Spartacus: Vengeance – “A Place In This World” 2x02




No mundo onde bodes são sacrificados para que Deuses tragam fugitivos de volta a trama de Spartacus trás de volta antigos personagens e desenvolve novos.

É incrível como os roteiristas de Spartacus conseguem desenvolver tão bem seus personagens (Bem que os roteiristas de The Walking Dead podiam pedir umas aulas pra eles, né?), eles conseguem fazer você se apegar a cada personagem, novo ou antigo, eles pegam a simpatia do público como pouco conseguem fazer.

O episódio foi focado em um personagem antigo da série e um dos meus preferidos, Onemaeus.

Foi interessante ver o passado de Onemaeus e como aquele Ludus passou a significar tanto para ele, ver que ele subiu do lugar onde não havia honra nenhuma para o posto mais honrado de um Ludus, depois do Dominus, o de Doctore.

Mas após a desgraça que abateu aquele Ludus, com ajuda dele inclusive, ele resolveu voltar para onde começou. Parafraseando ele próprio: “O lugar feito para homens sem honra”. E que o próprio Spartacus enfrentou: A Arena do submundo. Um lugar onde não há regras e as lutas são até a morte.

Após várias lutas sangrentas Onemaeus estava no seu limite e prestes a ser morto pelo seu adversário, o que ele queria por sinal, até que um ser misterioso impede o termino da luta e tira Onemaeus de lá, bonzinho? Nããão! Era ninguém menos que Ashur, o personagem mais traiçoeiro da série.


Perguntava-me quando ele iria aparecer, pois o personagem tem importante papel nessa segunda temporada por ser o 'único' sobrevivente que saiu de lá em sã consciência, único entre aspas porque acredito que Lucretia esteja se lembrando de tudo e agora planeja um modo de derrubar não só Spartacus, Crixus e seu bando, mas também Glabber e Ilithyia com ajuda de Ashur que claramente tem planos junto com Lucretia, isso ficou evidente após o recado que foi entregue a ela enquanto ‘abençoava’ o povo.

O fato é que com a volta de Ashur e a captura de Onemaeus as coisas estão começando a se complicar para Spartacus e seu bando, Ashur não medirá forças para capturar Spartacus. Não pela vingança, mas sim para agradar Glabber e alcançar um posto da qual ele nunca poderia alcançar se fosse escravo de Batiatus ainda.

Enquanto Lucretia matava bode com Ilithyia atrás dela na intenção de esfaqueá-la, acredito que ela compartilhe a minha opinião sobre Lucretia, Spartacus invadia a primeira propriedade ao redor de Cápua atrás e informações sobre Naevia e para trazer mais escravos para sua causa.
Ai que surge a habilidade dos roteiristas para introduzir novos personagens na trama, Tiberius, ou Nasir(seu verdadeiro nome), tem potencial para ser um bom personagem e quem sabe um novo melhor amigo de Spartacus como Varro foi, só espero que não termine igual a ele rs.

No mais, o episódio teve muita luta e sangue, como não poderia faltar, e um bom desenvolvimento de seus personagens e da trama central. Já estou acostumado com Liam no papel de Spartacus e percebe-se que aos poucos ele vai incorporando o papel perfeitamente, logo mais não sentiremos tanta a falta de Andy na série, claro que Andy será o eterno Spartacus para todos que eram fãs, porém a vida segue.

O próximo episódio vai ao ar dia 10/02 intitulado de The Greater Good, até lá!

PS: Sou o único que está ansioso pela aparição de Gannicus? Mais pelo fato de que quando Onemaeus descobrir o que aconteceu com sua esposa ele não vai medir forças para se vingar de Lucretia e todo o Ludus. (Não sabe quem é Gannicus? Veja Spartacus: Gods Of The Arena. É um prelúdio, muito bom por sinal, de Spartacus: Blood and Sand.)
PS1: Glabber abre o olho que esse filho não é seu, hein!
PS2: Um brinde a atuação de Manu Bennett como Crixus!
Tecnologia do Blogger.