Pular para o conteúdo principal

Game of Thrones - Season Premiere - 2x1 "The North Remembers"


Olá leitores, meu nome é Rogério de Souza, tenho 26 anos, sou Designer e casado com a colunista (produção posso chamar ela de colunista do site?) Camila Geraldi, que escreve sobre as séries de Terror. Somos um casal viciado em seriados e coisas nerds em geral e eu em particular, sou extremamente apaixonado por Game of Thrones (ou As Crônicas de Gelo e Fogo no título original), tanto que ela não agüenta mais me ouvir falando das coisas de Westeros. Então, ela sugeriu que eu escrevesse aqui no site sobre a série (quem sabe assim eu paro de encher a cabeça da coitada? hehehehe), mas até que é uma boa idéia, trabalho com imagens e não sou lá muito bom escritor mas vou fazer o meu melhor!

Antes de começar a falar da premiere de GOT, quero pontuar algumas coisinhas. Estou no terceiro (e grandioso, nos dois sentidos) livro da série, comecei a lê-los após assistir a série 2 vezes e gostei disso, pois acredito que a série tornou os livros muito mais visuais, servindo como "template" para imaginar aquilo que ainda não estava nas telintas. Além disso, acredito que isso me preparou para entender as diferenças nas linguagens de ambos. Os livros são de uma sutileza absurda, pequenos pontos que tornam-se importantes ao decorrer da história, porém na TV não temos tanto tempo assim para mostrar essas "sutilezas", ia ficar muito monótono e chato. Acompanhando os dois mundo, vou fazer de tudo para escrever sob uma linha tênue entre os dois meios, respeitando, elogiando e criticando pontos do livro e da série e se achar necessário, colocarei (devidamente sinalizado como ÁREA DE SPOILER SOMENTE PARA QUEM LEU) um parágrafo com observações de fatos futuros dos livros, isso porque estou muito preocupado com o ritmo que a série apresentará com apenas 10 episódios contando as histórias do livro 2 (A Fúria dos Reis, maior que o primeiro) e acrescentando coisas já do terceiro livro (A Tormenta das Espadas), por um lado pode ficar corrido demais, porém por outro pode trazer a cada episódio um trecho importante e impactante, enfim vamos falar da premiere da segunda temporada de Game of Thrones.

Outra coisa importante para falar é a complexidade (e não estou me vangloriando de ter encarado o desafio) de escrever sobre a série, nesse primeiro capítulo eles condensaram mais ou menos umas 150 páginas do livro, ou seja, o episódio tem 50 min e a cada 3 ou 4 temos uma mudança total de cena, personagens e contexto. Por isso torna-se inviável falar de todos os momentos e detalhar cenas que vocês possivelmente já viram, afinal acredito que este seja um espaço para comentarmos o que achamos sobre o que acabamos de assistir.

Bom vamos lá, caminhando, caindo e levantando.

Após aquela recapitulação básica da temporada passada entra a abertura da série e aí começam as maravilhas da multiplicação de idéias através dos meios, os lugares descobertos em um dos livros são adicionados no mapa do livro seguinte, e a HBO seguiu acrescentando a Pedra do Dragão na abertura, lindo, perfeito, mostrando o quanto eles estão respeitando os leitores, ponto pra eles.

Logo após a cena em que os lordes menores do norte estão levando suas reclamações para o seu suserano, o lorde de Winterfell que no caso é o Bran, houve um corte extremamente seco pulando para a "visão de um lobo" que se revela como um sonho do garoto Stark. Achei muito desesperado esse corte, achei realmente um indício de desespero cortar assim, poderiam ter jogado uma cena que acabava mais devagar para então entrar esta. Já os cortes focando o cometa foram animais, aproveitaram a introdução dele para linkar a cena de Bran na floresta, da Daenerys no deserto e a da Patrulha da Noite chegando na aldeia do Craster.

Então vemos um dos dragões na cena da Khalessi, estão tão bem feitos quanto no fim da primeira temporada, mudaram a empresa de efeitos especiais mas a qualidade, por enquanto continua perfeita.
Chega então a hora de conhecermos novos personagens: Melisandre, Davos, Meistre Cressen e Stannis Baratheon. Está é a cena da qual saíram as primeiras fotos, Stannis entrega as estatuas dos sete deuses em sacrifício ao Deus da Luz queimando-as na praia sob a orientação de Melisandre. Eu gostei muito do Davos, Lian Cunninghan encaixou perfeitamente nele, um homem com aspecto de forte e inteligente, porém humilde que sabe de sua descendência, Stannis também está bem representado com seu ar de orgulhoso e arrogante, porém perdido cego, vejo Stannis como um cavalo que só consegue olhar para frente e o ator Stephen Dillane deu esta cara para ele. Já Melisandre eu esperava alguém mais sedutora, algo como a bruxa/prefeita de Once Upon a Time, alguém com mais olhares ela está muita mais sacerdote do que Melisandre, sempre vi a personagem com um ar mais sexo.

Chegamos no diálogo mais espetacular do episódio, onde Robb vai ao encontro de Jaime na cela, o Regicida ataca com seu sarcasmo peculiar porém fica manso com a chegada do lobo gigante, e bota gigante nisso!! Adorei ele e como aparentou selvagem e obediente ao mesmo tempo, volto a falar os efeitos estão espetaculares.

Mais um diálogo e cena que se destaca no episódio é a da Cercei com Mindinho, um show de interpretação e clímax, ali realmente vemos "o jogo".
Gendry, vamos esperar pelo segundo capítulo… que por sinal já vazou! PARA NOSSAAAAA ALEGRIA! :D

No geral a premiere foi muito boa, assim como a série vinha sendo trabalhada. Porém achei muito, muito rápida e desesperada. É difícil adaptar tão bem um livro tão grande, acho que este vai ser o ritmo daqui pra frente, por um lado muitos irão gostar por trazer os principais acontecimentos rapidamente, mas por outro lado a série perde em muito o drama, por exemplo: a dor de Catelyn que perdeu o marido e teme pelo seu filho que está guerreando e "suas filhas" prisioneiras e o cansaço dos homens da patrulha da noite que para chegar no Craster andaram muito, na série pareceu que foram na esquina.

Bom, este é o começo, vamos ver o que vai acontecer daqui a diante.
Espero que tenham gostado, um abraço a todos!

Comentários

  1. Muito bom velho! Sério continue a escrever!


     


    Vamos aos pontos:


    Stannis <- Não achei que encaixou, pensava nele com um
    aspecto do


    Tywin Lannister, porém acabado e fraco.


    Melissandre <- fui na mesma que você, esperava uma ruiva
    super sexy e sedutora, mas a atriz não passou nada disso.


    Bran <- o sonho do guri ficou excelente! A câmera dando
    aquela movimentação do olhar do lobo, nossa.


     


    Concordo que houve cortes muito estranhos e achei o eps meia
    boca, por algum motivo que não sei explicar.


     


    Pelo que fiquei sabendo a terceira temporada será dividida
    em duas partes pelo livro ser muito grande.


     


     


    Abraço e continue assim!

    ResponderExcluir
  2. Em primeiro lugar: Parabéns!

    O primeiro texto é sempre o mais difícil, agora vai ser mais tranquilo... Prometo! rsEm segundo, cade o John? Não não não... só vejo a série por causa do John e se ele não aparecer em todos os episódios eu não vou assistir! Brincadeira ;x
    Ainda não vi o episódio, só vim dar parabéns pelo primeiro texto.

    Beijo

    ResponderExcluir
  3. AAAHHHHH sua boba ele aparece sim rapidinho, mas como eu falei vou comentar o ep no geral e as coisas importantes, ele apareceu só pra levar bronca e ser chamado de menina hehehehhe...

    Daru esse é o problema já irão começar a colocar coisas do terceiro aqui na segunda temporada e acho que a coisa estranha que você sentiu é a correria do episódio... espero que nem todos sejam assim, pois não há Game of Thrones sem uma carga emocional.

    Abraço a todos e obrigado pelo apoio!!

    ResponderExcluir
  4. Para um primeiro episódio está bom. Só vai dar mesmo para avaliar a adaptação a partir dos próximos episódios.
    Gostei também que a série deu sinais que vai dar uma mexida na trama, em relação ao livros. Pois, mesmo leitor fanáticos pelos livros que sou, sou de acordo que a HBO modifique a trama para que o seriado tenha um tensão e identidade própria, porque nem tudo que funciona nos livros vai funcionar na tv.
    Para mim, adaptação só serve para agente visualizar os personagens principais e os ambientes que as historias se desenrola. 
    Não é necessário que a história seja a mesma, senão vai ficar chato.
    Bom trabalho,
    Até mais, galera!!!!!

    ResponderExcluir
  5. PARA NOSSAAAAA ALEGRIA! KKKK Adorei!Muito bom seus comentários. Vou confessar que acho GOT um porre, mas acredito que é porque eu não entendo porcaria nenhuma de nada kkkk. Produção, estrutura, elenco, efeitos especiais,... tudo excelente, mas eu ainda não curto a mitologia. Espero com seus textos entender mais sobre a série, mas acredito que só vou me apegar mesmo, lendo os livros. Já estou providenciando rsParabéns pela estreia e seja bem vindo ao VS O/

    ResponderExcluir
  6. Muito bom o a sua estréia, não sou fã de desse seriado mais ficou muito bom o texto...

    ResponderExcluir
  7. É, só saberemos mais pra frente como a coisa vai se desenrrolar, acabei de ver o ep 2 e achei... bom deixa pro próximo release... ahuhuauahuha

    Djalma, acho bom mudarem algumas coisas também, mas acho que os livro tem uma carga dramatica que faz a história ser o que ela é hoje e isso não pode ficar para tras... por isso fiquei chateado com a correria do ep.

    Fábio... leia meu amigo... leia, mas saiba que o caminho é irreversível... :D

    OBS: Realmente o EP 2 é uma putaria :D auhhauuhahu... posso colocar imagens +18 no topo do post?? ahhahuauhhuahua

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

A Fantástica Última Temporada de The Killing

(Com spoilers)

Uma aula de como encerrar uma série.
The Killing recusava a nos deixar. Sofreu dois cancelamentos e foi resgatada duas vezes. Lutou contra os números de audiência, única coisa que interessava para o AMC, e conseguiu sobrevida graças à sua qualidade, prontamente reconhecida pelo Netflix. Ajudou na produção da terceira temporada e bancou sozinha a sua quarta, pois, felizmente, acreditou na série e não nos deixou órfãos, depois daquele excepcional cliffhanger.
Terminamos a terceira temporada presenciando Linden matar cruelmente (e merecidamente) Skinner, aos gritos de "NÃO" de Holder. Tempos depois fomos noticiados que não veríamos mais nada além daquilo, pois o AMC decidiu cancelar a série, fato que trouxe muita tristeza para o seu telespectador. É uma crueldade que fazem com o telespectador, mas é, infelizmente, uma prática comum na TV, pois não respeitam nada além de lucro, e deixam de contar uma história sem mais nem menos, se lixando para seus clientes. 
E a …

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…