Pular para o conteúdo principal

Fringe "Brave New World Parte 1" 4x21



e agora? 

Após a separação dos universos, restávamos saber, qual desfecho a temporada iria tomar e como a divisão Fringe agiria para deter a pessoa por trás de toda as catástrofe nos universos. O vilão da série até então, David Jones. A agulha no palheiro de toda essa guerra. Sempre comentei nas reviews que tinha alguém por trás de Jones. Sempre eliminei a possibilidade de William Bell, pois, o ator Leonard Nimoy anunciou a muito tempo a sua aposentadoria, mas não deixou de ser sempre a minha primeira opção. O personagem poderia voltar na série, é claro, mas na forma como vimos em temporadas passadas - em animação ou assumindo o corpo de alguém, como ocorreu com Olívia. Vimos Bell preso no âmbar em "Letters Of Transit", mas aquilo poderia ter sido feito por computação gráfica. Não foi. Leonard Nimoy voltou a atuar. Para a minha surpresa e para noooosssa alegria. O personagem de Nimoy é fundamental na série. Sempre é mencionado e muitas vezes os produtores devem fazer modificações devido a ausência do ator. Felizmente o ator está de volta, ajudando a dar um desfecho nessa temporada, quiçá da série. 

O episódio começou morno, parecido com aqueles dedicados a um evento Fringe. Não seria possível que na primeira parte de um season finale, Fringe não tocaria afundo na "ferida aberta". Claro que iriam afundo. Foram mais fundo do que imaginava. O evento Fringe serviu para desmascarar William Bell. Claro que Walter iria relacionar aquela grande engenhoca na escada rolante à Bell, mesmo tendo negligenciado o trabalho de Jones. Claro também que Bell sabia que isso iria acontecer. Bell está sempre um passo a frente. Ele sabia que a ameaça de destruição de Boston iria servir apenas para ocupar o tempo da divisão Fringe, além de é claro, servir de plataforma para o sacrifício de Jones. Todos esperavam que a caça aos Bishops seria o próximo objetivo de Bell, mas não. Ele não quer eles mortos. Ele quer (parece) um novo universo e não desistirá disso nunca. Motivos pelos Bell tenha "virado a casaca"? Não faço ideia. 


Mas faço ideia do motivo de Bell não estar morto. Como vimos na temporada passada, Bell se sacrificou pela divisão Fringe, pois, sua morte já era aguardada por ele, devido a seu estado de saúde. Sacrificou-se. Como estamos em uma time line modificada pela ausência de Peter, Bell não teve a oportunidade do sacrifício, devido as mudanças ocorridas, porém, sua saúde debilitada, manteve-se. De algum jeito, ele conseguiu se curar, dando origem a um novo William Bell. Como disse acima, os motivos são um mistério, mas ainda acredito no caráter de Bell. Talvez, ele não esteja com más intenções com os universos - mesmo destruindo-os - e suas ações poderão serem justificadas no final. Será? Acho que não. Só viajando, mas não descarto nada. 

Temos que relembrar o que foi dito em "Letters Of Transit". Alguns fatos ocorridos nesse episódio encaixam com os acontecimentos do futuro. São eles: 
  • Olívia e Peter panejando a vida conjugal. Berçário é discutido. Ótimo! Etta vem aí. 
  • Walter leva uma mágoa de Bell por algo que tenha feito a Olívia. Estamos começando a descobrir o porquê. Deverão entrar nesse assunto no próximo episódio. 
  • Astrid leva um tiro no final do episódio. Claro que ela não vai morrer. Vimos-a no futuro. Simples assim. (ou não)
Não dá pra terminar sem comentar os novos velhos poderes de Olívia. Vimos em "The Day We Died" a consciência de Peter sendo levada a 2026, mostrando-nos como seria a "vida" caso os universos continuassem em guerra. Lá, deparamos com uma Olívia que sabia com perspicácia controlar seus "poderes". Depois Walternativo mete uma bala em sua cabeça. Ótimo ver Olívia se redescobrindo, mesmo, contra sua vontade. Não espero que seja uma super-heroína, longe disso, mas seus poderes deve ser usado em algo bem mais importante, suspeito. Isso iria acontecer alguma hora. Já estava até demorando. Sua ajuda a Peter foi preponderante para não apenas salvar seu amor, mas manter os planos de Bell a salvo. 


A primeira parte do season finale foi lenta, mas importantíssima. Fundamental para ajeitar as coisas para o desfecho final. Um "Admirável Mundo Novo" deve surgir de qualquer maneira. Fundindo os universos para a criação de outro ou mantendo os dois universos bonitinhos, sem a ameaça de destruição. Claro que fico com a segunda opção, principalmente com a dica dos produtores, apesar de ser ambígua. Admirável. 

PS1: Só isso Rebecca Mader? =(

PS2: Teoria para o season finale: Como Bell se tornou o vilão de Fringe? (se é que ele será o vilão mesmo). Vimos que Bell sempre esteve a beira da morte, porém sua morte foi um sacrifício. É certo que a ausência de Peter influenciou de alguma maneira no "ressurgimento" de Bell. O que será que aconteceu para que Bell conseguisse vencer a sua doença e se tornar o vilão de Fringe? Acredito que ele é mesmo vilão, pois, caso contrário, não receberia Astrid e Walter a balas, mas a possibilidade de estar agindo a favor, também é muito grande. O ponto que desencadeou essa situação que intriga-me.

Nota: 10/10

Comentários

  1. Mas... você dá nota 10  pra todo episódio de Fringe?! Bizarro, a série e boa, mas nem todos merecem essa nota não...

    ResponderExcluir
  2. Desde que comecei a dar notas aos episódios, realmente só dei nota 10 aos episódios de Fringe. Nos últimos quatro episódios, especificamente. Mas houveram episódios nessa 4ª temporada que eu não daria nota 10. Muitos iriam variar entre 8 e 9, mas sinceramente, não consegui dar menos do que 10 nos últimos episódios, pois, pela qualidade da série, ela já tem uma nota de partida bem alta. Olha que eu não sou muito de dar nota alta. Confira nas reviews de outas séries. Abraço

    ResponderExcluir
  3. Minha maior curiosidade é sber os motivos de William Bell.
    Nesse episódio fiquei com pena de Walter, nem queria acreditar nele sobre William,,

    E  o universo B, será que aparce no úçtimo episódio? rsrs

    ResponderExcluir
  4. Episódio foda, fantástico, muito bom, ótimo não tenho adjetivos pra definir, não se define a série com palavras.. Não esperava isso, pra min Jones era o grande vilão, mas na verdade era o segundo, ERA mesmo, que morte linda.. heheheh maligno. Bell que filho da mãe, adorava o personagem, porque ele está fazendo isso?! Espero mesmo que ele tenha um belo motivo. Alex não pode morrer, Walter é muito engraçado, ele sempre erra o nome de nossa Astrid mas o da B ele nunca errou, pensei que ele iria falar o nome dela, mas não foi desta vez, quem sabe na finale, coisas fantásticas acontecem. Será que ele vai usar aquele bolo de cérebro de porco pra curar Astrid.. Ela foi foda chutando a arma do cara e protegendo Walter, não brinca em serviço.. Agora só resta esperar pela season finale, que vai ser de explodir pessoas.. Estou abrindo uma empresa de limpeza de cérebros na parede, vou lucrar muito, pq essa finale vai ser FODAA.. Fabio, que review ótimaaaaa.. muito bom.. Está de parabéns.. =D

    ResponderExcluir
  5. Diego vou contratar sua empresa....porque acho que o meu vai ser um a explodir nessa finale.
    Já começou a inchar nesse episódio,  Fabio parabéns pelo review, Fringe eternamente!

    ResponderExcluir
  6. Pode ligar, numero é 000-000, mas tem que ser antes de rodar a season finale.. heheheheheh Fringe eternamente 2.. 

    ResponderExcluir
  7. Meu, que episódio!! 
    Leonard Nimoy me surpreendeu, não imaginaria que Belly voltaria... Foi um Episódio da PQP'kkkkkkk Astro não pode morrer, meu coração pesou junto com o dela... Também senti muita pena do Walter... Jones morreu final mente \o/, ele era muito chato minha gente'^^ E a Olivia e o Peter fazendo planos... so cute *.*
    Essa finale promete oh se promete...
    Ótima Review Fábio, até a próxima. ;)
    Ah e Diego já tbm estou garantindo teu serviços viu?!"rsrs Tu vai ficar rico rapaz!!!!'kkkk =D

    ResponderExcluir
  8. Acredito que a personagem da Rebeca Mader estava lá para ativar a Olivia. Faz parte dos planos de Bell. Vejamos.

    ResponderExcluir
  9. Hahahaha Plano perfeito pra quem quer ser rico.. hehe Estou prevendo bilhões para a series finale.. =D

    ResponderExcluir
  10. Nada supera a Olivia brincando de "Nintendo Wii" com o Peter. kkkkkkk
    Também adorei o episódio, mais fraco do que o da temporada passada, mas isso indica que o último vai ser fod...
    Teorias: Eu acho que o Bell consegue juntar os dois universos usando a Olivia, será? Porque o futuro parece uma mistura dos dois universos, alguns aparelhos do lado B, com outras coisas do lado A (como o café).
    Talvez ele saiba que uma hora os universos vão entrar em colapso e a única forma de ajudá-los seriam juntando os dois...
    Então talvez ele consiga juntar os universos, quem sabe. Também posso estar viajando kkkk
    Não consigo acreditar que as intenções do Bell são malignas, aguardar pra ver...
    Fábio, ótima review! E até agora concordo com suas notas em Fringe, os últimos 4 episódios são 10 na certa!

    Os produtores devem ter u$ado muita per$ua$ão para que o Nimoy saísse da aposentadoria kkkk

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …