The Mentalist: 4x13 – “Red Is The New Black”


 
Jane bem que tentou, mas suas artimanhas para tentar esconder da agente Darcy (FBI) que Red John ainda está vivo não foram suficientes. Bom para nós que possivelmente poderemos ter (finalmente) uma abordagem mais direta e ampla em torno do grande vilão da série. 

O episódio desta semana mais uma vez abordou a investigação de um crime comum, no qual um ex-estilista famoso, prestes a voltar aos holofotes, foi assassinado dias antes de apresentar sua coleção ao mundo da moda. 

Com muitos suspeitos e uma investigação um tanto preguiçosa de Jane, o caso foi resolvido de forma boba, com Jane testando as reações de cada um dos suspeitos a uma pena que pertencia ao principal vestido da nova coleção do estilista, até conseguir o resultado esperado. A partir daí, como só uma pessoa demonstrou espanto ao ver a pena, bastou comparar as impressões digitais que a burrinha da modelo assassina deixou na arma do crime e voilà, crime resolvido. 

Fala sério, Bruno Heller, bem preguiçoso e safado esse caso, hein?

Mas tudo bem, pois pelo menos desta vez o episódio não se resumiu ao caso da semana e tivemos novamente a insatisfeita, esperta e desconfiada agente Darcy continuando a escarafunchar o caso da morte de James Panzer. Além disso, finalmente Wainwright serviu para alguma coisa na série e foi responsável por fornecer a Darcy os documentos relativos a Red John. 


E Darcy tanto escarafunchou que acabou por fazer Red John provar que está vivo. Contudo, confesso que quando Rosalyn (a deficiente visual que viveu com Red John) ligou para Jane dizendo que o serial killer estava em sua casa, temi que ela fossemos encontrá-la morta. Mas ela estava lá, vivinha, tocando calmamente o seu piano, enquanto o legista interrogado por Darcy (que foi responsável por mostrar o corpo de Timothy Carter a Jane e Rosalyn no segundo episódio da temporada) foi encontrado morto embalado atrás de uma porta da casa da deficiente visual. 

Estranho, não? Rosalyn recusa-se a acreditar que a pessoa que conviveu (a quem chama de Roy) é Red John, mas não percebeu que “Roy” deixou um presentinho em seu armário? Será que os demais sentidos dela, como olfato e ouvido, mais aguçados devido a sua cegueira, não perceberam nada? 

Por último, uma observação peculiar: quando Rosalyn liga para Jane, vemos “Roy” de relance, sentando-se em uma poltrona ou sofá, segurando uma xícara de chá com a mão esquerda. Será essa uma indicação de que Red John é canhoto? Hora de começar a reparar nos próximos personagens que irão aparecer na série... 

PS 1: Pelo jeito Red John adora um chazinho assim como Jane, hein? Creio que os dois são mais parecidos do que se pensa... Alguém aí se lembrando de Wainwright diagnosticando Jane com um psicopata no início desta temporada? 

PS 2: E o Rigsby “grávido”? Tem gente achando por aí que a namorada esquisitinha dele não tá grávida coisíssima nenhuma... (eu me incluo nessa).
Tecnologia do Blogger.