Qual é a de The River?


Teve quem adorou, teve quem odiou... 

A verdade é que The River veio com a proposta de ser a nova série de terror e isso ela cumpriu. Ok, não foi a coisa mais aterrorizando que já apareceu na tv, mas teve mais altos do que baixos na minha opinião. Na verdade, as maiores críticas vieram pelo formato como o programa era filmado, a maioria das pessoas (inclusive eu) acharam que iria se tratar de um mockumentary (ou seja, um falso documentário), com câmeras em primeira pessoa, gravados pelos próprios participantes, estilo Cloverfield. Não foi isso que aconteceu, claro que a maioria das cenas foi assim, mas não todas, havia câmeras fixas e tomadas aéreas também. Claro que as câmeras em primeira pessoa foram uma ótima forma de criar um climax em vários episódios, afinal a gente só via e ouvia o que eles viam e ouviam, ficava aquela tensão de "o que será que tem atrás das árvores", mas convenhamos que a proposta nunca foi essa.

A série conta a história do desaparecido Dr. Emmet. Ele é um daqueles exploradores malucos que viaja o mundo com uma equipe mostrando a natureza e os animais. A diferença dele para os outros apresentadores é que ele busca a magia da natureza e isso não é figura de linguagem para falar das maravilhas naturais, ele quer magia de verdade, do tipo andar pelas paredes e fazer fogo com as mãos. A história toda começa quando ele e toda sua equipe desaparecem em plena Amazônia. Isso mesmo, eles estão no Brasil, o problema é que, aparentemente, pesquisa não é o ponto forte de roteiristas americanos e eles colocaram todo mundo pra falar espanhol. Ok, ok.. Vou fingir que não me importo com isso e continuar a review... Mas que foi uma grande sacanagem, isso foi...

Após meses desaparecido e já declarado morto, o sinalizador que eles sempre levam nas viagens aparece no radar e renova as esperanças da família. Eles resolvem então fazer uma expedição para encontrá-los e formam uma equipe com a esposa abandonada, Tess, que tenta de todas as formas manter a família unida; Lincoln, o filho que não se dava bem com o pai, mas resolve procurá-lo pois afinal, ele é sua família; Clark, o produtor do programa, que era amigo de Emmet, mas "resolveu" não ir a essa ultima expedição; Lena, a filha do cinegrafista e amigo de Emmet que está lá para procurar o pai que ninguém se lembra, já que estão todos preocupados com o apresentador; dois cinegrafistas, um deles morre e eu não me lembro o nome do outro; Emilio e Jahel, pai e filha, que navegavam com Emmet e são moradores locais e, por último, Kurt, o segurança que foi contratado por conhecer a Amazônia e ser o único que topou navegar pelo Boiúna.

Eles enfrentam demônios, fantasmas e criaturas de lendas não só amazônicas, mas um misto de mitologias. Um dos episódios mais assustadores foi o segundo, quando lidam com um fantasma de uma criança que morreu afogada e havia uma árvore montada para ela cheia de bonecas e ursinhos... Todo mundo sabe como bonecas são assustadoras! Bonecas velhas penduradas em uma árvore provoca calafrios...

Se você pretende assistir a série, pare de ler o texto pois agora vou comentar coisas importantes e que estragariam a série pra quem quer conhecê-la. Só digo uma coisa, prestem atenção nas libélulas azuis.

Pois bem, ao contrário do que eu pensei, eles não encontram o Dr. Emmet no último episódio, ele foi encontrado no penúltimo. No último episódio o destaque foi o personagem que esteve presente o tempo todo, que amedrontou os navegadores e é ícone de muitas lendas: o Boiúna. Ao contrário do que se pensava, Boiúna não é apenas o nome do rio, é o nome de um demônio perigoso da mata amazônica responsável pelas coisas mais sinistras que acontecem por lá. Bom, vamos do começo. Lincoln, leva um tiro no pescoço para salvar o pai e acaba morrendo, mas, no melhor estilo Supernatural, ninguém fica morto por lá também. Depois de uma macumba/invocação do espírito Boiúna feito pela Jahel (que tem o dom de conversar com espíritos), Lincoln volta a vida, mas ele está um pouco diferente. Logo descobrimos que ele está possuído por Boiúna, que mata o responsável por atirar nele (o câmera de Emmet que foi encontrado pela equipe de resgate depois de ter ficado enforcado na árvore por dias e continuado vivo e, claro, ele culpou o dr. pelo ocorrido e quis vingança). A cena do exorcismo é bem feita, Lincoln se contorcia em cima da mesa que foi amarrado e praguejava contra todos, tentando atingi-los de alguma forma. Mas como todo final de série, tudo acabou bem e Lincoln foi liberto pelo espírito do Boiúna que fugiu deixando todos em paz. Ou será que não? Na última cena da temporada vimos o rio mudando e, sem sinal de GPS e mapas para tirá-los de lá, dificilmente eles sairão da floresta.

Por enquanto não há notícias de uma nova temporada, mas se a ABC não renovar o contrato, a Netflix já manifestou interesse em comprar a série.
Tecnologia do Blogger.