntos recorrentes de toda a série. 
Emocionante. De uma forma coesa, sincera e relevante. Um momento onde até uma pedra se entrega e se derrama em lágrimas. Entendendo o que está acontecendo, mas não aceitando. Torcendo para que seja revertido, não acreditando, mas revertido. Mais uma vez de forma coesa, respeitando a trama. 

A todo momento, uma questão pairava no ar. Quais as intenções de William Bell? Apesar de claras, ainda era uma incógnita, pois, não sabíamos se Bell era vilão ou não. Se eram boas ou más intenções. E eram realmente, más. Bell é sim, o vilão de Fringe em nome da ciência. Talvez a criação de outro universo fosse algo necessário para resolver os mistérios, mas vimos que não. Bell seguiu as "recomendações" de Walter. A raiva de Deus. Seu filho morto duas vezes. A ira dos cientistas, capazes de eliminar toda a humanidade dos dois universos. Um universo novo, que seguiria as suas regras, sem a presença de humanos. 


A "arca de Bell" tinha de tudo, menos humanos. Walter e Bell seria os únicos humanos a viverem no novo mundo e possivelmente, Walter morreria de velhice e Bell de câncer, mas Bell não contava com "Adão e Eva". Atrapalharam-o, mas quem salvou mesmo os universos foi deus. O deus Walter Bishop. Não tinha o que fazer, ou melhor, tinha. Bell não contava com a artimanha e coragem de Walter. 

Bell trabalhou duramente para chegar onde chegou e teve como presente, a presença de Walter como testemunha do "admirável mundo novo". Perspicazmente, como sempre, Walter mete uma bala na cabeça de Olívia, para o nosso desespero. "Olívia tem que morrer". Naquele momento, pensei: "Teve mesmo que morrer". Infelizmente, September estava certo. Seria o sacrifício necessário para salvar bilhões de pessoas. Seria aceitável, mas não estávamos aceitando. Em um jogada de mestre dos produtores, Walter divulgou um adendo que salvou a vida de Olívia. Poucos segundos eram cruciais para o futuro da ativadíssima Olívia. Na cena mais emocionante de toda s série, Walter faz uma mini-cirurgia e retira a bala de sua cabeça. Pronto. Olívia tem que morrer que nada!!! Está viva e está... grávida. Claro que num futuro próximo, poderá ser morta, mas não sem dar a luz primeiro a Etta. Isso não estava encaixando. Olívia e Peter tiveram um bebê como vimos no futuro e ela não poderia morrer antes disso. 

O season finale de Fringe finalizou os acontecimentos referente a temporada, quiçá de toda a série até o momento. As informações de que filmariam dois finais para essa temporada, procede. Houve um fechamento. Houve um final feliz. Não sei como seria feito ou como dariam uma conclusão para a série caso fosse cancelada nessa temporada, mas, com certeza, não deixariam um cliffhanger vago como aquele. 


"Temos que avisar os outros. Eles estão vindo." Não atrevo-me a já especular a frase que serviu para dar início uma quinta e última temporada. No momento, não tenho "miolos" suficientes para isso. Quem sabe num futuro post. Podemos imaginar mil coisas, mas a chance de estarmos errados é imensa em se tratando de uma série como Fringe, cujo, prega-nos uma peça a todo instante. 

e mais:
  • Vimos como September foi baleado. Por Jessica a mando de Bell. Não para simplesmente matá-lo. A destruição dos universos, já faria isso, mas para ativar ainda mais Olivia. 
  • Walter teve pedaços de seu cérebro retirados não por estar se transformando num "Walternativo", mas sim, pela ideia do poder de criar outro universo.  
  • As atuações de Jonh Noble são sempre exaltadas, mas nesse episódio, o destaque maior vai para Joshua Jackson. Como cresceu o ator. Impecável. Que bolachada foi aquela na cara que Joshua tomou. Que cena fantástica! 
Fim de temporada. Nos vemos nas reviews da temporada final de Fringe em Setembro. Obrigado a todos pelos acessos, leituras e comentários às reviews de Fringe.

Nota: 10/10

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…