Especial séries britânicas – Parte 2






Dando continuidade ao especial de séries britânicas aqui no blog, nessa ultima vamos falar agora das séries mais conhecidas da terra da rainha por aqui.
Vamos começar por uma que faz muito sucesso por lá e por aqui:

Doctor Who:

A série sci-fi acompanha o Doutor, um Senhor do Tempo, que viaja na sua máquina do tempo (TARDIS), cuja aparência exterior se assemelha a uma cabine da polícia londrina de 1960. Sempre com uma companheira (que muda no decorrer das temporadas, às vezes tem mais de uma pessoa), ele explora o tempo e o espaço, resolvendo os problemas que encontra pelo caminho.
Um dos conceitos mais interessantes de Doctor Who é a regeneração do Doutor. Ela foi introduzida na série original, quando o intérprete do protagonista decidiu deixar a série. O conceito é genial, pois permite que a série de tempos em tempos troque o ator principal, mas nunca deixando de ser o Doutor. Até o atual momento, 11 atores já interpretaram o personagem. Uma das principais consequências dessa troca de atores é evitar a monotonia que outras séries enfrentam depois de algumas temporadas.
Doctor Who começou a ser exibida em 1963 e foi até 1989 (com 7 atores diferentes como Doutor). Em 1996, um telefilme foi feito com um oitavo ator. Em 2005, a série foi revivida e modernizada com Christopher Eccleston no papel principal por uma temporada, dando lugar a David Tennant, que ficou até a quarta temporada. Atualmente, a série teve até agora seis temporadas com uma sétima já encomenda que marcará a despedida do atual Doutor que é vivido por Matt Smith.

A segunda série do grupo de mais conhecidas não é tão conhecida assim pelo público em geral, apesar de ser transmitida no Multishow, mas é uma das mais aclamadas pelos viciados em série por aqui e está com um remake americano previsto para 2012/2013, estou falando de Misfits.


Misfits:

Misfits é uma série de humor negro sobre um grupo de cinco jovens delinqüentes obrigados a trabalhar em um programa de serviço comunitário, onde eles adquirem superpoderes após uma estranha tempestade elétrica.
A série é o que Heroes não foi, com super poderes que algumas vezes causa situações embaraçosas aos personagens e a quem convive com eles, mas que são úteis para lutar contra os muitos 'vilões' e problemas que aparecem no decorrer da série, além disso, ela abusa de palavrões e tiradas que aqui no Brasil ou no EUA levaria censura de +18.
Misfits tem atualmente três temporadas com 6 episódios na primeira e na segunda temporada, um especial de natal e um Web Episódio que marca a despedida de Nathan (Robert Sheehan) intitulado de Vegas Baby, já a terceira temporada teve 8 episódios.
Misfits volta com a aguardada quarta temporada no final de 2012.

O ultimo, mas não menos importante, é uma série que muitos devem conhecer pela fama do seu personagem principal que veio dos livros de Arthur Conan Doyle, sim meus caros, estou falando de Sherlock Holmes!


Sherlock:

Trazendo os contos sobre Sherlock Holmes escritos por Sir Arthur Conan Doyle aos tempos modernos a série adapta de uma forma interessante e muito inteligente tais contos.
Com duas temporadas de três episódios cada já exibidas e uma terceira prevista para o começo de 2013 Sherlock fez grande sucesso na Ide tal forma que eles irão produzir uma adaptação americana de Sherlock.
Com um roteiro envolvente, inteligente e que não perde tempo com coisas inúteis à série logo conquista a quem está assistindo.
'Sherlock' trás exatamente os mesmos personagens dos contos de Conan Doyle, mas nos tempos mordenos e consegue tal feito de um jeito jamais imaginado, com maestria e com total coerência aos contos de Doyle.
Uma coisa que chama a atenção de cara é a ótima atuação de Benedict Cumberbatch (Sherlock Holmes), Martin Freeman (John Watson) e Andrew Scott (Jim Moriarty) estão perfeitos em seus papeis.
De todas dessa lista, Sherlock é a que mais indico para quem gosta de um roteiro de alto nível, diálogos inteligentes, tiradas mais inteligentes ainda e claro para quem é fã de Sherlock Holmes.
Com Steven Moffat (Roteirista/Showrunner de Doctor Who) no comando também não tinha como não dar certo, né?
Mas já alerto: A série costuma abusar de cliffgears gigantesco em seus Season Finales.

É isso galera, espero que tenham gostado e que sigam minhas dicas e corram pra ver essas fenomenais séries britânicas, pois tenho certeza que não se arrependerão nem um pouco.
Comentem com dúvidas, críticas, elogios e sugestões para algum outro especial.
Tecnologia do Blogger.