Comentando Smash! 1x07/08/09




Fui do céu ao inferno nessa sequência de três episódios. Mas continuo firme e forte com a série.

Não que os dois últimos episódios foram ruins, mas foram bem abaixo dos demais da série. A temporada de estreia parece que foi dividida em duas partes. A primeira terminou no sétimo episódio, onde executaram o "The Workshop" - uma apresentação completa do espetáculo para anunciantes, patrocinadores e convidados. Episódio sensacional! Dosaram sub-tramas da vida pessoal dos personagens ao episódio, terminando de forma magnífica. Deixam-nos empolgadíssimos pelo que viria pela frente, porém, acabamos decepcionando. Ivy acabou sendo preterida à estrela da peça, dando ponto final à primeira parte da temporada.


Karen passou praticamente em branco nesse episódio. A gata deixou de aceitar uma excelente proposta, para ter o prazer de acompanhar o desempenho de sua rival. Ficou claro que esse é o sonho de Karen e ela não vai desistir tão fácil, porém para isso, não agirá de forma desonesta. Ótimo.

Julia e Michael foram os destaques das cenas secundárias desses episódios. Michael também foi do céu ao inferno. Estava com sua amada dominada e acabou perdendo-a, além de levar um belo soco na cara (bem feito). Julia arruinou a sua família e tentou consertar, porém, tarde demais. O que Júlia fez pode ser encarado de duas maneiras: uma mulher apaixonada, lutando por seu amor ou uma mulher irresponsável, que passou por cima de seu filho e marido por uma pessoa que não valia a pena. Fico com a segunda opção.

Parece que o que vem por aí, estruturalmente falando, seria uma reformulação da peça. Derek e cia estão em busca de uma protagonista famosa para a peça e ao que tudo parece, não irão encontrar. Karen ainda está no páreo e "come pelas beradas". Precisamos saber a forma com que a trama será direcionada, fazendo com que Karen seja a Marilyn Monroe do espetáculo. Curiosidade a flor da pele.


Apesar de dois tropeços, Smash continua encantadora. O que fizeram foi quase que um reboot, mas dá pra notar o bom re-direcionamento que a série está tomando. Musicais sempre lindos, ótimas atuações, personagens hiper-cativantes e um enredo viciante. A temporada de 13 episódios deverá se encerrar com o espetáculo "Marilyn", agora, de que forma não sabemos, mas tenho certeza que será sensacional.
Tecnologia do Blogger.