Pular para o conteúdo principal

Fringe "Letters Of Transit" 4x19


"Eles vieram do futuro. No início, eles só assistiam. Vinham em momentos-chave da história humana. Nós chamamos de "Observadores". Mas em 2015, eles pararam de assistir e assumiram o controle. As revoltas civis foram sangrentas e fúteis. Os que ficaram, foram conhecidos como "nativos". Em uma tentativa de mostrarem sua fidelidade, algumas facções nativas tornara-se "fidelistas" e foram "marcadas" pelos observadores. A equipe Fringe original lutou contra a invasão, mas foi facilmente derrotada. A divisão Fringe foi autorizada a continuar, com capacidade reduzida só para policiar os nativos. A resistência foi facilmente superada, ou assim eles pensaram."
Pronto. A partir daí, minha cabeça explodiu. Mesmo esperando (imagino quem não esperava) um episódio que seria vivido em 2036, fui a loucura do início ao fim. O episódio pode ser tratado como aleatório e de simples entendimento, mas atentou-se a um fato de que a série poderia alcançar tranquilamente 7 ou 8 temporadas. Há margem para isso e eu não acreditava até então. Pena que sabemos que se a série chegar a 5ª temporada, vai ser muito.

"Letters Of Transit" foi daqueles episódios que você tem que parar a todo instante, respirar e analisar. Pausar, voltar, re-assistir,... toda palavra, toda frase, qualquer coisa tem imensa importância. Muito que vimos ainda não tem explicação, mas temos certeza de que ela virá mais pra frente. Aprendi uma coisa em Fringe. TUDO faz sentido.

Vimos um mundo dominado pelos Observadores. Confirmamos que eles são infinitamente superiores aos humanos e que num estalar de dedos, podem causar uma destruição em massa. Como bem dito no início, eles só observavam, mas não foi em 2015 que começaram a agir. Acompanhamos a saga de September e suas ações para "consertar" inúmeros acontecimentos, principalmente, em volta da divisão Fringe. Sabemos que as ações de September não são condizentes com o restante dos observadores e acredito que essa "guerra" culminou nos acontecimentos a partir de 2015.

A humanidade não era párea pelos Observadores, exceto, por um humano. Walter Bishop. Um ser humano que descobriu como destruir os Observadores. Uma divisão Fringe que se preste, não poderia ser apenas submissa aos Observadores e claro que atentaram-se a esse fato e nunca desistiram da antiga divisão Fringe, e isso, deve-se muito a Etta, que no final, descobrimos ser filha de Peter e claro, Olívia (alguém duvida?). Logo quando vi (eu e Walter) Etta, já sabia que era filha de Olívia e Peter. Aquele olhar, aquele sorriso, aquela aparência, aquela idade,... quando descobri que era "especial", já não tinha mais dúvida.


A divisão Fringe do lado A esteve presa no Âmbar. Walter, Peter, Astrid e Olívia (?). Broyles ("muxibento") foi o único remanescente, mas manipulado de perto por Windmark - aquele que parece ser o "Observerbad" do pedaço. "Eu gosto de animais". Os humanos seriam animais para eles. Broyles reuniu uma equipe e foi ver quem invadiu a antiga Massive Dynamic. Sob qual propósito? Talvez com a esperança de reencontrar seus antigos parceiros, mas porque então teve que contactar antes Windmark? Autorização? Pode ser, mas acredito na primeira opção. Acredito sempre na integridade de Broyles.

E o que virá pela frente? Os assuntos refente ao futuro não foram resolvidos, mas acho que não veremos isso integralmente. O episódio serviu para mostrarmos como tudo isso irá acabar. Parece que independente das ações da divisão Fringe do presente, nada impedirá os Observadores de dominar o mundo a partir de 2015. É o que demostraram, mas acredito e torço para que a reta final da temporada, mostre o contrário.


e mais: 

  • Onde está o universo B? Foi dizimado? Acredito que sim. Onde está Jones? Foi junto. Teoricamente, vimos o universo A, independente da tecnologia - praxe do universo B - apresentada, estamos em 2036 dominado por Observadores. 
  • Não existe mais a Massive Dynamic (ativa), mas existe Nina, uma espécie de consultora da divisão Fringe. 
  • Quem achava que o Walternativo era o vilão da série,... 
  • Quem achava que Jones seria o vilão da série... 
  • Adorei a participação do Brotha, digo, Henry Ian Cusick. Ele está em ótima forma e parece que foi feito também para a série. Espero vê-lo mais. 
  • O mundo não vai acabar em 2012, vai acabar em 2609
  • Se cada mês, refere-se a um Obsevador, quantos meses tem um ano dos Observadores? Putz, acho que vi 980 Obsevadores, ou mais rs.
PS: Deixei em aberto a polêmica de Olívia estar ou não morta em 2036.  Pensando melhor - motivado pelo comentário do Felipe abaixo - passa em minha cabeça algumas questões: Vimos no 3x22 (2026) que Walternativo meteu uma bala na cabeça de Olívia, bala essa que deduzimos ser a que Etta leva como pingente em seu colar. Walter leva mágoa de Bell e não faz questão alguma de salvá-lo, levando apenas a sua mão. Será que Bell esteve por trás da morte de Olívia em 2026? Vimos que a divisão Fringe foi presa no âmbar pouco depois da invasão de 2015, então, Olívia estava viva naquela época, sendo assim, estaria sim presa ao âmbar junto com seus companheiros.

É muita loucura essa série, não é? Deixem aí as suas teorias.

Nota: 10/10

Postagens mais visitadas deste blog

Entendendo Game Of Thrones

Game of Thrones é uma série que acaba se tornando bem difícil de explicar, e isso ocorre justamente por causa da complexidade dos personagens, que são muitos, e pela quantidade de subtramas existentes. Então, meu objetivo com esse texto é fazer com que uma pessoa que nunca viu ou que não tenha entendido muito a premissa da série, entenda de forma clara qual a principal narrativa. Nesse texto não vou entrar em detalhes sobre os personagens e subtramas (senão você ficaria horas aqui lendo), apenas vou tentar mostrar a direção e o que a série propõe.
Como todos sabem, a série Game Of Thrones (produzida pela HBO) é a adaptação dos livros de fantasia épica escritos por George R.R. Martin, que são chamados de As crônicas de gelo e fogo. Já se passaram a 1° e 2° temporada, adaptando o primeiro (A guerra dos tronos) e o segundo (A fúria dos reis) livro, respectivamente. E nesse domingo é a estreia da terceira temporada, que irá adaptar a primeira parte do terceiro livro (A tormenta das espadas…

O Fim de Sons of Anarchy

"Papa's Goods" 7x13 [Series Finale] (Com spoilers)
Quando a morte é a última e única saída.
E Jax encontrou na morte a solução para tudo, mas Sons of Anarchy continuará viva, até em breve criarem um remake, ou até mesmo, continuar com a série, pois margem de sobra deixaram pra isso.
O fim de Sons of Anarchy tratou de mostrar o fim de Jax Teller, aquele se tornou protagonista da série, mas nem sempre foi assim. As primeiras temporadas eram comandadas por Clay, que revesava o papel principal com Jax, mas nem de longe as ações que ambos exerciam eram o mais importante da série.
Sons se destacou pelo conjunto de personagens e por ações em conjunto, alinhado às situações nada pacíficas da família Teller. Portanto, com o fim de Jax Teller, a série termina, mas, diferente da maioria das séries, o enredo sobreviveria "tranquilamente" sem Jax.
Ademais, a saída para "resolver" tudo foi a morte. Jax "morreu", mas foi para o "outro mundo" de a…

Agenda de Séries

Agenda de séries:

Fique por dentro das séries que vão ao ar no dia nos Estados Unidos com essa super agenda.  Dúvidas, críticas elogios... Caso haja algum erro na agenda, mencione-o nos comentários.

TOP 5 Séries Melhores que Game of Thrones

— Vikings: "Gosto de Game of Thrones porque tem muita luta medieval, sangue..."

As lutas medievais de Vikings são muito mais intensas, extremamente constantes na série. A série também vem de uma adaptação, só que dá história da humanidade, quando exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas nórdicos invadiram, exploraram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte a partir do final do século VIII. A série também é muito mais viciante, sem a morosidade de diálogos vistos na série da HBO.

— Banshee:  "Gosto de Game of Thrones porque tem muitas cenas de sexo e nudez"

As cenas de sexo de Banshee são extremamente mais explícitas. Nudez é cotidiano na série, inclusive nudez frontal. E a nudez de Banshee não são como em Game of Thrones, que praticamente mostra a nudez de prostitutas, personagens secundários. Em Banshee os atores principais estão nessas cenas. Banshee também ganha no quesito violência, sangue, ação, além de ter roteiro original.

— …

O Fim da Saga Red John em "The Mentalist"

Por Jaqueline Pigatto
Chegou ao fim uma das maiores sagas dos seriados da atualidade. Patrick Jane finalmente colocou as mãos em Red John, o serial killer que matou sua esposa e filha. A série, que teve início há 6 anos, sempre focou na busca do protagonista por vingança, com Red John sempre alguns passos à frente, criando mais perguntas para as poucas respostas que conseguíamos, praticamente entrando na mente de Jane e roubando uma memória feliz, até conseguindo sua lista de suspeitos, revelada ao final da quinta temporada.
A partir dali sabíamos que o momento tão esperado chegaria. A produção confirmou: vamos descobrir nessa temporada quem é Red John. Os 7 suspeitos da lista eram personagens que frequentemente passavam pela série, em sua maioria policiais ou ligados ao governo. Pessoas de poder e influência. Mas poucos fãs acreditavam que realmente seria um daqueles. Sempre teve a teoria de que o Red John seria o próprio Patrick Jane. O bizarro Brett Partridge era uma das principais…