Pular para o conteúdo principal

Fringe "Worlds Apart" 4x20


"O universo é a mudança. A vida é o que o pensamento faz dessa mudança." Marco Aurélio/Walternativo

Depois de um bombástico "Letters Of Transit" onde a série praticamente mudou a nossa visão, tocando o terror e mostrando-nos o terrível futuro que poderá vir, Fringe retorna aonde tinha parado. A busca incessante de proteger os universos de David Jones. Em uma tensa sequência de acontecimentos, terminamos o episódio, não temendo pelo futuro, mas pelo presente que os assola. Subestimaram o terrorista com vontade de ser Deus e agora, foram obrigados a separarem a ligação dos universos para detê-lo temporariamente. Contudo, não dá pra chorar ainda. Nada ainda está definido. 

Diferente da temporada passada, onde os Universos estavam em guerra, a 4ª temporada foi plataforma de intensa harmonia. Motivo? Mais uma vez, Peter Bishop. Na atual conjuntura, ambos "Walters" perderam seus "Peters" na infância, sendo assim, eliminaram os motivos da ira de Walternativo vista na temporada passada. Os Observadores deixaram bem claro. Teriam que se unir para curar as feridas em ambos os universos. Estavam conseguindo, mas naquele momento, eles não contavam com David Jones, a pessoa que separaria os universos. 

Mais uma vez a divisão Fringe esteve um passo atrás de Jones. Em mais uma jogada perspicaz, ele fez tremer os universos e dessa vez, com a ajuda das cobaias de cortexiphan. Seus verdadeiros objetivos foram claramente debatidos. Jones quer criar outro universo e destruir os atuais. A "arca de noé" mostrada em episódios anteriores agora faz todo sentido. Pretende começar do zero, porém, falta saber o porquê da sua ira. Não acredito que seria apenas devido seu passado na Massive Dynamic. 


A divisão Fringe tentou, mas não conseguiu detê-lo. "Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come". Mas ainda acredito - apesar de terem dito o contrário - que possam reverter essa situação. Sabemos que tudo é possível na série e eu sempre torço por um final feliz. Continuaremos acompanhando o Universo B, porém, sem interação com costumamos acompanhar. Não é o fim do lado de lá. Ainda não. 

A máquina foi desligada e Peter não sumiu. Todas as teorias de reversão ao mundo que conhecíamos, foram por água abaixo. A forma de parar David Jones tem menos um item para se contar.

Chegamos a reta final. Semana que vem inicia-se o season finale com a primeira parte de "Brave New World". Felizmente, como todos já devem saber, a série foi renovada para a 5ª temporada, porém, será a última. O lado bom é que não correremos o risco de ter uma série foda como essa, ser terminada sem um final digno, mas por outro lado, bate a frustração de não podermos acompanhar nos mínimos detalhes o desenrolar dessa história. O que mas prende-me na série é o fato de sempre conhecer coisas novas ao re-assisti-la e/ou através de pesquisas na internet. Espero que consigam dar um desfecho que a série merece com esses míseros 15 episódios restantes. 

Nota: 10/10

Comentários

  1. Episódio simplesmente genial, tudo, vi com um aperto no coração, só de saber que temos apenas 13 episódios para a próxima temporada. Ainda rezo para que a audiência aumente milagrosamente e a Fox encomende mais 10 eps... =D, sonhar não custa. Foi tensão e emoção, palavras que definem muito bem o episódio, tudo na medida certa.. Não tem muito o que falar, porque o episódio e a série falam por si só, nos deixam sem palavras... Cena de Walter e Waternativo foi ótima,  Lincon finalmente achou seu lugar, e torço para que ele fique com Bolivia e que o Lado B apareça mais vezes.. 
    A única coisa que podemos fazer agora é esperar pela explosão de cabeças que vai ser a finale, que dizer, as duas partes da finale.. Ótimo review Fábio..

    ResponderExcluir
  2. Ótimo review.
    Vi esse episódio quase sem repirar, torcendo p que não precisacem fechar a ponte e pudessem chegar mais perto de Jones.
    Como o comentário Diego, "a série fala por si só".
    É to tipico que acaba e vc ñ sabe o que pensar...

    Espero mesmo que o universo B continuo aparecendo, gosto muito da Bolivia.

    ResponderExcluir
  3. Marco Antônio Freitas30 de abril de 2012 15:59

    Triste esse episódio. mas gostei bastante. Não creio que as intenções de 
    David Jones sejam ruins ou que ele tenha complexo de Deus, na verdade começo a pensar (depois de ver William Bell preso no âmbar no episódio 19) que Jones está tentando evitar uma catástrofe maior, eu viajo muito com a serie....
    Foi triste ver o lado B partir, tenho certeza que o final da serie será agridoce, mas estou muito feliz pela renovação o melhor de tudo é que é para uma temporada final!! Vou sentir falta das Fringe Fridays...

    ResponderExcluir
  4. Marco Antônio Freitas30 de abril de 2012 16:02

    Tá louco menino?? 13 episódios são o suficiente para fechar a temporada. Tomara que a audiência permaneça estável para que não tenhamos mais episódios do que o previsto.

    ResponderExcluir
  5. A cada episódio eu fico com mais raivas dos americanos, como ele podem ser tão burros e não assistirem FRINGE?! Mas, pra variar são poucas as pessoas que gostam de séries mais ''cabeça'', isso em qualquer lugar do mundo. Acho que a série já começa a ter cara de final mesmo, exemplo disso, encerrando o assunto 'universo alternativo'. Vem consumindo minha cabeça também o fato do William Bell ter voltado no futuro. Acho que a dúvida principal do episódio foi se Jones realmente tem boas intenções ou não. Resta esperar...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…

Especial: TOP 5 séries que você não deve assistir com a sua mãe

Olá, leitores! Hoje não é um dia qualquer, não é um simples domingo onde você, caro leitor, comerá um pedaço de pizza do sábado à noite no almoço, porque hoje é o dia das mulheres da vida de cada um de vocês, das mulheres que consideram sagradas. Hoje é dia das mães! O Viciado Em Série não poderia deixar de prestar sua homenagem, contudo, decidido a fazer algo diferente do bom e velho “TOP 5/10 Mães de Séries/Filmes”, segue o "TOP 5 Séries Que Você Não Deve Assistir Com a Sua Mãe".
5º Lugar - Game of Thrones

Uma série da HBO para maiores de 18 anos cheia de nudez, cenas de sexo, incesto, orgias, guerras, violência de todos os tipos, entre outras situações embaraçosas. Game of Thrones, definitivamente, não é o tipo de série para você assistir ao lado da sua querida e sagrada mãe, afinal, qual filho não fica constrangido diante uma cena de sexo em um filme aleatório sendo assistido junto dela? Agora imagina uma cena dessas entre dois irmãos... Pois é, MELHOR NÃO! 
4º Lugar – Tr…

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …