Supernatural - 7x18 - Party on, Garth!


Antes de qualquer comentário sobre o episódio, vou fazer um parenteses para comentar algo que, para mim, foi uma boa notícia. Sera Gamble deixará o posto de showrunner da série. Ela resolveu (sabiamente) não renovar o contrato com a CW para produção de mais uma temporada de Supernatural. Decisão certa, ao meu ver, já que a sexta e a sétima temporadas tem sido campeãs de reclamação dos fãs da série. Jeremy Carver é o nome mais cotado para ocupar o lugar de Sera, ele ja participou de Super entre 2009 e 2010 e atualmente é produtor executivo e showrunner de Being Human, da Syfy. Ele atuará ao lado de Robert Singer (sim, o nome do Bobby foi inspirado nesse cara) que é co-produtor executivo de Super. Isso tudo aponta para uma oitava temporada de Supernatural, inclusive Jared Padaleck (também conhecido como Sammy) declarou recentemente que esta confiante na renovação do seriado. Desejo a Sera toda sorte do mundo em seus novos projetos, mas que isso seja bem longe de Supernatural. Nosso querido Eric Kripke continua sendo consultor especial da série. Agora é torcer para que se houver renovação que o nível da série volte a subir, porque desse jeito ta dificil.

Falando em dificuldades, vamos ao episódio. Foi legal, foi bom e foi obscuro (Principalmente o começo na floresta), mas está longe de acrescentar algo na trama principal e olha que já estamos na reta final da temporada! Tudo começa quando os filhos do dono de uma cervejaria começam a morrer de formas estranhas e tudo aponta para um "monstro invisível", mas os irmãos Wincester não são os primeiros a chegar lá - na verdade, eles foram chamados como reforço por Garth. Você deve se lembrar dele do episódio em que Sam pira e se casa com Becky. Pois bem, Garth primeiramente acredita se tratar de um fantasma e ele, como o ótimo caçador que é, ele queimou os ossos e achou que o problema estaria resolvido. Errado. Sem outras pistas decentes, ele liga para os irmãos Winchester e pede ajuda, claro que a dupla vai até a cidade e ajuda a desvendar o caso... A responsável pelas mortes era uma entidade chinesa do álcool e ela só é visível pra quem está alcoolizado (vulgo: bêbado). Agora imaginem vocês Sam e Garth completamente chapados tentando caçar a criatura enquanto Dean está sóbrio com uma espada samurai tentando matá-la sem sequer conseguir vê-la. Bem, no fim Dean mata a criatura e todos ficam felizes. Essa história, pra mim, não foi a história do episódio, foi apenas uma distração para o que acontecia que era realmente importante.

Alguns textos atrás falamos muito sobre Bobby e a possibilidade de ele ter se tornado um fantasma e estar rondando os irmãos. E sim, eu estava certa. "Mas como, Camila? Eles cremaram o corpo!". Ah vá... Sério? Deixe-me explicar uma coisa, pequeno gafanhoto, guarde isso na memória para não se esquecer nunca mais: Nem só de corpos vivem os fantasmas, eles também ficam presos aqui na terra caso haja qualquer objeto com seu DNA. Já vimos fantasmas que ficaram por tufos de cabelo e até uma luva e caso vocês estejam com a memória fraca, lembrarei-os que Dean tem uma garrafinha velha e surrada que pertencia a Bobby. Alguma chance de ter uma ligação aí? Claro que sim! Na última cena vemos Bobby desolado, sem conseguir fazer contato com os irmãos. Bobby, você não é um fantasma muito eficaz... Até o Dean ficou como fantasma no primeiro episódio da segunda temporada e jogava copos por aí, se vira!

Episódio foi bom, mas poderia ser melhor. Já estou ficando agoniada com tanta coisa em aberto e tão pouco tempo pra fechar tudo. Por favor, Sera.
Tecnologia do Blogger.