Steven Spielberg - Passado, Presente e Futuro




Dando continuidade à coluna criada aqui no Viciado em Série na qual trata sobre o passado, presente e futuro televisivo de diretores/produtores famosos no cinema e na televisão, hoje falaremos de ninguém menos que Steven Allan Spielberg, ou como é mais chamado no meio televisivo e cinematográfico: Steven Spielberg.
Famoso por filmes como Jurassic Park e E.T – O Extra Terrestre, nem só de filmes é feita a carreira do consagrado diretor, Spielberg trabalhou como produtor executivo de muitas séries, das quais vou destacar as principais e mais famosas.

Passado:

Das dezenas e dezenas de séries que Spielberg trabalhou como produtor executivo é possível destacar as seguintes séries:
United States Of Tara, The Pacific e a mais antiga e conhecida por todos, Animaniacs.
A primeira que começou em 2009 e teve três temporadas, com participação de Spielberg em todos os episódios como produtor executivo e como consultor criativo, United States Of Tara é uma dramedia que tratava de uma mulher com transtorno dissociativo de identidade e as conseqüências em sua família e amigos causadas pelo transtorno. A série era aclamada por muitos pela sua forma criativa e engraçada de lidar com as várias personalidades de Tara, ganhando um globo de ouro e um Emmy entre diversos outros prêmios. Acabou cancelada pela Showtime por causa baixa audiência em 2011 completando três temporadas com 12 episódios cada.


A segunda em quem Spielberg exerceu o mesmo papel que exerceu em ‘Tara’, e ainda teve participação de sua empresa DreamWorks, é uma Minissérie da HBO que acompanha as conhecidas batalhas da 1ª divisão de fuzileiros navais na Segunda Guerra Mundial.
Basicamente baseada nas obras de Eugene Sledge e Robert Leckie (With the Old Breed: At Peleliu Okinawa e Helmet for My Pillow, respectivamente), The Pacific foi aclamada pela crítica e público sendo indicado para 3 emmys, ganhando apenas um e teve indicação em um globo de ouro entre diversos outros prêmios, iniciou em Março de 2010 e encerrou em Maio do mesmo ano.


Se formos mais a fundo também, acharemos uma antiga animação que com certeza fez parte da infância de muita gente: Animaniacs de 1993. Spielberg trabalhou como produtor executivo em 93 episódios e a produção foi encerrada em 1998 ainda com Spielberg na produção executiva.


Presente:

Atualmente Spielberg trabalha em quatro séries como produtor executivo e consultor criativo.
Falling Skies, Terra Nova, The River e Smash.
Falling Skies trata de uma invasão alienígena, a raça humana está em colapso e um grupo de resistência tentar atrapalhar os planos dos aliens. Porém, a série deixa muito a desejar, tanto nos efeitos especiais quanto na parte criativa. É fraca e chata e se eu fosse o Spielberg teria vergonha de ter meu nome associado a tal série. A série estreou ano passado na TNT com 10 episódios e bons índices de audiência o que acabou cominando na renovação para uma segunda temporada que estréia em Junho/Julho desse ano. Spielberg produziu todos os 10 episódios e a série teve algumas indicações a prêmios que não são tão importantes no mundo televisivo.

Terra Nova foi outra decepção em que Spielberg resolveu apostar, não sei se ele perdeu a mão com a fama, assim como George Lucas, mas que já tem um tempo em que ele não emplaca nada muito relevante, tanto no cinema quanto na televisão.
Terra Nova mostrava o futuro apocalíptico da humanidade por causa da poluição e tudo mais, mas uma ultima esperança aparece com uma fenda descoberta pelos cientistas que leva para muitos e muitos anos antes da humanidade existir, ainda na época dos dinossauros. A série tem uma premissa boa e dinossauros e Spielberg juntos novamente, qualidade garantida, certo? Errado! Os efeitos especiais de Jurassic Park I são melhores do que os de Terra Nova hoje, sem contar a falta de criatividade e muita comodidade dos roteiristas. Spielberg produziu todos os episódios de Terra Nova. A série recebeu poucas indicações a prêmios e a audiência não era tão satisfatória assim para a FOX, porém, tem grandes chances de ser renovada por causa do hippie em cima dela.


A outra é The River que ainda não da pra dizer se é um fracasso ou se é um sucesso, a série tem boa qualidade de roteiro em alguns episódios e péssima em outros. A série trata de um apresentador de um programa de aventuras, e sua equipe, se perde na floresta Amazônica.
Seis meses depois, sua esposa, produtora do programa, descobre que ele ainda pode estar vivo. Assim, ela obriga seu filho a largar a faculdade de medicina para ajudá-la a localizá-lo.
Relutante, Lincoln assume a responsabilidade de liderar o grupo de resgate para descobrir o que de fato houve com seu pai.

A série ainda está em exibição pela ABC e tem marcado índices medianos de audiência.


Quando eu estava começando a pensar que o tempo de Spielberg já tinha acabado, eis que surge Smash.
Dessa vez parece que ele conseguiu acertar alguma coisa e a qualidade de Smash até agora é elogiável.
Smash trata dos bastidores de uma produção da Broadway, mas especificamente uma produção sobre Marilyn Monroe. A série ainda está em exibição pela NBC e têm previsão para 14 episódios, todos produzidos por Spielberg. Infelizmente Smash não está fazendo o sucesso que os executivos da NBC e Spielberg esperavam, a série marca índices de audiências medianos mesmo fazendo dobradinha com The Voice, que tem a maior audiência da tv americana no dia, basta esperar e torce para que a única série de qualidade com o nome de Spielberg atualmente continue para que possamos esquecer que um diretor e produtor tão talentoso se enfiou em séries como Falling Skies e Terra Nova.

Futuro:

Spielberg está envolvido no projeto para produção de uma minissérie baseada na obra de Stephen King, O Talismã. Não há muito sobre a produção ainda, o que se sabe é que ele trabalhará na produção executiva através de sua empresa, DreamWorks.
O livro trata de um menino de 12 anos que, para salvar a vida de sua mãe (que está com câncer), parte numa jornada de costa a costa dos Estados Unidos procurando um artefato chamado ‘O Talismã’. O interessante no livro é a existência de um mundo paralelo ao nosso, chamado de ‘Os Territórios’ - um estranho mundo fantástico em que as personagens têm ‘Duplos’. Suas mortes e nascimentos geralmente coincidem, mas há casos raros (como o caso de Jack Sawyer) de pessoas que morrem em um mundo e não no outro, o que os dá a possibilidade de ir e voltar entre os dois mundos, se souberem como.

Tecnologia do Blogger.